sexta-feira, 22 de julho de 2011

Me, myself and I

O medo de estar só atinge a todo tipo de gente, sem distinção de idade, sexo, condição social. Não importa se vem de família grande, se é filho único. O que mais tem por aí é gente que não gosta de estar só. Gente que prefere nem sair de casa a ir a um restaurante sozinho, ou ir ao cinema sozinho. Viajar sozinho, então, nem pensar.


Creio que essas pessoas sentem um misto de medo de que o mundo as julguem e a condenem como uma pessoa frustrada por estar só, ou e ao mesmo tempo medo de não saber lidar com o seu próprio silêncio.

Não posso dizer que prefira estar só do que acompanhada. Claro que gosto de contar com a companhia de amigos.
Amo meus amigos, não duvidem disso. Prezo sua companhia e seu valorizar cada momento.
Mas gosto de estar só. Não piro. Sei lidar comigo mesma - porque sei que, no matter what, eu só posso me apegar a mim mesma. Só posso confiar plenamente, cegamente, em uma pessoa: eu mesma. Por mais que eu esteja cercada de gente que eu ame e que me amem, sempre haverá momentos que ninguém me dirá o que fazer. Que ninguém me acompanhará.
E isso é uma lição de anos. Depois de me entregar de corpo e alma a tanta gente que, querendo ou não, acaba desapontando - porque, é claro, ninguém é igual a mim.

A verdade é que me acostumei a contar comigo mesma e de estar bem só, e sei curtir esses momentos.

Hoje não dependo de companhia para muita coisa: vou ao cinema com mais frequência sozinha do que acompanhada. Vou a restaurantes sozinha numa boa. A maioria das minhas viagens foi individual: dentro do Brasil e fora, dias ou meses.

Como nunca pude contar com companhia a qualquer hora no lugar que eu bem entender, soube driblar o mal estar de sair sozinha, e transformar isso em um grande prazer em estar só e livre para descobrir o mundo, as pessoas, os lugares ao meu redor.


--

Quem é assim também?

E quem não suporta fazer as coisas sozinha? Por que isso?

Conta, conta!

@anamyself
ou
anamyself@corporativismofeminino.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anamyself às 07:00

10 comentários:

Adriana a Faladeira on 22 de julho de 2011 10:19 disse...

Eu concordo plenamente com vc. Não só gosto como preciso ficar sozinha de vez em quando. Também amo minha família e amigos, mas aprecio minha própria companhia. É claro que nem sempre fui assim. Acho que pra gostar de estar só é preciso estar bem consigo, e a gente vai aprendendo a se gostar conforme amadurece. Mas as pessoas totalmente dependentes de companhia também me deixam curiosa. Adoro seu blog.

Sarita on 22 de julho de 2011 12:33 disse...

Ana, isso é mal de aquariano. hehehe "Mal" que na verdade é bem.

Sempre que estive em relacionamentos, continuei mantendo minha solidão de alguma maneira. Acho que o que mais me assusta é o casamento porque parece que não vou ter pra onde fugir...

Acho que minha solidão é muito evidenciada na infância. Eu tinha inúmeros amigos (minha mãe conta) e adorava brincar com todos eles, mas havia um momento que eu dizia pra minha mãe que queria brincar sozinha. Então eu passava longas horas brincando sozinha e me divertindo muito (ela conta).

Acho que ter um filho me roubou um pouco essa solidão e às vezes eu fico doida querendo ficar sozinha. Implorando por mim mesma, mas fica muito mais difícil depois que se é mãe.

Adorei o tema.

Fernanda disse...

Acho muito bacana quem é assim. Até gostaria de ser, mas não consigo nem ir ao cinema sozinha. O meu problema, confesso, é opinião alheia mesmo; acho que vai ficar todo mundo me olhando.

Ana, você está bem mais magra. Que linda!

Beijos

Leila disse...

Toma um banho de folha, porque eu realmente fiquei com inveja agora. Tudo o que mais quero é aprender a ser só.

Bel on 22 de julho de 2011 20:32 disse...

Eu não abro mão de ter um tempo sozinha em casa, exercitando o faz nadismo, vendo filmes e etc, e tem coisas que eu gosto de fazer sozinha mesmo, tipo comprar roupas! mas de resto, confesso que não gosto muito de sair sozinha não - não gosto, mas tento me obrigar a fazer, pq é páia demais deixar de fazer algo por falta de cia, né? Muita coisa já não me importo de fazer sozinha, mas cinema no fim de semana e bar/balada nunca encarei ir sozinha não.
Sempre tenho um "medinho" de viajar sozinha, mas das vezes que meti as caras e fui sozinha foram experiências fantásticas.

Thati Freitas on 23 de julho de 2011 20:47 disse...

Umas das frases que chegou mais próxima de uma definição de minha personalidade foi uma que li num texto seu, se nao me engano. Pessoas que nao precisam tanto de outras pessoas sao incompreendidas pelas pessoas.

Priscila on 24 de julho de 2011 10:36 disse...

Eu posso dizer que estou no meio termo. Determinadas coisas realmente não gosto de fazer sozinha, não pelo fato de ser julgada, e sim porque gosto de comentar, conversar, e fazer determinadas coisas acompanhadas. Mas jamais deixei de fazer algo por falta de alguém. Na minha adolescência sofri muito com isso e hoje aprendi a não depender de ninguém para ir a certos lugares ou fazer determinadas coisas.
Adorei o seu post.
bjao

www.mariacertinha.com.br

João disse...

Me acostumei com a solidão, moro sozinho, sem família por perto, solteiro há um bom tempo e, não deixo de sair simplesmente porque não tenho companhia, caso eu fizesse isso, transformaria minha casa em uma catacumba.

Eu inclusive saio para ir ao bar, sentar no balcão e beber sozinho. Na ficção isso termina em coisa boa, na vida real não, mas no problem.

Não me dou bem com qualquer pessoa, essa maioria que assiste A Fazenda, os bons amigos que tenho moram longe, então...

Pompolinas on 28 de fevereiro de 2012 20:14 disse...

Gostei de tdos os comentários, me identifiquei com o João.
Eu sou assim também, poucos amigos,ñ assito BBB e cia, ñ mantenho contas em sites de relacionamento pq considero artificial, só isso.
De tudo eu tenho a minha familia, e qdo preciso conversar recorro a eles...
Realmente já tive amigos(as) mas estes eram na época do colegial e alguns agora no curso pq nessa etapa as pessoas já são competidores! Isso pq somos estudantes,haha...essa 'competição'acaba me afastando.
Vou ao cinema sozinha, no bar sozinha, para aula sozinha e volto sempre sozinha!
Ah! lembrei tenho o meu namorido mas este trabalha tanto que pouco me acompanha! (risos).
E sigo feliz.
Mas há dias que desejo intensamente uma amiguinha gentil.
; )

léts disse...

Eu tinha mto medo de ficar sozinha, por isso aguentei mtas coisas, e ainda aguento .. Vacilos de namorados, amigos e etc. Hoje estou aprendendo a ficar mais tranquila e aproveitar mais os MEUS momentos, não que eu curta tootalmente a "solidão", mas nao morro mais por não ter companhias .. Sei viver minha vida tranquila, sem desesperos, apreendi a observar mais, a me privar mais, e por mtas vezes isso me faz mto bem !

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino