quarta-feira, 27 de abril de 2011

Tá rindo do quê?

Pra começar, que fique bem claro que aqui eu excluo as comédias românticas (que são um vício de infância) e as comédias comédias realmente boas, que são pouquíssimas, mas que terão seu espaço mais pra frente.
Talvez eu seja meio old fashion nesse sentido, mas quando, qual foi o exato momento em que “pinto” e ‘cocô” viraram elementos de comédia? Quando alguém riu disso pela primeira vez? E é isso. Esse pra mim é o maior dos problemas com os filmes desse gênero de hoje em dia. Os elementos que deveriam dar o tom de comédia, são simplesmente, sem graça nenhuma, pra não dizer também de extremo mau gosto.
Ao mesmo tempo eu vejo que tem muita gente que dá risada nesses filmes, então pode ser algum defeito meu de fabricação, mas de qualquer forma, pra mim, não dá! Tá todo mundo rindo e eu passando raiva. Aliás, fui assistir “Passe Livre” outro dia, até rolou uma risadinha ou outra, mas senhor do céu, o que faz alguém achar que o pinto grande de um negão é hilário? Ou que uma mulher espirrando e acidentalmente, com o perdão da palvra, cagando na parede do banheiro inteira, tem algum elemento cômico? Eu devo ter matado essa aula ou, com prazer, reprovado na matéria, porque não entendo, apelação não tem graça!
Lógico, isso tudo vale pra mim, é uma opinião. Assim como eu também acho desnecessário e sem graça um monte de bunda gigante de fora no programa “humorístico” Pânico na Tv. Cada graça é uma pra cada um e provavelmente essa é uma fórmula que funciona pra muita gente. Índios talvez não achem graça em ver gente se estabacando no chão, eu acho. Não precisa de muito para superar o nada que andam esses filmes de comédia no meu conceito. Pra não dizer “nenhum”, eu sou super fã de “Se beber não case”, exatamente por ser um humor bem dosado, o besteirol e as piadas inteligentes.
Piadas inteligentes! Alguém mais é The Big Bang Theory freak? 0/ ISSO é humor e olha que engraçado, sem bunda, sem espancamento, sem ninguém bebendo esperma sem querer (sim, porque isso é nojento, não engraçado). É uma série de humor bem feita, assim como Friends.
Deixo vocês com duas cenas de comédia de verdade… Ah, e não, eu não estou pagando de cult, porque achei Charles Chaplin engraçado. Assista e tire suas próprias conclusões. Fica difícil rir de bunda depois que você aprende a rir direito.
Luzes da Cidade:

Se beber não case:

E vocês, acham o que de tudo isso?
Sigam! @_thaprado
Post previamente publicado no meu blog pessoal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Thaís Prado às 21:37

9 comentários:

Dani on 27 de abril de 2011 23:06 disse...

Mas isso depende do sexo de quem está assistindo. Homens adoram comédias escatológicas e quanto mais babaquice melhor.

Eu também não vejo muita graça nesse tipo de filme não.

beijo rouge

Dani

Sarita on 28 de abril de 2011 11:16 disse...

Minha mãe me acha chata porque não acho graça em filmes de comédia. Inclusive achei TOSCO (e não ri) em Se beber não case. Sempre acho que tem algo errado comigo. Sinceramente. E que fique claro: Não acho graça em Charles Chaplin, que ele é um ícone eu concordo, mas que é engraçado a ponto de eu rir? Prefiro meu filho. ;D

Mari on 28 de abril de 2011 11:43 disse...

Não acho a menor graça em filmes como Todo mundo em Pânico por exemplo, é forçado demais, é bobo demais.
The Big Bang Theory rules!

Eu... on 28 de abril de 2011 12:06 disse...

The big bang theory!! o/

CNS disse...

Concordo em gênero, número e grau.
Sou super fã de Sheldon & Cia... estou começando a ver Friends e amando!!!

Grazy Bernardino on 2 de maio de 2011 18:11 disse...

Leio o blog por meio do Google Reader, o que muitas vezes me impede (por preguiça :s) de comentar.

Eu devo ter o mesmo defeito de fabricação... Não consigo achar graça em filmes com apelo sexual ou escatológico. American Pie, Todo Mundo em Pânico e derivados não me agradam, chegam a me ofender e me agredir! Eu adoro comédias cult, e Se Beber não Case, pra mim, foi ótimo, inteligente e de muito bom gosto! Parabéns pelo post, sinto que o blog se identifica com meu jeito a cada dia!

Deja disse...

Não gosto muito de um besteirol, como Todo Mundo em Pânico, e afins. Logo não misturo tudo que é comédia no mesmo saco.

Adoro The Big Bang Theory, apesar de que a quarta temporada já não está tão hilária como as outras, apesar de que o último episódio foi ótimo.

Friends eu adorava, agora eu amo How I Met Your Mother, pra mim e muitos, a melhor sitcom depois de Friends. Indico.

Outro tipo de humor que não gosto é da linha Jackass. Realmente não vejo graça.

E não acho que ver graça em uma ou outra coisa, não ver, seja algum defeito de fabricação. Questão de gosto, não é preciso se sentir diferente por isso.

E o que algumas pessoas costumam achar engraçado também depende do seu nível de inteligência e cultura, alguns programas, séries, possuem referências que nem todos compreendem, por exemplo a série Community. Indico.

Para pessoas mais simplórias, Zorra Total e seus bordões repetidos over and over and over again, basta.

Deja disse...

"Mas isso depende do sexo de quem está assistindo. Homens adoram comédias escatológicas e quanto mais babaquice melhor. "

Depois que citei não gostar de Jackass e falar que gosto de Friends, How I Met Your MOther e Community, e outras que esqueci de comentar: Raising Hope e Happy Endings.
(Preciso começar a assistir 30 Rock e The Office), voltando... só queria afirmar que sou hétero e muito másculo. (Também sou bonito, estou solteiro, me liguem)

Adriana a Faladeira on 15 de maio de 2011 21:20 disse...

É isso aí, Big Bang Theory - melhor seriado EVER. Sou louca pelo Sheldon

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino