terça-feira, 12 de abril de 2011

Devassa - EU?!

Eu sempre falei que nunca, jamais nem fu eu iria me envolver com alguém casado ou comprometido. Me fodi bonito.

Ele era um meio amigo da época de escola, que com o passar do tempo perdi contato e nunca mais vi. De repente me vi falando com ele no MSN, me encontrando com ele para conversar, e ele falava do namoro patético que estava morno quase frio já. Virei confidente, sabia das crises, da falta de interesse, das muitas vezes que eles não transavam. De repente me preocupei, pq numa das vezes que nos vimos senti muita vontade de beijar ele, e no fundo a gente sabia que ia acaba acontecendo... Não deu outra, o beijo aconteceu e a gente se envolveu.

Eu ouvia ele me falar que há tempos não sentia aquilo que estava sentindo por mim, promessas e tantas outras coisas. Trocávamos sms o dia todo, e eu acreditava de verdade que o namoro-matírio dele estava com os dias contados. Eu desaprovava total o que eu estava fazendo e a gente conversava muito sobre isso, mas era inevitável e toda vez que nos víamos não tinha jeito que desse jeito. Numa noite saímos, e conversa vai, conversa vem, e enquanto a Sandy precisou de 1 milhão para se tornar a garota Devassa, eu só precisei de alguns chopps e algumas caipirinhas...

Foi mal, não deu pra segurar e acabou acontecendo. E não adianta eu falar que foi culpa da bebida pq eu sabia muito bem o que estava fazendo, tanto que a cena se repetiu semanas após. Mas como todo mundo sabe, contos de fadas e príncipes encantados só existem nas pré-escolas e comigo não seria diferente, o príncipe virou sapo e o namoro-café-com-leite continua firme igual prego na areia, mas continua...



Sabe aquela história do “só acredito vendo?” pois bem. Eu descobri que eu não desisto do que quero, mas que posso muito bem simplesmente deixar de querer...

Levantei, ajeitei a “peruca”, subi no salto novamente tipo Like a Lady... E a vida continua né mermo?

Continuo na labuta a procura da batida perfeita... (ou seria namorado perfeito?)


Para doses de tequila, chopp ou caipirinhas, chama eu. o/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Tati às 23:52

22 comentários:

Sarita on 13 de abril de 2011 00:05 disse...

Chega a ser incrível como histórias como essas são iguais a um milhão de outras. Eles sempre se fazem de vítima. Você fica com peninha. Depois ele diz que ela é louca/doente e que não fazem sexo há tempos. E, sim, eles continuam juntos para sempre.

Aí você descobre que é um clichê ambulante ao ler um texto como esse!

Bruna on 13 de abril de 2011 00:08 disse...

Como sempre!!
Ainda bem que se eles não sabem o que querem, nós sabemos! e Viva A Tequila!! kkk

Daya Narciso on 13 de abril de 2011 00:11 disse...

Eu sei bem como funciona...Tbm jah fui devassa...e o pior o fruto desse caso de amor,tem 7 anos hj...

kkkkk


a ladainha naum muda neh,e eu nem precisei da tequila...rsrs
mondebejo

Glênya on 13 de abril de 2011 00:27 disse...

Como a Sandy msm diz: "Todo mundo tem um lado DEVASSA"..KKKKKKKK
..Para doses de tequila, chopp ou caipirinhas, chama eu TAMBEM =D uahauhaa

Manu on 13 de abril de 2011 11:45 disse...

Quem nunca passou por isso, néeeeeeeeeee???
Ai ai...
=]

Angel on 13 de abril de 2011 14:22 disse...

É sempre assim, né? Eu costumo chamar isso de "Síndrome de Jullie Gianni" (quem assistiu Vanilla Sky e lembra da personagem da Cameron Diaz sabe do que eu tô falando).

Ah, adorei a parte da "Sandy precisou de 1 milhão para se tornar a garota Devassa, eu só precisei de alguns chopps e algumas caipirinhas..." (identificação total)

Fer Martins on 13 de abril de 2011 14:41 disse...

É foda... Mas sinceramente, eu não confiaria num cara que faz isso.

Até acredito que traição aconteça, é perdoável. Mas não conseguiria confiar numa pessoa que trai constantemente, seja com uma pessoa só ou pegando todo mundo na balada.

Mesmo que amante fosse eu.

Luana on 13 de abril de 2011 14:48 disse...

Primeiro, adorei o texto. Muito bem escrito! Gostoso de ler!
Segundo, adorei a historia. Desculpa. Sei que voce nao deve estar gostando nada disso, mas é uma aventura. Assim que vejo essas coisas... aventuras que um dia vou contar pra alguem.

precisotantoaproveitarvoce on 13 de abril de 2011 15:49 disse...

Sarita, acho que muitas vezes é por acomodação ou por falta de atitude mesmo, pois eu levei 20 anos para me separar e só o fiz depois que encontrei a pessoa "errada" em minha vida, mas existem também os que o fazem por ser cafa, mesmo.

Bolsas on 13 de abril de 2011 21:03 disse...

Visite a nossa loja, BPG Loja de Bolsas Femininas

Tem os mais variados modelos de bolsas femininas.

Nos pedidos acima de R$100 o frete é grátis!

www.bolsasbpg.com

Bel on 13 de abril de 2011 21:49 disse...

Realmente isso é mais comum do que parece. Já aconteceu comigo uma vez, pra nunca mais. Vivendo e aprendendo com os próprios erros...

Marie Peres on 13 de abril de 2011 22:22 disse...

Acho que com tantos detalhes você sabia onde estava se metendo,e como dizem por aí:'Resolveu dar a cara para o tapa só pra ver como acontece!"e que na realidade ele só queria experimentar outras além da namorada dele,ou seja "usarem",o mais engraçado que no final eles dizem:"Eu ainda gosto dela"...e fazem aquela cara de coitados.Coitados uma ova...São sem-vergonhas e cahorros..
Já passei pelos dois lados da história e não é muito bom,e hoje com as experiências que tive me tornei mais madura e com uma parede de proteção contra cafajestes..

Bey'bada on 14 de abril de 2011 00:24 disse...

É sempre a mesma história já passei pela mesma coisa, só que tinha 15 anos, ele 23 e a namorada 27. Hoje olho pra trás e vejo que tudo que aconteceu não foi bom, mas me deixou madura, parece que tenho um chip quando começa essa conversinha me vem na mente tudo que já passei, o quanto já sofri e caio fora rapidinho.

Tati on 14 de abril de 2011 22:45 disse...

Gentemmm que ótimo que gostaram!!

Pois é, se eu lesse alguém contando isos sem ter passado ainda eu ia dize: que trouxaaa!

Mas sei lá, tudo é mto diferente quando a gente esta do lado de dentro da história.

Acho que no fundo a gente sempre sabe a verdade, mas as vezes dá vontade de se iludir né?

Mas eu esolvi contar pq ja passou, não deu pq pulei fora antes de apaixonar, sacudi a poeira e fiquei pronta pra outra... sem ser a outra! hehe

Negação de Irene on 16 de abril de 2011 00:53 disse...

Já vivi uma situação parecida com a sua e quer saber? Encana muito com isso não que não vale a pena. Continue seguindo a sua vda like a lady, como você mesma diz pois o que passou passou.

Talento disse...

Há! Isso já aconteceu comigo... Homens são uns babacas e todos iguais!

Passarinhocordemelao disse...

Certa vez vivi uma História como esta, porém estava do lado oposto. Uma pena, sou fraco e cometi o mesmo erro deste rapaz, deixei de correr atras e voltei para a vida morna. Pode ter certeza que NUNCA mais dormi um sono gostoso e todo dia penso no banco da praça, ou no apartamento la longe. Ao menos agora sou fan número um dela, pelo esforço, pela coragem e por ela ter ficado maravilhosa.

Dani on 19 de abril de 2011 11:37 disse...

Que bom que você não é daquelas muitas que se submetem por amor. O amor que eu quero exige pelo menos respeito e comprometimento. Se não dá pra ser assim, prefiro ficar sozinha.

beijo rouge

Dani

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos on 20 de abril de 2011 15:56 disse...

It happens every day...rs
Beijos nossos.

Ernani Netto on 25 de abril de 2011 21:49 disse...

Zééééé,

Isso acontece...

O foda é deixar de querer, mas quando deixa fica zuzo bem.

Bjaum

PS: Ta foderosa hein zé, legal seus textos.

Paloma on 1 de maio de 2011 21:00 disse...

Os homens constantemente ocupam o lugar que vc ocupou e não se culpam por isso.
O problema todo é o sentimentalismo exclusivamente feminino.
Se nós meninas achamos que alguns homens sejam tão imbecis e que precisam aprender com o sexo feminino,com certeza temos muito que aprender com eles.

JU disse...

Olá Tati, eu tb já passei por uma situação como essa, mas depois descobri que ele realmente amava a namorada dele, e que só me disse tudo isso pra me levar pra cama. Acabei pior do que estava, pois no fim estava gtostando dele e ela não a deixou para ficar comigo. A as vezes ainda penso que estava com ele, mas que era pra ela que ele voltava.

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino