terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Músicas adaptadas por cantores brasileiros

Eu não sei vocês, mas eu tenho praticamente um orgasmo ao contrário cada vez que escuto uma versão adaptada "Tosco-brasileira" de músicas internacionais que eu gosto muito.



Tem algumas recentes como os sertanejos cantando a tradução de Hey Jude, outras já são bem antigas como a banda brasileira The Fevers cantando uma versão Tosco-brasileira-adaptada de Sugar Sugar, do The Archies.

Vou colocar aqui algumas dessas versões que me fazem ter pesadelo à noite, o repertório é suficiente pra uma trilha sonora de filme de terror.

*Os links levam para as músicas no youtube, pois se eu fosse colocar os vídeos aqui o tamanho do post seria monstruoso.

Sugar Sugar, do The Archies é um clássico da década de 60. Quem nunca ouviu "Sugar, tun tun tun tun...oh honey honey" ?
Pois é, os brasileiros do The Fevers transformaram essa música na temível Menina doce. Escutem, é de chorar.

Tem aquela clásica da década de 80 cantada pelo Yahoo, "Mordida de amor".
Essa na verdade é uma versão de "Love Bites" do Def Leppard. O engraçado é que a versão brasileira é um clássico do brega nacional, que nem da pra odiar por ser uma versão adaptada, a gente odeia mesmo porque já foi hit. (Na real eu não odeio, me divirto muito com um brega, mas abafa).

Outra situação semelhante é a amada Rosana cantando a clássica "Como uma Deusa", céus, isso foi sucesso na época que minha avó andava de bicicleta, se tornou um clássico do brega nos dias de hoje, mas na verdade é uma versão da Celine Dion em "The power of love".

Mas se é pra citar uma que realmente me dá tristeza profunda, é clássica música do Queen, "I Want To Break Free", que ganhou uma versão em forró de um tal Trio Chapahalls, triste minha gente.

As que viraram forró geralmente são as piores, entre elas também da pra mencionar aquela música do Kiss, "Because I'm Girl", que ganhou sua versão brasileira interpretada pela banda Calcinha Preta e se chama "Porque tocou meu coração". Ainda falando da banda Calcinha preta, eles também gravaram uma versão do clássico do Kansas, "Dust in the wind" que ganhou o nome "Louco por ti".

Vamos aproveitar que a calcinha é preta, vestir todo resto de preto também e declarar LUTO pras essa músicas, né?

Tem ainda um tal de Dyego Alves que criou uma versão pra "I'm yours" do Jason Mraz, a versão dele se chama "Cuida de mim", e como não podia deixar de ser, é horrível.

A pseudo-cantora Stefhany Cross Fox não podia ficar de fora. Ela canta "Eu sou Sthefhany", que na verdade é uma versão de "A Thousand Miles", da Vanessa Carlton.

Tem uma que me faz rolar deprimida no chão, é Zezé Di Camargo e Luciano insistindo em homenagear os Beatles e cantando Hey Jude, traduzida, lógico.

A cantora Simoni, no auge de sua carreira também regravava Beatles, nossa amada "Till there was you" se transformou em "Quando te vi". Versão brasileira ou não, hoje é um clássico dos videokes nesse Brasilzão!

E tem aquelas que acabam ganhando mais popularidade na versão brasileira, que quando a gosta e descobre que na verdade é apenas uma versão da música de outro artista se sente traida com uma adaga no peito.

Como exemplos temos "Bem que se quis", da Marisa monte , que é uma versão de uma música chamada "E Po Che Fa", de Pino Daniele.

Pra continuar tem "É isso ai" da Ana carolina e Seu Jorge , que é uma versão de Damien Rice - "The Blower's Daughter", e inclusive foi tema do filme Closer.

Enfim, o número crescente de cantores nesse país é muito mais alto do que aqueles que procuram não só cantar, mas agraciar nossos ouvidos com uma composição original.

Claro que o que foi postado aqui é apenas a ponta do Iceberg, mas já da pra ter idéia do digamos, estrago.

E vocês, o que vocês acrescentam nesta "saudosa" lista?

------------------------------------------------

OBS: Vocês já estão participando da promoção Loucas por esmaltes? estão esperando o quê? Corram lá!

Follow me: @bbel
Follow us: @corporativetes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por B. às 08:00

25 comentários:

on 25 de janeiro de 2011 08:57 disse...

Deprimente as traduções.

Alex disse...

.. eles também gravaram uma versão do clássico dos Scorpions "wind of changes" que ganhou o nome "Louco por ti".

Louco por nao é uma versão do Wind of Change. Louco por ti é copiada da música do Kansas, Dust in the wind

Bel on 25 de janeiro de 2011 11:43 disse...

Tem toda razão Alex, já corrigi, obrigada!

Também tem uma banda de forró que fez versão de Wind of Changes, mas não consegui achar qual é (achei a do Kansas e me confundi).

Thanks

Anamyself on 25 de janeiro de 2011 12:05 disse...

Não tem como ignorar o repertório praticamente inteiro de Sandy & Jr.

"Inesquecível", uma versão de Incancellabile, da Laura Pausini. Tem "No fundo do meu coração", uma versão TENEBROSA de "Truly Madly Deeply", do Savage Garden; putz... são tantas!

Caparica on 26 de janeiro de 2011 01:19 disse...

te joga:
http://letras.terra.com.br/kiko-zambianchi/46826/

Carol disse...

Eu gosto da versão de "The Blower's Daughter" cantada pela Ana Carolina e pelo Seu Jorge! Muito menos melancólica!

Leila disse...

Morri podre com essa versão de I'm yours, eu não conhecia... af maria!

Mas I want to break free é a pior!!!!!

Mayara Borges disse...

Na verdade a música que a Stefhany Cross Fox canta é uma versão de 'Behind His Hazel Eyes, de Kelly Clarkson'.

Amoooo esse blog, PERFEITO.
beijões

Bel on 26 de janeiro de 2011 20:51 disse...

Acho que são duas Mayara, "Eu sou Stephany" é a versão de "A Thousand Miles", da Vanessa Carlton, e "Meu mundo desabou" é a versão de Behind His Hazel Eyes, de Kelly Clarkson. Pequena confusão!
Quanto mais a gente pesquisa mais podre encontra..hahha

Anônimo disse...

Milionária - Cláudia Leite

e

Não vale mais chorar por ele - Bonde do Maluco

lamentáveis...

Eduardo disse...

Só duas correções: The Power Of Love não é da Celine Dion. Fez muito sucesso com ela, mas a original é da Jennifer Rush.

E a versão em português de Till There Was You foi composta pelo Beto Guedes, e não pela Simoni.

Flw

Anônimo disse...

Esse pessoal paga pelos direitos das músicas para poderem gravá-las? A duplinha de merda Sandy e Júnior fez sucesso regravando sucessos internacionais, será que teriam feito o mesmo sucesso se tivessem usado músicas suas?

Anônimo disse...

Faltou a clássica "Still Loving You" da banda Scorpions, tranformada em "Meu Anjo Azul".

Blerghgh.

T_T

grilo disse...

Morri podre com essa versão de I'm yours, eu não conhecia... af maria!

Mas I want to break free é a pior!!!!! [2]

Concordo plenamente, Leila.

E claro q não podemos esquecer das PEROLAS DE SANDY E JUNIOR!!

Guto on 27 de janeiro de 2011 13:46 disse...

Desde os tempos da Jovem Guarda sempre foi comum versões/ traduções de músicas internacionais por nossos cantores.
As vezes algumas bolas vão para dentro do gol como no caso de Raul Seixas em Não quero mais andar na contramão, tradução da música No No Song de Ringo Starr (Beatles), mas muitas vezes é bola fora.
Quem não se lembra de Vou de Taxi da Angélica? Interpretação da música de Vanessa Paradis.

www.gutogold.skyrock.com

Edimartin Blog's on 27 de janeiro de 2011 14:51 disse...

O Rei também copiou algumas musicas.

A Splish Splash é do Bobby Darin
http://www.youtube.com/watch?v=-hSF0UZBiHA

E ele copiou uma dos Beatles mas não lembro qual.

E a rainha dos altinhos também é uma copiadora.

A música hey mickey da xuxa é na verdade do grupo Toni Basil.
http://www.youtube.com/watch?v=y4CyNvEfWoE

Anônimo disse...

Realmente ficam péssimas essas verões. O que eu acho pior é quando esses sertanejos pegam na cara de pau uma musica gringa que ta fazendo sucesso e mandam uma versão mega-tosqueira. A pior de todas pra mim foi a versão feita de Behind blue eyes que já era uma versão que o Limp Bizkit fez de uma musica do The Whoo se não me engano. Ou seja, a versão da versão. SUhhAUhuaSHuhSAhAS
E o que dizer da Beyonce do agreste?
SHHAushUhsHahsUhushhUASHuhas
Vergonha alheia pura!
Eu acho que Dust in the wild tem uma versão do Christian & Ralf tbm.

Ps: Você escreveu Kansar ao invés de Kansas.

Anônimo disse...

Realmente estas músicas são de dar calo no ouvido, mas tem o outro lado tambem, gosto muito da versão nacional de Passenger, com o Capital Inicial, apesar de depois de conhecer a original gosto mais dela.

Capital Inicial:
http://www.youtube.com/watch?v=-6oj0iy1JKs&feature=fvw

Iggy Pop's:
http://www.youtube.com/watch?v=8filyvBJmeg&feature=related

Parabens pelo site.

Anônimo disse...

Se vc quiser ouvir musica estragada só escutar o novo Fórro que praticamente virou bagunça com versões mediocres feitas por essas pseudo-bandas que são nada mais nada menos que lixos que fazem sucesso a custa de idiotas

Fe disse...

Alguma banda de forró, talvez calcinha preta ou aviões do forró, destroçaram a música Lábios Compartidos do Maná. É uma música realmente muito boa, mas nem precisa dizer nada da versão tupiniquim.

Glenn on 28 de janeiro de 2011 16:31 disse...

Coloca nessa lista todos os pseudo-sertanejos e Sandy & Junior, que eram campeões em fazer versões dos outros!

MissD disse...

É pessoal, e até o já batido 'Panamericano' ganhou sua versão forrozeira!! kkkkk
Aqui o link:
http://www.youtube.com/watch?v=l-KIUw0s0Uk

Leonardo on 29 de janeiro de 2011 00:46 disse...

E a versão que O Surto fez para Californication dos RHCP: "É triste mais eu não me queixo".

Na real, toda a música é parodiável com o texto "Eu vou engolir o seu cérebro". Infelizmente, não gravamos a jam histórica feita em 2004.

Fer Martins on 31 de janeiro de 2011 20:12 disse...

E "Fidelity", da Regina Spektor, que virou "Tenho medo de amar" com o Forró Maior? hahahaha

http://www.youtube.com/watch?v=4oJ6o_ZHAxo

Paula Basei on 25 de fevereiro de 2011 19:19 disse...

Pra mim a pior coisa foi a ana carolina dizer HELP, EU PRECISO SAMBAR. onde essa mulher tava com a cabeça?

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino