terça-feira, 30 de novembro de 2010

Putanhar

É comum a mulherada em algum momento da vida "putanhar." A expressão pode soar forte para as mais fracas (ou hipócritas, mesmo). Se você nunca fez, seu dia há de chegar.

São muitos os tipos de "putanhagem". Tem aquele mais comum, que é quem sai para a balada e beija vários caras na mesma noite. O famoso "rodar a banca". Tem também quem não pega ninguém, mas provoca a torcida do Corinthians com caras, bocas e roupas. E aquela que acha um novo amor da sua vida a cada quinzena? E a que tem um rolo em cada bairro da cidade?

Dois pontos (mas não só) justificam a "putanhagem":

1- O mais clássico dos motivos. Término de namoro/casamento/rolo complicado. Nesse caso, a menina opta por não se fechar no seu mundinho e, em vez de se trancar em seu quarto escuro e ouvir Alanis Morissete, se joga nos braços do mundo. Literalmente.

2- Auto-estima de merda. Tá se sentindo gorda, tá se sentindo um lixo, tudo está dando errado. Pegar geral pode não dar o resultado esperado, mas ajuda.

Escrevo isso para dizer: estou oficialmente putanhando, pela primeira vez na minha vida. 24 anos nas costas, minha gente.
Essas coisas a gente não planeja. Mas nunca imaginei que eu pudesse "abrir as asas".

Começou num sábado há uns 3 meses, numa balada absurda. Nunca vi tamanho desespero por metro quadrado, a galera era MUITO sem noção (e nem era das mais feias!). Mas nem a senhora sua avó zeraria um rolê daqueles.

Peguei um pra dar o "start". Aí peguei o cara que eu queria, com quem fiquei um tempinho. Mas aí cansamos um do outro e eu fui atrás do que mais tinha de bom no lugar. Daí peguei outro. E outro. E outro. Aí participei de algo como um sanduíche. Enfim. Primeira vez na vida. Nunca tinha beijado mais de dois na mesma noite.

Até outro dia eu fazia contas. Sabia exatamente quantos, quem e como. Agora as coisas começam a se complicar: não lembro a cara de metade da galera, e muito menos o nome.

E assim foi: em todas as saídas seguintes àquele sábado fatídico, sempre peguei. Nas estatísticas entre meus amigos (homens e mulheres), só eu seguia com 100% de aproveitamento.

Importante lembrar duas coisas: essa é a PRIMEIRA vez na minha vida que algo semelhante acontece. Entre os 15 e os 17 anos, época em que muitas de vocês beijavam muuuuito, eu estava numa seca eterna. Fiquei 3 anos sem beijar ninguém, nessa época. Mas eu tinha os melhores amigos do mundo e a melhor época da minha vida, mesmo assim. Coisa estranha isso.

A contabilidade na minha vida é toda deturpada. Comecei a beber só com uns 17 anos. Entre meu primeiro e meu segundo cara (sexualmente falando), houve um intervalo de... güenta aí, deixa eu fazer as contas. N-O-V-E anos. Nove anos, minha gente.

Então agora I'm a whore, pego geral, não zero nem em chá de bebê (juro. Peguei dois num CHÁ DE BEBÊ, mas isso é história para outro post) e perdi as contas.

Mas poxa.

Eu mereço.

Me deixa. Não, não me deixa não. Me segue no twitter.

Observação: Não que isso supra a falta constante de um amor na minha vida. Mas diverte um pouco.

---

E vocês, gente? Já putanharam? Concordam com a "prática"? Contem os causos pra gente!

---

Beijo,

Anamyself

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anamyself às 08:00

27 comentários:

on 30 de novembro de 2010 08:57 disse...

HAUHAUAHUAHAUAH

e quem é que nao tem a sua fase de putanhar, néam....

mas essa do chá de bebê, é hilária, vou querer ler esse post.

bjos

Balzaks on 30 de novembro de 2010 10:51 disse...

Nada contra putanhar, mas sua contabilidade tá bem deturpada mesmo. De 15 a 17 anos vc ficou 3 ANOS sem pegar? Nove anos sem dar uma? Numtindi...
Aproveitando o ensejo: me convite para dar um rolê contigo pra ver se minha conta não bate tb kkk.

Bjus

Anamyself on 30 de novembro de 2010 12:08 disse...

Hahahahaha

Pois é, Balzaks. Avisei. Minha contabilidade é toda estranha. hahaha

Bora pro rolê então! kkkk

beijo

Angel on 30 de novembro de 2010 12:20 disse...

Putanhar pra você é...beijar?
Libera esse tchan aí, ordinária!!!!

Cah. on 30 de novembro de 2010 13:45 disse...

HAIUSHAUIHSAUI, todo mundo ja putanhou né. Mas minha fase foi aos 17, um ano e só, depois vieram as consequencias de nao estar nem ai pra ngm. ahiushaius É bom, mas controle um pouco tbm tem que ter, se não quando a fase de putanhar passar, todo mundo vai lembrar de vc como a "putanhona" do pedaço xD Beijoos

.Intense. on 30 de novembro de 2010 15:09 disse...

Haahahaha...tive que rir do comentário da Angel!

x)

Eu tive minha fase de...ahn, eu prefiro dizer 'farra'.rs Mas sabe que eu nunca fui de pegação, Ana? De pegar geraaaaaal não...mas de misturar um, dois, três rolos e ir levando, já. Mas de pegação em balada, por exemplo, nunca fui.

Mas acho que todo mundo tem que passar por essa fase e é válido. Pra praticar o desapego mesmo - pq o dom de praticar essa arte uma hora acaba, a gente apega meeesmo e daí já era - pra conhecer gente, até pra descobrir o que a gente gosta mesmo ou não.


Então, se você começou agora, tarde ou não...Ana? manda ver, hehe...
=*

Fernanda on 30 de novembro de 2010 16:41 disse...

ó, vou dizer: tô feliz com o namorado, mas que às vezes bate saudade dos tempos de putanhagem, ah, bate.
hihi


E ana, chá de bebê? Tá demais, hein?!


lembrei de uma amiga que, voltando da balada, achou de bom tom dar uns amassos no motorista do táxi.

cof cof.

Claris Simão on 30 de novembro de 2010 17:09 disse...

HAHAHAHAHA
Same here!

Anônimo disse...

ADOOOOOOOOOOOOOORO PUTANHAR RSRS

Deja disse...

Rodar a banca no meu tempo era dar pra geral de uma vez... inclusive fazendo fila.

Sérião.

Camilla disse...

Nossa, na minha fase de farra eu beijava era 20, 24 numa noite.hahahaha Me joguei de corpo e alma! Maas um tempinho depois enjoa de voltar sempre sozinha pra casa, a cama vai ficando graaande, o "não se apegar" começa a virar um "eu quero muito me apegar".

Fernanda disse...

Putanhar, uma vez ou outra, é essencial. Pelo menos ao meu ver é.
Sempre há situações em que precisamos dar essa liberada geral, deixar um pouco o pudor de lado e realizar-nos.
Já tive momentos assim, mas quem não teve? É ótimo.

Anamyself on 1 de dezembro de 2010 09:55 disse...

Fernanda disse...

lembrei de uma amiga que, voltando da balada, achou de bom tom dar uns amassos no motorista do táxi.

cof cof.

----

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!

Anamyself on 1 de dezembro de 2010 09:58 disse...

Angel e Deja:

Putanhar ao meu ver não é necessariamente beijar vários.

Depende do contexto, na verdade. Tipo: beijar dois caras praticamente ao mesmo tempo, enquanto rola um sanduiche ao som de um axé dos anos 90... Super considero putanhar.

hehe

thamy disse...

Apoiada!!!
putanhar faz parte da vida, uma hora ou outra sempre acontece!!!
é bom pra desapegar, dar um gás, ahhhhhhhh se joga mesmo.

thamy disse...

Apoiada!!!
putanhar faz parte da vida, uma hora ou outra sempre acontece!!!
é bom pra desapegar, dar um gás, ahhhhhhhh se joga mesmo.

sunsamadhi disse...

Claro que tá apoiada! Eu putanhei muitoooo, mas por pouco tempo, dos 17 aos 19, logo depois casei com o meu melhor amigo... isso faz uns 9 anos! hehehe

Puntanhe! :)

Bel on 1 de dezembro de 2010 15:01 disse...

Eu nunca putanhei, quer dizer, no máximo fiquei com alguém que nem queria só pra não "zerar" hhaahahaha.

E caminhar com dois rolos ao mesmo tempo é uma coisa que eu tentei e não consegui fazer.

Enfim tô esperando minha hora chegar. hahahaha

Thaís Prado on 1 de dezembro de 2010 16:25 disse...

HAHAHAHAHHAH sua incrível!

Luana on 1 de dezembro de 2010 23:53 disse...

Queria MUITO putanhar as vezes... Mas nao consiiiiiiiigo! Alguém me ajuda?

Marcelle disse...

Ooie !!! Sempre fui a super-certinha e no momento resolvir da a louca... E estou me divertindo como a muito tempo não fazia. Como diz a frase, " enquanto não aparece o homem certo, nos divertimos com os errados"

Mabby on 9 de dezembro de 2010 14:01 disse...

Nuncaaaaaa!

Mas tô doida que esse dia chegue! haahahahahahahahaha

Mabby on 9 de dezembro de 2010 14:02 disse...

Nuncaaaaaa!

Mas tô doida que esse dia chegue! haahahahahahahahaha

Bárbara Marinho on 9 de dezembro de 2010 16:00 disse...

Putanha???rsrs

Anamyself...amiga, sempre fui tipo "certinha", e esse papo de tempos sem beijar, ficar e dar...curti mto!!
Mas ainda aguardo a fase de putanhar ansiosamente, antes que eu decida de fato casar (estou noiva...buááá)!!!rs

ahahahhahah

Marília disse...

Eu já putanhei, gostaria de fazer isso de novo, mas infelizmente me faltam companhias para seguir nesse ritmo, meus amigos mais próximos todos formam casalzinhos, não me sinto a vontade em correr o risco de me tornar uma ameaça.

Anônimo disse...

Passei dos meus vinte anos, me sinto uma balzaquiana antes da hora. Porém, fui tomada de uma alegria imensa ao ao ler seus posts, até me vejo como uma pessoa normal agora.

Achei seu blog por acaso, amei.

Não putanhei ainda, mas já havia pensado sobre isso e pretendo putanhar logo logo (e ainda serei discreta, lógico).

Thamires on 10 de abril de 2011 16:44 disse...

Estou nessa fase hahaha!

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino