quarta-feira, 7 de julho de 2010

Minha mala bolsa!

Ela me entende...


Há uma fórmula ideal para uma bolsa ideal. O seu peso ideal. Um kit ideal de higiene e beleza, que devem ser minis, segundo algumas mulheres sensatas com bolsas sensatas - Não é o meu caso. E se você for mãe, morar numa cidade onde tudo fica infinitamente longe e, de quebra, for motorista da sua família? Sua bolsa deixará de ser um mero acessório para virar um kit de sobrevivência. E não, tudo que você precisa não cabe numa singela boceta bolsinha. Definitivamente.

Na minha bolsa sempre tem algo para mastigar. Tenho hipoglicemia, enxaquecas e desmaios. Logo, a barrinha e a balinha são cruciais. Essas coisinhas não são em pequeno volume, é um estoque digno de todas marcas e sabores. O fato de eu ter um filho que não come assim que acorda faz com que nela haja toddynhos, frutas e bolinhos. E não para por aí, com a minha obsessão em cuidar da pele, a água sempre está lá. No mínimo 1 litro. Não é à toa que tenho um ombro visivelmente mais alto que o outro. E olha que eu nem comecei a dizer direito o que há dentro da minha mala bolsa.

Como disse, sou a motorista da família e alguém obrigada a esperar alguém a sair da aula, da natação, do desembarque, da estação, da festa e por aí vai. O fato é que as pessoas nunca saem do lugar na hora marcada e eu sou uma pessoa ridiculamente pontual. Como aturar quase uma hora de espera? Um bom livro. E quando a pessoa chega, você manda esperar porque o negócio está muito bom... Certa vez, andei com um livro de 600 páginas que já havia terminado (havia esquecido de retirá-lo da bolsa) e estava com outro lá, o que estava lendo, de 400 páginas. Conclusão: Na avaliação física, o instrutor dirá "Seu ombro (direito ou esquerdo) é infinitamente mais baixo que o outro".

Vamos agora para a higiene. Absorventes, papel higiênico (que pode faltar em banheiros públicos), fio dental, escova e pasta minis (o que não adianta muito, dada a vastidão de coisas enormes que já estão lá). Levo também uma calcinha, pois sou dormente e dificilmente sinto que menstruei. Sinceramente. E há todo aquele aparato de maquiagem que eu não ligo muito, mas estou sempre reforçando o batom, presumindo a rachadura que a secura de Brasília faz com os lábios. Ok, batom, um pó compacto básico para controlar a oleosidade. Um mini-perfume que serve mais como sachê da bolsa, hidratante (cidade seca, já disse!) e o filtro solar.

Uso filtro solar até para ir ao shopping, ele tem prazo de validade na pele. Pre-ci-so reforçá-lo. E não sou branquinha. Sou morena tropicana até. Mas uso e é graças a ele que não preciso rebocar a cara quando vou fazer a maquiagem. A pouca marca de sóis ainda me faz ouvir a gentileza de que tenho 10 anos a menos. E como tirar esse embelezador da bolsa?

Não sei se já contei para vocês, mas passei um tempo vendendo livros e agora estou acabando com meu estoque. Decidi anunciá-los no Mercado Livre. Sempre estou com pacotes para serem postados nos Correios. E, bingo, mil envelopes com livros prontos para serem despachados. Tenho 2 celulares, 1 tim (plano infinity, você vai mesmo me deixar?) e 1 oi. Fora que quando tenho algo para resolver, mesmo que seja no mês que vem, ele vai para mala bolsa. Pois quando eu estiver passando na frente, assim por acaso, "a coisa" vai estar lá com a possibilidade de ser resolvida. Sim, mais uma vastidão de outras coisas dentro da MALA. Há a máquina fotográfica que está lá caso haja uma foto inusitada para ser tirada ou o registro de um acidente de trânsito. Sem esquecer as vitaminas, pílulas, cartões, documentos pessoais, a frente do som do carro, alguns cds, o guarda-chuva (sou péssima para descobrir quando irá chover, quem estuda o tempo também - basta assistir aos telejornais). Quase me esqueço da sandália havaianas, elas estão lá quando eu não mais tolerar ficar elegante no salto.

Todos os meus ex-namorados davam chiliques quando precisavam carregar minha bolsa. Outros tentaram me fazer ser organizada, analisando cada item e fazendo perguntas do tipo: Por que você carrega uma boneca? Vai brincar?. Porra! Era um chaveiro gigante para eu achar rápido as chaves de casa (FicaDica do Chaveiro Gigante para quem tem bolsas como a minha!). Permitam-me uma entrelinha: Os homens é que são felizes com uma carteira amafanhada no bolso de trás da calça!


Convenhamos, eu sou prática carregando todos esses itens. Mas poucos percebem, vocês percebem???????


Não é à toa que quando roubaram minha bolsa, eu perdi tipos a vida.






E vocês o que carregam na bolsa?






* Não fui assaltada à mão armada. Foi assalto sorrateiro e bobo. No caso, a boba fui eu que deixei minha bolsa no carrinho de compras enquanto escolhia um produto. Refiz meus documentos e recuperei o livro que eu estava quase terminando - Isso já me fez respirar de novo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Sarita às 00:03

21 comentários:

Táta disse...

Rs...
Bom dia!
Adorei o post... E dificilmente os homens entendem nossa "bolsinha" rs...
Tbm carrego a casa na bolsa... Saio 6h30 de casa, trabalho até as 18h00 e depois direto pra faculdade... Não da pra passar esse tempo todo sem um kit de sobrevivencia...
Eu até que tentei diminuir o tamanho da bolsa, o volume de coisas, a necesserie. Tudo pelo peso que não aguentava mais, já que ando o dia a pé...
Mas sinceramente, não dá...

Beijos...

Anônimo disse...

Adorei o post....

Acho que todas as mulheres mereciam um bolsa a lá Mary Poppins, não acha?!

Tereza

Júlia on 7 de julho de 2010 10:06 disse...

E eu pensei que era a única louca que carregava um livro 400 páginas (ou mais) na bolsa... hahaha!

Vamos combinar, toda mulher tem a vida na bolsa, né?

Beijinhos

paula on 7 de julho de 2010 10:34 disse...

Gente...
claro que você é prática e nada mais que isso!!
quem nunca passou perrengue em um barzinho apertada depois de umas cervejinhas e ao chegar no banheiro, viu que não tinha papel??
e se não fosse a superbolsa...

não abro mão das maxi bolsas desde quando elas não estavam na moda. e tenho dito.

beijo, Zíngara

Renata on 7 de julho de 2010 10:54 disse...

hahahha
super me identifiquei!
minha priminha de 7 anos outro dia perguntou se eu carregava uma jabulani na bolsa!

bjooo

Debora on 7 de julho de 2010 11:11 disse...

Gente! Mas é tudo tão essencial... alcool em gel, escova de dentes, espelho, livro, mp3, lixa de unha...mulheres jamais ficam entediadas com suas bolsas por perto.

Bel on 7 de julho de 2010 11:38 disse...

E eu achando minha bolsa exagerada! hahahahahahaha

1 litro de água e havaianas foram demais Zin! hahahahahaah...

Tente reduzir 1 litro pra garrafinha de 500ml, já vai diminuir bastante o peso! rs

Zingara on 7 de julho de 2010 11:49 disse...

1 litro é fichinha, bebo tanta água que sou conhecida pelo feito. hahahahahahahah

Hyssa on 7 de julho de 2010 12:10 disse...

Eu tenho é muita preguiça de carregar as coisas. Fato. Mas preciso de quase tudo que tu citou no post. A verdade é que eu sempre esqueço das vitaminas, da água (e deveria lembrar por causa da minha retenção de líquidos), do batom, do hidratante... entre outras coisas.
O fato é que na faculdade, com apostilas de mais de 600 páginas e livros e mais livros, fica bem difícil carregar tudo. E eu definitivamente não tenho vocação pra mochila. Acho feio e só uso qdo necessário ou pra fazer estilinho.
Agora eu fiquei bem curiosa, e aposto que outras leitoras tbm... Vc deveria ter tirado uma foto da sua bolsa pra nós conferirmos o tamanho!
Amei o post.

Um beijo!

rayssa gon on 7 de julho de 2010 12:40 disse...

eu tbm tenho ombros assimetricos, colega!!!

Shadowcat disse...

Não gosto muito de carregar bolsas [até porque sou avoda, sempre tenho medo de esquecer minha bolsa em algum lugar], mas as vezes é preciso e por incrível que pareça, eu tenho que ficar arranjando coisas pra dar volume, pois geralmente carrego só celular, carteira e mp4.
Por não gostar de andar com bolsas eu tenho muitas calças com bolsos grandes, ou que ao menos caiba um celular e uma carteirinha de moedas. xD

Ah! Zin, vc precisa de uma bolsa como a do Félix! Nossa mulher, vc carrega muuuita coisa. Oo

Tati disse...

Vou conferir agora..rsrs
1- guarda chuva de oncinha
2- contas a pagar
3- post it
4- gps
5- carteira
6- resultado de exames
7- agenda
8- chaveiro de sapinho
9- chaveiro de florzinha
10- cartões
11- tic tac laranja
12- hinario
13- frente do auto-radio
14- creme de mão
15- xuxinha de cabelo
16- pente
17- pen drive
18- maquiagem
19- espelhinho
20- lenços de papel
21- celular
22- nextel
23- fone de ouvido
24- brinco
25- tesourinha e pinça

Ufa!! descobri q ta faltando uma caneta..kkkkkkkk

Pat disse...

Saio de casa as 8 da manhã e volto as 11 da noite, não uso bolsa por causa dos cadernos, apostilas e eventualmente o notebook, mas minha mochila tem de tudo, comida, meia coisas de higiene, mouse, cd, de tudo um pouco.....

Juro que tentei usar bolsa, mas acho a mochila muito mais prática, hogo tudo e ali e ponho nas costas. Feito!

Jenny C. on 7 de julho de 2010 19:56 disse...

UAU!!! Bolsa de mulher é assim mesmo rs. Desde que eu era criança tenho mania de levar o mundo na bolsa. Minha bolsa realmente é uma vida e pesa MUITO! Como sou professora, ainda levo uma maleta com os materiais e livros pesados... ou seja, duas bolsas lotadas!

Sempre carego nela:
Celular (com chaveiro gigantesco para achar), chave, pendrive, mp3, comida(biscoitos, toddynhos, coisinhas para beliscar), lixa, brilho labial, pasta de dente, escova de dente, fio dental e apetrechos para quem usa aparelho, capa do aparelho móvel, espelho, porta moedas, livros, mini bíblia, agenda, bloco de notas, estojo, agenda de planos para o casamento, água, casaco, absorvente, remédios, lenços de papel, pente, cartões, guarda chuva, prendedor de cabelo, revistas em quadrinhos, palavras cruzadas, CDs e DVDs para as aulas, encomendas da minha loja para postar nos correios.

Na maleta carrego livros, papéis, pautas, planos de aula, texto, revisas, livros, dicionários, provas e trabalhos para corrigir e tudo o mais que eu precisar usar em alguma aula.

Bjos!

Anônimo disse...

Sou do mesmo jeito, conhecida até como neurótica entre os amigos por carregar tanta coisa.A única diferença é que não tenho filhos, mas até torta já estou ficando.
kkkkkkkkkkkkkkkkk, adorei o post. ; )

Ana Vicente on 8 de julho de 2010 00:48 disse...

Hahahaha essa é a minha bolsa... só nao é igual porque a minha tem lixo!!!
Tem tanta coisa que nao posso me dar ao luxo de trocar de bolsa pra combinar, é aquela e pronto!!!
Quando tiver velha e surrada, troco de bolsa...
Sobreviveria com ela no LOST...


Bjs

L!mOnadah ♥Slemom X♥ on 8 de julho de 2010 02:54 disse...

Ahhhhhhhhhh queria enviar um texto posso ?

Fernanda R Andrade on 8 de julho de 2010 08:54 disse...

Menina!
Todos os dias fico esperando seu post na meu e-mail e geralmente não comento - pura preguiça! Mas sempre adoro!
Me sinto compreendida no meu cinismo e opiniões ácidas.
Essa mala é minha! Esse ombro torto também! Ontem mesmo estava experimentando uma MAIOR e ouvi uma gracinha: "Olha a bolsa levando a baixinha pra passear!"
E daí? Adorei a gigabolsa mesmo assim!
A propósito, moro em Goiânia e entendo quando você fala de secura...

Milan Kem-Dera on 8 de julho de 2010 10:57 disse...

Olá!

Há já algum tempo que a sigo aqui no blogue. Silencioso. Deliciando-me com a sua escrita.
Os meus sinceros parabéns!

http://insustentavelbelezadosseres.blogspot.com/

Este é um pequeno convite para que visite este meu cantinho das liberdades! E do divertimento, também!

Não precisa bater, a porta está sempre aberta!

Benvinda.
:)))*

Cris Soleitão on 8 de julho de 2010 13:57 disse...

Eu sempre tive bolsa pequena. Sempre gostei de carregar o mínimo possível.
O resultado é que eu sempre esqueço algo importante...

Há cerca de 1 ano comprei minha primeira bolsa gigante. E só porque fui obrigada pela minha profissão!
Foi a 1ª vez também que paguei realmente caro em um acessório. Não ligo para marcas e essas coisas...
Mas uma empresa que sempre fez bolsas para equipamentos percebeu que havia muitas mulheres entrando no mercado e fez uma linha feminina, bem diferente daquelas bolsas quadradas e feias que os fotógrafos usam normalmente.

Apesar de ter comprado pra trabalhar, hoje só uso ela... independente de estar com equipamento ou não. Me acostumei e não vivo mais sem, rs. Minhas amigas agora tiram sarro da minha cara =P

Claudinha on 10 de julho de 2010 00:02 disse...

"Porra! Era um chaveiro gigante para eu achar rápido as chaves de casa (FicaDica do Chaveiro Gigante para quem tem bolsas como a minha!)."
Sim, eu percebo... uso algumas bolsas na mesma proporção... não carrego essas coisa, mas carrego outras tantas! e um chaveiro de flor com uns 10 a 12 cm de diâmetro! e de pelúcia... pra achar no tato! sauhsauhsuahsuahsuah
ADORo seus posts Zingara! Sempre me identifico cm suas historias!
Beijões!

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino