quinta-feira, 29 de abril de 2010

A arte de viver da fé ou Dinâmica de grupo é coisa do capeta!


A religião é o ópio da humanidade, diz-se. Mas assim como o ópio, a religião também precisa de usuário para torná-la uma arma. E quem está com a arma em mãos, tentando acertar um alvo tão cego quanto a fé? Na maioria das vezes, um fanático.

Os casos de pedofilia na Igreja Católica estão em evidência na mídia, cada vez mais constatamos que a visão hipócrita do celibato só desenvolve psicopatias humanas. Aí é que os evangélicos parecem sensatos, ao permitirem o casamento dos seus pastores. Afinal Deus quis, segundo algum livro religioso, que o homem e a mulher se reproduzissem. Mas se há sensatez aí, há pretensões grosseiras (e longe de serem humanitárias), os evangélicos acham que todos os seus "irmãos" (jocoso chamá-los de irmãos, não?) estão condenados no juízo final, visto que não estão pregando. Tampouco indo à igreja religiosamente ou batizados segundo sua doutrina "verdadeira" e "única" para a salvação.

A fé nunca pode ser discutida. Se você acredita na força do seu cardigã vermelho para fazer uma prova de matemática, tudo bem. Não é um livro que dirá o contrário.

Confesso que invejo a crença de alguns. É como encontrar uma direção e ver o sentido de levar uma bordoada e um afago vez e outra. Outro dia, a Juliana Paes deu entrevista à Marília Gabriela dizendo que era budista (se não me engano) e que, por isso, tinha que aceitar as intempéries da vida de peito aberto. Afinal a vida era isso "luz e sombra". Haveria um dia para lutar, outro para descansar. E se houvesse dias de luta, que você fosse guerreiro até o final. Se houvesse críticas, que as ouvisse com o mesmo sorriso que ouviria elogios. A atriz trabalhava essa filosofia de vida e tentava viver bem com isso. Não é salutar escolher sofrer ou não? Se eu acreditasse nisso, não estaria em frangalhos agora, pois procuro emprego há meses, faço entrevistas há meses e tudo que vejo são portas fechadas. Eu estaria dizendo "Tudo bem, é só uma longa e tenebrosa DÉCADA de desemprego. Vou sorrir." E me candidataria, ávida pela oportunidade, como mulher-bomba da Al Qaeda, visto que algumas andaram explodindo em metrôs de Londres.

Pois bem, reafirmo, acreditar em algo deve ser algo muito acolhedor. Acreditar que você é o único que será salvo no dia do Juízo Final deve ser muito prazeroso. Acreditar na sua loucura fé deve ser de um conforto imensurável. Mas estamos falando disso em primeira pessoa, quer coisa mais pernóstica que excluir todos os outros seres humanos dos céus por quê ele não interpreta a bíblia segundo a sua visão?

Isso de religião é particular e fedido, como aquela outra coisa pequena e que cada um tem o seu.

O aclamado filme do Chico Xavier não me mostrou a religião, mas uma vida de provação e dedicação - Assim como a Madre de Calcutá, que praticava o mesmo catolicismo dos padres pedófilos. A religião pode ser o ópio que atenua a nossa dor, se usada com respeito.

Noite passada eu acordei com os olhos semi-abertos. Explico o "semi-abertos", sabe quando alguém é alérgico a abelhas e é beijado por elas? Pois bem, olhos mínimos. Não, não fui deixada por nenhuma macho dessa vez. Eu apenas não consigo arranjar um emprego, embora esteja há meses fazendo entrevistas de emprego. “Parece uma espécie de maldição”, a diarista diagnosticou e pediu para que eu fosse à igreja dela para "tirar isso". Eu irei, eu acredito na fé dela, porque a minha foi deixada numa dessas dinâmicas de grupo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Sarita às 00:01

16 comentários:

Crazy on 29 de abril de 2010 00:52 disse...

putz, ficar desempregada por muito tempo é desesperador, sei muito bem como é isso... Se é que a empatia de um estranho adianta alguma coisa, saiba que todo mundo se sente assim nessas situações. Às vezes, parecem que as portas estão todas fechadas, mas outras vezes, os currículos que você está entregando agora vão surtir algum efeito daqui a alguns meses. Já aconteceu comigo. Claro que, enquanto não acontece, é uma merda, mas não desanime que as coisas se arranjam mais dia menos dia.
bjks e boa sorte!

Tereza on 29 de abril de 2010 08:34 disse...

Parabéns, esse é uns dos textos mais sinceros que já li, poucas pessoas tem coragem pra se abrir...
Já estive desempregada por um tempo e sofri muito com isso e mesmo estando empregada hoje, as vezes fico triste por que tenho amigos que conseguem empregos melhores do que o meu, e eu sei que eu mereço, mas nenhuma oportunidade dos sonhos aparece. Já passei por varios estágios da fé, principalmente em realação ao emprego, mal dizia Deus por não olhar pra mim, e outras vezes me maltratava com o pensamento de que a incompetente era eu. O caso é que outro dia na sala de aula minha profª deu um texto da biblia que dizia que os ultimos serão os primeiros, depois que eu li, mesmo não tendo religião e tendo pavor de igreja, esse texto fez sentido pra mim, pois ele quer dizer sobre mérito e graça, Deus abençoa a todos, uns por mérito, outros por graça,cedo ou tarde, não sei se você acredita, eu acredito, já tive muitas provas disso, não só na minha vida como na vida de outras pessoas, mas o mais importante dessas palavras não é se elas tem fundamento, mas sim que elas fazem milagre, milagre no nosso interior, algumas palavras fazem brotar uma força que achavamos que não tinhamos mais, nos fazem continuar. Espero que você encontre essa força, essa fé, por que você já tem só não está conseguindo ver por hora, mas ela está ai, e sei que é um clichê muito usado, mas o que for pra ser seu e for pro seu bem, vai ser.
Beijos
(Mateus cap.20, vers.do 1 ao 16)

Tati disse...

Dinâmica de grupo, não tem graça nenhuma, não tem fundamentos. Fora as exigências, uma vez me pediram CNH, para uma vaga de atendente de balcão!! Pensei, será q o balcão é motorizado?
Penso o mesmo, estou empregada mas mereço um melhor. Se você não tem um "QI", infelizmente fica mais difícil.

Boa sorte.

Lu a Dois on 29 de abril de 2010 11:45 disse...

Muito Sincero de sua parte, e muita coragem expor o que pensa e de forma moderada sem atingir ninguém... creio nas leis de Deus, creio que tudo têm sua hora mas creio que a gente tem que correr atrás e fazer as coisas acontecerem!!!
Rezar um mantra todo dia é uma coisa... ser humano e reagir à atitudes e determiadas situações com sensatez é outra e não seria hipocrisa nenhum dizer que de vez enquando se perde as estribeiras!
Enfim... estar desempregada é algo "abominável! concordo mas... talvez você precisa analisar as coisas por outro ângulo, não ?!
Quem sabe o tempo "livre" de agora não sirva para realizar outros projetos enquanto o emprego certo não vem!
É que nem aquela chamada de fim de ano... "Tente, invente, faça algo diferente!!"

Biianca disse...

Eu não acredito em deus e sou feliz, da mesma forma que existem pessoas qaue acreditam e são tristes, a diferença é que elas tem a quem culpar...

Zingara on 29 de abril de 2010 15:28 disse...

Vcs me fizeram chorar e pensar. Serião. Obrigada.

Renata on 29 de abril de 2010 19:53 disse...

Excelente!
É tudo o que eu queria dizer e nunca soube como. Fico com essa dor aqui e não consigo me expressar. Logo eu, tão boa com palavras sobre sentimentos...
(Aliás, vez ou outra, qd eu começo a ler um texto aqui e qs fico na duvida se fui eu que escrevi, a assinatura é "Zingara". Adóro!)

Bel on 29 de abril de 2010 21:57 disse...

Não é pq você é minha amiga que falo isso, mas você é uma das melhores escritoras que conheço na blogosfera, acho inadimissível que o mundo não queira te contratar. Acredito mesmo que se isso está acontecendo é por algum motivo que não somos capazes de entender ou explicar, mas que como tudo na vida, VAI PASSAR!...
Vai passar sim e você vai ser muito feliz, e vai escrever um livro contando tudo isso!

E ainda vai lembrar de me mencionar na dedicatória (brincadeirinha).

Beijos Zin, te admiro muito amilllga!

Deja disse...

Segundo uma amiga com a mesma formação universitária da Zíngara, essa área não é fácil para quem não têm pistolão.

Mas mesmo assim ela conseguiu algo... porque uma hora tudo acaba dando certo para quem merece, é só tentar continuar sendo forte e não se desesperar.

Boa sorte e eu concordo com a Bel, você escreve bem demais.

Steve's on 1 de maio de 2010 00:59 disse...

Zingara, seu texto realmente foi muito bem colocado. Mas existe uma lógica que para mim é inquestionável: acreditar em Deus não é ausência de problemas, mas é possuir mais força para encará-los. Digo, por que será que tem mendigos super felizes e pessoas ricas e famosas que se suicidam de tanta infelicidade? Isto prova que felicidade é relativo. Não adianta acreditar em Deus só por motivos racionais, nem só por motivos sentimentais. É preciso unir ambos. Hoje em dia a ciência como parapsicologia, física quântica, etc. está cada vez mais demonstrando a existência de algo superior. O físico quântico Amit Goswami procura demonstrar cientificamente que o universo seria inconsistente sem a presença de algo superior. Loucura? Veja a reportagem que ele fez para o Roda Viva, procure no Youtube. É preciso separar o fato de Deus como uma energia superior e causa de todas as coisas existir ou não, com o modo do qual as religiões o vêem. Deus pode muito bem existir sem que tudo que esteja na Bíblia, Torá, ou outros livros sagrados sejam verdades absolutas. Se você se interessar um dia em procurar uma religião e estiver desempregada, não procure-a com a promessa de que você melhorará de vida, mas sim de que você terá mais forças físicas, mentais e espirituais para lidar com os acontecimentos da sua vida. Há uma velha frase "Deus, não tire a montanha do meu caminho, mas ajude-me a atravessá-la". Deus está contigo, quer você acredite nEle ou não. Basta ouvir a voz do bem que brota do seu coração, se você se concentrar devidamente. O resto, se Ele irá te julgar, o que a Bíblia diz, a Torá, os livros de Kardec, etc. é tudo relativo, pois são visões de seres que ainda estão em evolução e por isso podem e devem mudar e se atualizar com o tempo.

Grande beijo, paz e luz!

Anônimo disse...

"quer coisa mais pernóstica que excluir todos os outros seres humanos dos céus por quê ele não interpreta a bíblia segundo a sua visão?"

huahuahua boa!

.Ramó.

Cassio Borghi on 3 de maio de 2010 16:36 disse...

Ok. Li seu texto e entendi a mensagem. Não te conheço mas pelos comentários das pessoas que te conhecem vc parece ser uma pessoa boa e pelo seu texto parece ser bem competente. Acho que vc está errada ir contra seus princípios por um momento de desespero, não confunda fé com esperança. Vc pode ter esperança em algo que, mesmo muito difícil, pode se realizar; fé é acreditar em algo impossível. Para exemplificar, uma pessoa amputada, que fica deitada em uma cama pode ter fé que nascera uma perna nova ali, por osmose, porém, ela não pode criar esperanças quanto a isso. Creio que o fato de vc não conseguir emprego nesses últimos 6 meses se da por um conjunto de coincidências e um pouco de falta de capacidade (não me entenda mal, não estou dizendo que vc é incapacitada). Infelizmente vc fez teste com outras pessoas, que conseguiram o emprego, algumas pessoas chamam isso de benção, outras de dádiva divina. Eu chamo de seleção natural.
espero realmente que vc continue seguindo o caminho da razão e da lógica e aprenda a se esforçar mais a cada falha!
lembre-se que duas mãos trabalhando fazem muito mais que mil rezando!

Jean on 5 de maio de 2010 17:15 disse...

Muito superficial preconceituoso e minimalista o texto como um todo, você usou um cenário para definir todo o conceito.
A fé em momento algum se sobrepõe ou mesmo anula a razão muito pelo contrário, passa a ter sentido quando a razão já não o tem.


Você caiu no lugar comum, condenou ao ridículo aqueles que você acusa de "excluir todos os outros seres humanos dos céus por quê ele não interpreta a bíblia segundo a sua visão" se colocou ao lado deles.
afinal você os condena com a mesma ignorância por simplesmente não terem a mesma interpretação do mundo que você.

Cassio Borghi on 5 de maio de 2010 22:46 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cassio Borghi on 5 de maio de 2010 22:48 disse...

concordo com vc, a fé aparece quando a razão some... foi assim quando não conheciam a eletricidade e a acusaram de ser bruxaria!! fé é crer em algo sem ter provas nenhuma, e pra mim isso é a total falta da razão!!

rayssa gon on 14 de maio de 2010 09:02 disse...

gostei muito do post pq faz umas semanas e eu fiz um muito parecido.
mas, pense, se vc, como eu, não acredita em qualquer coisa sobrenatural que seja resposável por essa sua epoca zicada, a unica culpada é vc mesma.

consciente ou não, vc deve estar fazendo algo errado. e , descobrir o que é ja significa 50% da solução. :)

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino