sexta-feira, 19 de março de 2010

Efeito sanfona eterno


Eu sei, eu sei. É um mal que recai sobre metade das mulheres. O efeito sanfona, em maior ou menor proporção, NUNCA é bem-vindo. Além das malditas estrias, fica aquela certeza no ar de que logo logo você engorda (ou emagrece) de novo. Uma sensação de descontrole com o próprio corpo. E aí recomeça o ciclo de alface, arroz integral e muita água, até, por motivos escusos, voltar a atacar a lasanha de quatro queijos e os chocolates.

Por quê é tão difícil se controlar e manter uma alimentação regrada?

O maldito efeito sanfona recai sobre mim desde sempre. Sempre sofri MUITA pressão em casa e na escola para emagrecer, aí emagrecia e algumas semanas depois, não aguentando ser uma criança saudável enquanto todos à minha volta comiam kinder ovo e pão de batata com catupiry, voltava a engordar. Tenho estria desde que me entendo por gente, é claro.
O pior de tudo é que naquela época eu nem era gorda. Se me mantivesse como era, o crescimento me ajudaria e hoje eu estaria gostosona (hahaha).

Mas por mil e um motivos, que não cabem num post (sério, não cabem), acabei é engordando horrores durante a adolescência, e depois emagrecendo horrores, e engordando horrores de novo... Na puberdade, meu efeito sanfona era coisa de 5 Kg. Lá pelos 17, 18 anos, eu variava uns 10 Kg. Já recentemente, com 20 e poucos, consegui a proeza de emagrecer 20 Kg em quatro meses, com academia (do prédio) 7 dias por semana, umas 3h por dia. Me sentia ótima, mas não conseguia fazer nada com medo de engordar. Tudo na minha vida era cálculo de calorias. Não bebia, não saia para jantar, não comia uma sobremesa gorda de vez em quando, não ia à festas... Nada. Aí que minha vida virou de rata de academia - academia solitária, ainda por cima. E aí que fui desencanando. Resultado: em 2 ou 3 meses, reegordei os 20 Kg perdidos e ganhei de brinde mais uns 5. Ou seja: RECORDE de peso na vida.

Isso foi no final do ano passado. E não consegui mais encontrar motivacação para emagrecer. No máximo 2 ou 3 Kg, mas para quem tem um IMC acima de 30, isso não significa muita coisa.

Eu me descontrolo. Eu não tenho limites. Nem pro bem, nem pro mal. Na época em que fazia academia, cheguei a ficar 2h45 na esteira, revezando corrida de 9 Km/h e caminhada de 7 Km/h. Na época gorda, cheguei a almoçar feijoada, umas 4h depois comer um lanche completo do MC Donalds e jantar pizza.

Sabe.

Há algumas semanas, botei na cabeça que ia começar um novo regime, menos drástico que o da outra vez. O problema é que não consigo ter motivação para continuar quando a balança, após uma semana de regime, diz que perdi 600g. Vontade de chutar o balde e correr pro brigadeiro de panela. E é geralmente o que eu faço.

E a sensação de trabalho perdido quando você come um mísero brigadeiro? Quem consegue não pensar em quanto tempo de ginástica terá que fazer para queimar o negrinho safado? (Negrinho é brigadeiro no sul).

Para piorar: sou extremista, 8 ou 80. Não consigo comer um bombom, ataco a caixa toda. E se pra queimar as calorias de UM brigadeiro já é difícil, que dirá de uns 10.

Fácil não.

Segunda-feira agora, dia 15, comecei um novo regime. Só depois lembrei que daqui duas semanas tem a páscoa. Puta merda!
Mas uma coisa por vez. Consegui me manter no regime na segunda, na ternça, na quarta e ontem. Agora quero só ver como vai ser o fim de semana. É um leão por dia, né? #AlcoólicosAnônimosPride

--

Então, digam lá: quem de vocês passa por situação semelhante à minha? Ou o que fazem para evitar o efeito sanfona? ONDE acham motivação, meu deus?

Beijo, me manda e-mail ou me tuíta =*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anamyself às 11:45

36 comentários:

Nina on 19 de março de 2010 09:34 disse...

então gata.

tive bulimia com 13/14 anos. Cheguei aos assustadores 45 kg. Depois de me tratar e tal hoje em dia vivo em constante briga com a balança. Isso NUNCA vai sumir de mim, vez ou outra me pego cogitando um laxante ou um vômito induzido...

mas meu efeito sanfona é suave é uns 3 kg no maximo pra cima ou pra baixo...hoje em dia to com 56 kg com 1 e 58 de altura não sou magra nem gorda, tô normal.
Ontem entrei numa calça que eu não entrava a 5 meses. Foi uma vitória
é uma sensação indescritível.

desejo força pra ti pq se sentir bem consigo mesma é o segredo.
Mas ó...dá pra ser feliz sem ser magro! só não caia nesse negocio de remédio ou oque eu fiz ok?

Gisa on 19 de março de 2010 09:37 disse...

Affeeeeeeee...
Tava comentando isso com a moça da limpeza do meu trabalho agora de manhã...
Que a minha calça tá caindo horrores e que me apareceram duas estrias na barriga depois que eu passei á almoçar...oO
Sério...
Eu tenho 1,72 de altura, e peso mais ou menos uns 70 kg...
Quando não como (o que sempre acontece aqui no meu trabalho porque quem trabalha sabe que não é papinho essa falta de tempo até pra comer)eu engordo, assim, não que eu engorde horrores, mas minha calça não cai...
Aí eu passo a ter horário, almoço, sigo a regrinha de comer alguma coisa saudável de 3 em 3 horas e puf... Eu emagreço, minha calça cai e me aparecem as estrias...oO
Revoltante...!

Viviane Farias on 19 de março de 2010 09:38 disse...

Eu vivia encarando esse efeito sanfona de mais ou menos 5kg, era horrível. Eu me sentia péssima por td que comia ou qd não malhava. Mas depois do fim do ano passado, qd tive que parar de malhar, acabei aprendendo a aceitar meu corpo, mesmo com esses 5kg a mais.
E principalmente, aprendi a valorizar o que tinha de bonito e camuflar as gordurinhas que eu achava que eram defeitos.
Hoje ainda penso em emagrecer, mas com muito mais calma, e do jeito certo... sem desepero!!

Claudinha on 19 de março de 2010 09:49 disse...

Ana... Eu tinha exatamente o mesmo problema aos 14, 15, 16...até os dezoito! Lendo seu texto me vi ali!
Pois bem cresci... cá estou eu com meus (cof,cof) 21 e por causa da pele (eu tinha bastante acne até uns meses atrás) fui atrás de uma endocrinologista por indicação do meu derma... ela me mandou fazer vários exames e acabei descobrindo que tinha disturbios hormonais por conta de outro problema camuflado... comecei a tomar remédios pros hormônios e, em 2 meses emagreci quase 10 kg! sem regime, reeducação, sem nada! nada mesmo! e o melhor, continuo comendo chocolate quase todo dia! (sou chocólatra mesmo! quase doença!)
Na verdade, meu efeito sanfona era por conta dos hormônios... será que não poderia ser seu caso tbm? Longe de mim te diagnosticar... mas minha história é bem parecida com a sua!
Milhões de beijos! Adoooooro seus posts madame!
Au revoir!
=)

Deni Brito on 19 de março de 2010 10:39 disse...

Ana, depois que tive meu filho (que agora está com 4 meses) eu emagreci os 15kgs que engordei na gestação. Mas o corpo não é mais o mesmo! Adorei a nova comissão de frente que estão bem maiores, o quadril está mais largo, e as coxas estão mais grossa. (Obrigada, Maternidade!)
Mas percebi que tô nessa do efeito sanfona. Minha alimentação tá toda errada depois q voltei a trabalhar, no dia que almoço bem percebo que meu corpo está mais esguio, se deslizo um pouco aparece uma pança de grávida de 3 meses.
O jeito é cuidar aqui pra não deixar a peteca cair, pq encarar a gravidade já é meio complicado. rs

Zingara on 19 de março de 2010 10:56 disse...

Sou a personificação da própria sanfona. Na gravidez cheguei a pesar 30kgs a mais. Tenho 1.67. Já pesei 55kgs, hj só Deus sabe. Estou numa dieta ferrenha e de mau humor. hahahahah

;*

Ériquitas on 19 de março de 2010 11:08 disse...

Eu sou igualzinha a vc! Juro!
E tb comecei uma nova dieta dia 15. A motivação veio na criação de 1 blog (http://bigfrotinhasss.blogspot.com/) q eu e minha prima fizemos juntas, para uma ajudar a outra nessa difícil, mas não impossível tarefa de perder peso!
Vou add seu blog lá no nosso e a gente vai trocando ideias, informações, sucessos e dificuldades, combinado? Quem sabe assim conseguiremos fazer essa dieta melhor e mais felizes?! Rs!
Beijos e boa sorte!
By Eriquitas

Anônimo disse...

Eu estou de dieta desde do começo do ano, quer dizer as pessoas ao meu redor pensam que é dieta, pra mim é um novo estilo de vida....e quer saber as vezes eu como doce, ou algo salgado mais calorico..mas pode saber que evito ao maximo...faço academia todos os dia tbm, é bom pra manter-se em movimento, mas não me mato de tanto malhar, fico no maximo 40 minutos me exercitando...no começo, por malhar pouco achei que não iria emagrecer nada, mas já estou há tres meses com nova alimentaçao e exercicio e isso me fez emagrecer 6 kilos, é claro que eu não vou perder em um mes o que levei anos pra ganhar, então meu lema é devagar e sempre...Pra não cair em tentação sempre invento receitas novas, pra variar sabe? O doce eu fujo dele....mas confesso que pra pascoa já tenho meu ovo encomendado, e vou come-lo sem peso na consciencia...mas depois eu retorno pra vida saudavel...bem essa é minha dica...mudança de habito pra ter uma vida mais saudave a longo prazo...troquei o prazer fulgas que a comida me proporcionava pelo bem estar que sinto em estar bem com o meu corpo...não desanime, se vc se ama....vc consegue...Força!!

GMD on 19 de março de 2010 11:39 disse...

Olha, tive esse problema desde os 12 anos de idade. Engordo pra caramba, e emagreço... mais ou menos. hehehe.

O pior é a pressão que a gente sofre de ver nossas amigas lindas a magrinhas... nem só amigas, pessoas do cotidiano. Você começa a achar que todos os seus problemas se resolveriam se você fosse magra. Acaba com sua confiança.

Então comecei uma dieta que me salvou de me transformar numa bulímica:

http://saude.abril.com.br/especiais/dieta_pontos/tabela.shtml

É MUITO boa! Você pode comer tudo. Mas com moderação! Ensina você a se controlar, aos poucos! Digamos.. você pode comer um McDonalds super gordo, mas o resto do dia vai ter que maneirar... e se passar do limite, pode compensar no dia seguinte.

Leva um tempo para ajustar a alimentação, e nos primeiros dias acaba passando do limite... mas é só ter paciência e fé de que vai conseguir.

Verdadeira reeducação alimentar.

Beijos!
AMO esse blog xD~

=D

GMD on 19 de março de 2010 11:42 disse...

http://saude.abril.com.br
/especiais/dieta_pontos/
tabela.shtml

fragmentei o link, pke acho que nao foi certo =)

Anamyself on 19 de março de 2010 11:48 disse...

Ai, gente, quanta história de superação! E que delícia, todas vocês conseguiram enfrentar problemas até piores! Tô orgulhosa!
Vamos ver se consigo ser menos noiada com o regime e seguir as dicas de vocês, principalmente essa da anônima, de trocar os hábitos :)

É tão difícil!

Claudinha: já fiz várias vezes exames hormonais... Tava tudo normal. =|

Zin: Nossa, 30 Kg? UAU. Mas você tem a maior força de vontade para malhar e para evitar comidas gordas, pelo que vejo você twittar. Preciso ser assim também!

Zingara on 19 de março de 2010 12:23 disse...

Anamyself, nem tenho não. Sou comilona. Aí alterno dias africanos e dias norte-americanos.

mia_tyler on 19 de março de 2010 14:08 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daiane on 19 de março de 2010 14:09 disse...

"Sou a personificação da própria sanfona". It's me!!!
Bom eu também vivo no emagrece engorda... Até os 18(hoje tenho 21) eu passava uns 3 meses "gorda" e uns 3 "magra"... Depois disso eu resolvi me aceitar, por mais que eu estava acima do meu peso 71kg/1,62 de altura eu estava deixando o vento me levar(tá eu sei que vento, não carrega pessoas gordas hahaha). E fui deixando ele me levar... Até notar que havia perdido 3kg do meio do ano passado pra esse, e perdi esses quilos "naturalmente", apenas parei de comer um quilo de toddy+leite+aveia depois do jantar e comendo quando tivesse fome realmente, nem comer pra morrer e nem contando calorias, apenas comendo como uma pessoa "normal".
Depois disso a anta aqui resolveu aproveitar a maré boa e começou a fazer dieta ¬¬
cara que horror eu tô comendo menos de 1000 calorias por dia e não emagreço nem com macumba!!!

Na verdade eu até emagreci mais três quilos... but foi nas primeiras semanas, agora o maldito peso estacionou ¬¬

Cris Soleitão on 19 de março de 2010 15:53 disse...

Entre Dez/2007 e Dez/2008 emagreci 5 kg [oq pra mim é muito, embora eu precise perder mais 5] e mantive durante 2009 todo.

Qual o segredo?!
Aquilo que nutricionistas e médicos estão cansados de falar: evitar, justamente, o excesso.

Se você resolve fazer regime cortando tudo oq gosta e comendo só salada e bife magro NÃO VAI DAR CERTO!

O certo é uma alimentação balanceada.
Mas tem um segredinho sim: descobrir entre as coisas que sempre consideramos como ruim, algo que podemos aprender a gostar ou que, pelo menos, não seja tão desagradável quanto achávamos que era.
Acreditem, eu sou a pessoa mais enjoada do mundo pra comer.

Mas nesses últimos 2 anos aprendi, por exemplo, a gostar de alguns tipos de chá [que sempre detestei].
Não tomo SEMPRE, porque sei que vou enjoar logo... mas eu revezo.
Por exemplo, desde os 14 eu não janto... só como um lanche reforçado.
Tem dias que tomo leite normal com chocolate [não acrescento açúcar porque ele já vem bem adocicado] e 2 fatias de pão integral.
Tem dias que tomo iorgute; tem dias que tomo chá; tem dias que como um sanduíche leve com refrigerante.
Assim eu não enjôo e não deixo de comer as coisas que eu gosto, mas só um pouco de cada.

1 ou 2 sábados por mês como pizza no horário de 'jantar'.
Desde sempre, na minha casa, domingo é dia de massa: macarrão, lasanha, nhoque, etc... Mas eu reduzi a quantidade que como por domingo.

De vez em quando compro um pão de queijo ou uma barra de chocolate no mercadinho ou na cantina da faculdade, mas nunca mais de 1x por semana.

Sim, é difícil e MUITO no começo, mas depois que se torna rotina você passa a fazer isso automaticamente, naturalmente... enfim, passa despercebido.

Claro que, como os especialistas sempre dizem também, não adianta fazer dieta sem exercícios.
E vale o mesmo. Sem exageros. 1h por dia da atividade que escolher [para atividades leves, como caminhar] já é mais que suficiente pra começar.

Se forçar demais os músculos pode acabar lesionando seu corpo e, pior, você se cansa mais rápido e acaba desistindo, parando de se exercitar.

Infelizmente, não existe milagre para emagrecer.
Mas cada pessoa tem um metabolismo diferente, então é bom consultar o médico [endocrinologista] sobre o melhor meio. Se possível consultar também um nutricionista e um prof. de Ed. Física.
Eu sei que a maioria não tem condições. Eu mesma dependo do SUS. Mas, pra quem puder é bom...

Vale lembrar que fibras também ajudam: aveia, pão integral, certas frutas, etc...
Só que nada de entrar em dieta maluca de ração humana!!!
Dietas malucas só servem pra deixar seu organismo mais descontrolado ainda!!!

Também não é bom cortar todo o carboidrato, por exemplo. Carboidrato é convertido em energia. E agente precisa de energia pra trabalhar, se exercitar e estudar!

Anônimo disse...

Vivo em dieta! Sofro desse problema e mato um leão por dia também, mas vamos em frente.

on 19 de março de 2010 16:17 disse...

ai guria, eu sou magra falsa, daquelas que tu olha de longe e pensa" meu deus como é magra" daí quando chegam perto... notam que tenho pneus gigantes na pança e uma leve pancinha, minha melhor amiga.

é foda.

nao sei como me livrar da maldita pança e dos pneus. só sei que nao tenho animo mesmo de ficar em academias q nem loca e depois ter que recusar cervejada, churrascada, negrinho na panela (sou gaucha) enfim... vou vivendo a vida... até o dia que eu me olhar no espelho e ver que nenhuma calça 40 entra em mim.

fuck.

bjos e bom findi

hilana disse...

não faça dieta!! faça uma reeducação alimentar acompanhada de uma nutricionista...
isso mudou minha vida. serio.

Gabriela on 19 de março de 2010 18:29 disse...

Eu, como a Rê, sou falsa magra total... as pessoas dizem que é bobagem quando eu reclamo do peso, mas quando eu mostro as "BORDAS DE CATUPIRY" (ou alcinhas do amor, como quiserem), as estrias e as celulites em lugares completamente improváveis, elas se convencem. E não adianta, eu faço de tudo, mas não dá: as vezes emagreço, e acabo sempre engordando depois. Já me acostumei com a sanfona como sendo algo intrínseco a mim. O bom é criar um hábito mais saudável, nao uma dieta, mas um hábito de diminuir as quantidades... é dificil, principalmente pra pessoas impulsivas e 8x80 como nós, que somos capazes de comer uma caixa de bombom de uma vez, mas com o tempo fica automático. Um beijão!

Tamires Lopes on 19 de março de 2010 20:05 disse...

assino embaixo, bjs.

No inicio do ano passado, estava gorda (pra não dizer o peso, LAKSLAKSLAKSLALKS...), procurei o endocrinologista que me passou um remédio e emagreci 10 Kg.
Comecei a trabalhar, fui largando aos poucos do remédio, e aos poucos engordando tudo de novo e no inicio desse ano voltamos novamente ao início da sanfona.
Nem me pesei mais e tô morrendo de medo de ir no médico, pq eu sei q ele vai pedir para eu subir em cima de um balança :S

Anônimo disse...

você se sente bem quanto ta magra? se sente feliz tendo que se controlar 24h por dia? e sentindo culpa toda vez que escorrega e come "a coisa errada"?
talvez muito melhor seja tentar ser feliz assim como você é. e claro que não é fácil. principalmente com cada anuncio/revista/propaganda/pessoa dizendo que não, você não está boa o bastante. esse é o problema. nunca dá pra se sentir feliz com você mesma porque você nunca esta boa o bastante. mas acho que é questão de se educar. pensar em outras coisas. arranjar um hobby. ocupar tempo ocioso com coisas interessantes, cursos interessantes, pode até uma academia se você gosta de se exercitar. e principalmente tentar aceitar seu corpo ao máximo e saber encontrar beleza nele. e ser feliz assim.

Anamyself on 19 de março de 2010 22:42 disse...

Ai, Anônimo final, queria demais aprender a gostar de mim do jeito que sou. Mas não consigo me aceitar gorda, não tem jeito! Também não gosto de viver me controlando e surtar e perder o controle com a maior facilidade quando como mais do que deveria :/

Sempre insatisfeita comigo mesma. E sim, tento mudar isso com terapia.

Cris, você vai passar a ser meu modelo. Que pique, mulher! Que força de vontade admirável!
Eu adoro coisas integrais. Mesmo quando chuto o balde e mando o regime às favas, continuo comendo pão integral e leite desnatado, sempre preferi.
Mas não consigo me imaginar comendo chocolate apenas 1 vez por semana!

Olha, juro que vou usar os depoimentos de vocês como motivação. Sempre que pensar em chutar o balde, vou lembrar de vocês :)

Alline on 20 de março de 2010 00:18 disse...

Tanta gente já falou... será que algo mais vai fazer diferença? Eu já estive na casa do 88kg, depois fui pra 59, pulei pra 72, depois 60, 65... são tantos números! Fiz dieta, fiz terapia de grupo, análise, tomei remédio, fiz exercícios até com o pé torcido. Sofri, passei fome... Não sei se foi por causa desse sobe e desce que minha tireóide foi ficando doente... tive câncer, operei, voltei pros 72, batalhei muito pra ter disposição e regular o remédio que sou obrigada a tomar pra substituir a tireóide e hoje tenho 6okg pra 1,67m. Dizem que estou magra, mas não acho. Também não acho gorda. Tô OK, vai... rs
O grande lance é fazer exercício com frequência, nem que seja só uma caminhada, e comer direito, sem exagero, mas sem pensar em restrição. Quer comer doce? Coma, mas não deixe de se mexer. Quando a gente é radical, até emagrece rápido, mas engorda de novo.

Não tem várias pessoas que conseguiram? Você também vai.
Sorte!!!!

Debbie on 20 de março de 2010 11:17 disse...

oi oi!! sou nova aqui pelos blogs... estou te seguindo, ta??
olha.. essa coisa de regime é realmente complicado... mas eu não tenho o efeito sanfona... o q as vezes acho q seria melhor... eu só engordo... mei imc ta quase 40 ja... x.x e hoje foi meu desânimo... depois de mais de 1 semana com alimentação beeeeeem melhor.. mais controlada.. fazendo caminhada de 1 hr por dia, 6 dias por semana... (antes eu era sedentária)... fui me pesar hj... e não perdi nem 100g... quase surtei.. tbm tive vontade de correr numa bomboniere e me entupir de chocolate... mas não vou desistir... vou continuar... espero q semana q vem eu tenha um resultado melhor, né?? rs
bjiinhos

Catariina on 20 de março de 2010 14:03 disse...

Oláa, smp acompanho seu blog mas nunca fui ativa.. e hoje me identifiquei com o seu post. Cara, é isso que acontece cmg, eu tenho 16 anos, 1,52 e a última vez que pesei tinha 55k. E depois passei a odiar a balança,rs. Tipo eu sou gordinha sabe, tenho uma barriguinha parece até de grávida ahaha minhas pernas e coxas são grossas é horrivel, me sinto mt feia, e pra varia tenho estrias. Sabe, tipo eu sinto que eu estou perdendo um pouco da minha fase adolescente, com as estrias minha vida fica um pouco restrita, não gosto de usar shorts ir a praia nada que mostre minha coxa/ panturrilha. Minha auto-estima é péssima, smp invento desculpas pra amgs quando o assunto é ir ao clube, final do ano me formo no colegial, eles querem ir pra alguma praia, e isso é mega restrito pra mim, é assim que vivo não uso vestidos, shorts, nadinha, apenas calças. Sempre tento provocar vomitos, mas nunca consigo talvez eu não seje acostumada sei lá, e as vezes rola um pouco de medo. Bom, comecei um regime tmb, infelizmente ainda não tenho como pagar uma academia. Mas é isso, seu blog é demais! E sortee pra toooodas vcs e iremos conseguir emgracer! :D beijos ;*

Anônimo disse...

Tô torcendo por você...

A minha "estratégia" foi pensar na saúde a arrumar coisas pra fazer (hobby)

Por pensar na saúde, acabei encontrando o circo, que é um otimo exercício físico, molda o corpo, te deixa mais disposta o dia inteiro, etc.

Por arranjar, hobbies, comecei a pensar em otras coisas durante o dia sem ser a contagem de calorias, hahaha.

Não sou magricela, sou bem o que chamam de "normal", as vezes engordo/emagreço 2 kg, mas eu realmente não me preocupo. Tento me alimentar bem (almoçar bem, jantar bem, só café da manhã é ruim porque acordo sem fome), porque sei que me alimentando bem (salada, arroz, feijão, bife, um pouquinho de cada), me ajuda a construir os músculos que eu uso no circo :)

Enfim, acho que cada um tem que encontrar a sua motivação. Mas o que eu acho mais importante não é chegar ao "peso ideal", mas sim tirar a NÓIA de alimentação que temos e que nos impede de pensar em coisas muito mais legais/importantes para nós.

Beijos e força!!!

;)

Nara Faraj on 20 de março de 2010 18:21 disse...

Pois é, Ana, entendo vc perfeitamente. Atualmente estou na fase "engordativa", comendo horrores e sem roupa pra usar enquanto o guarda-roupa está cheio... A gente que tem tendência (nunca aceitei isso, aff!) pra engordar sofre muuuito pra emagrecer míseros quilinhos e os recupera com um único Big Mac. Mas já estou criando coragem pra voltar à maratona de exercícios e contenção de calorias. É um leão por dia mesmo!!!!

Daia.BSilva on 20 de março de 2010 20:51 disse...

Ai mulher... eu não acho motivação e esse é justamente o meu problema.

Eu engordo, sei disso, penso nisso, gostaria de voltar ao peso normal, e não encontro motivação pra fazer atividade física (odeeeio), nem pra evitar os doces, nem pra comer menos.

Ultimamente tenho conseguido comer tranquilamente durante a semana, sem excessos, sem doces... mas aí chega o fim de semana e, pra não ficar jogada em casa sozinha, eu saio, eu como e eu bebo com os amigos, o namorado... não sei o que fazer, mas estou emagrecendo novamente.

Quando o efeito sanfona começar a me dar quilos, quem sabe a motivação em lembrar de como eu estava bem quando mais magra não vai me ajudar?

Sorteras on 20 de março de 2010 23:18 disse...

CONHECEMOS E SOFREMOS COM ESSE EFEITO,SERÁ QUE ESTE É UM DOS PROBLEMAS?

Sorteras on 20 de março de 2010 23:33 disse...

http://www.sos-sorteras.blogspot.com/

Sabrina Mix on 21 de março de 2010 12:01 disse...

Oi, Ana!

Eu também sou assim, infelizmente. O pior é que só os outros reparam. Eu como sem nem perceber e só me dou conta quando os outros puxam minha orelha.

Beijos e sucesso!!!

MEU BLOG: http://www.sabrinamix.com

Historias de Depois... on 21 de março de 2010 14:00 disse...

Adorei a campanha "Não finja orgasmo!" ahuahua

Gabriela Valente on 21 de março de 2010 20:31 disse...

adorei o blog ! :)
to seguindo vcs, bjs :*

Crazy on 22 de março de 2010 00:03 disse...

Sempre tive um peso normal, mas sabe aquele em que vc gostaria de perder 5 quilos, mesmo não sendo gorda? Pois é, sempre fui assim, até que em uma época da minha vida ganhei 10 quilos em um ano. Quando resolvi fazer alguma coisa, cortei os carboidratos e perdi os 10 quilos em 4 meses. Já faz uns anos e venho mantendo, variando no máximo 1 quilo para mais ou para menos. O que evita o efeito sanfona é o terrível medo q eu tenho dele. Por isso, sinto tanta culpa quando como um doce ou algo muito calórico, q quase não vale a pena comer, tamanha a ressaca moral q vem depois. Por um lado, é bom, pq emagreci e não engordei mais (e olha q tenha 32 anos); por outro lado, é um c* vc viver com sentimento de culpa de se comer um chocolate. Faz umas duas semanas q não coloco um açúcar na boca, mas comigo infelizmente tem q ser assim, pq tenho tendência a engordar... É foda, mas, tenho um truque: antes de comer alguma coisa, eu penso: o q me dá mais prazer: este chocolate, ou colocar aquela blusa justinha e me achar bonita? Fico sempre na segunda opção.
Outro truque: se vc cortar TUDO o que vc gosta, vc não leva a dieta a sério. E comer de tudo, mas pouco de tudo, é difícil para quem tem compulsão alimentar como eu. Eu adote a seguinte tática: escolhi alguns itens para cortar e manti outros. Exemplo: eu amo pizza, coxinha e doces. Decidi manter a pizza e a coxinha nos finais de semana, mas cortei os doces, chego a passar mais de 1 mês sem colocar açúcar na boca, e nem na páscoa eu pretendo comer. Por outro lado, fico calma em saber que minha pizza do sábado à noite está mantida, e isso me dá mais ânimo de seguir a dieta
Minhas última dica: se vc tem problema com peso, é melhor não insistir em querer ficar muito magra. Opte por um peso saudável, com IMC correto, mesmo que vc se sinta meio "fofinha". Digo isso pq já reparei que, muitas vezes uma pessoa quer pq quer entrar no manequim 40, daí faz dieta, emagrece, mas fica tão difícil manter que a pessoa se desanima e acaba engordando mais do que pesava originalmente. Ou seja, se essa pessoa tivesse se contentado a usar 42, ela estaria com um peso saudável, seria mais fácil manter, e provavelmente ela não teria efeito sanfona.
Bom, essas são as dicas de quem luta com a balança há anos

thais disse...

Como todas que escreveram aqui tenho problema com meu peso.Mas percebi uma coisa a gente tem que ser feliz de qq jeito.Eu penso que quando estou na fase gorda sou feliz comendo o que quero sem preocupação e quando estou magra é pq meu foco no momento é a felicidade em me sentir bem com o meu corpo.

Sofro com o efeito sanfona variando uns 6 kg. Não sei pq desde de criança nunca sofri com apelidos, brincadeiras com relação ao meu peso, acho que isso fez de mim mais segura. Decidi emagrecer pela primeira vez aos 15( idade que vc quer estar linda pra sair, colocar roupinha bonita e tal) e emgagreci uns 15kg. Aos 20 depois de 1 termino de namoro engordei uns 10kg e aos 24 decidi emagrecer novamente. Estava ótima, mas já engordei de novo e comecei 1 "dieta", reeducação alimentar há 1 mês e perdi 2kg. Estou fazendo exercicío já há algum tempo e comendo menos, mas de tudo e doce apenas domingo.

Realmente é difícil, mas acho que a solução mágica não existe. Temos que primeiro decidir o que é mais importante comer a vontade ou estar bem com seu corpo, assim fica td mais fácil. Eu estando magra, normal ou gorda nunca deixo de usar saia ou vestido. Sei que não estou me sentindo bem quando só quero usar bata HAHAHA aí decido emagrecer. É uma luta, mas para quase todas é assim e muitas conseguem ESTAR magras, NÓS tmb!

Anônimo disse...

Oiii, olha eu tenho umaa oootima dica pra você: é assim esse negoço de peso você tem que variar, numca, jamais pode cortar uma comida que você gosta por completo, porque se fizer isso não aguentará por muito tempo, uma hora você vai enlouquecer e comer o dobro pra compensar, então o melhor a fazer é você apenas diminuir a quantia e numca cortar, tipo se você gosta muito de chocolate coma um pequeno pedaço 2X por semana, se gosta de lanche coma mas coloque bastante alface, cenoura, tomate e carne, fica mais leve e gostosoo ..hehehe, macarrão como na janta se quiser, mas uma vez só, em pequena quantidade, e coma devagar para sentir bem o gosto do alimento, isso a ajudará muitoo, então essa é a regra basica: comer de tudo mas em quantidades pequenas, sentindo o gosto dos alimentos ....espero ter te ajudado Viu ............Bjinhuuuss......

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino