sábado, 27 de fevereiro de 2010

Mistureba de estilos, curte?

Sábado passado falei sobre a mistureba das cores. No post de hoje falarei de mistureba, mas é de "estilos". Já imaginou usar um scarpin ou um sapato socialíssimo com um short jeans e bem esporte? E peças de alfaiataria como um colete com um short jeans, o que acha? É IN usar um blazer com um short? O personagem de Fernanda Vasconcellos em TEMPOS MODERNOS, Nelinha, tem misturado o estilo social com o esporte em vários figurinos.

Com o calor que tem feito aqui em Brasília, o short e o scarpin colorido tem sido grandes companheiros na hora de curtir um cinema ou um shopping nos finais de semana. O bom dessa combinação é que você fica "fresquinha", mas não está tão despojada assim porque (ahá!) tem um belo sapato social nos pés.

A "coisa" da mistureba não para por aí. Aqui em Brasília tem muito isso de mudança REPENTINA de clima. E eu sempre deixo um casaquinho ou um blazer a mão. Daí sinta o look da garota SEM NOÇÃO: Shortinho jeans escuro + regata de listras azul marinho com branco + blazer branco + scarpin vermelho. Montei alguns looks para ampliar essa ideia. Espero que curtam.





E vocês topam misturar o social com o esporte OR NOT?
Continue Lendo...
Postado por Sarita às 00:02 29 comentários

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

PRECIOSA

Adianto que o texto a seguir talvez esteja repleto de clichês e frases prontas. Mas não vou conseguir falar de como TUDO É DIFÍCIL sem parecer uma sentimentalóide.

Não é incrível que alguém que tenha dinheiro e a família toda com saúde não seja feliz? Ou que alguém que tenha que matar um leão todo dia para conseguir fazer uma refeição seja, incrivelmente, feliz? É aquilo, dito em frases de MSN: A dor é inevitável, o sofrimento é opcional.

Claro que os seus problemas sempre serão os maiores. É sempre assim. A sua vida é uma árdua tarefa. E você carrega o maior de todos os fardos por ter que levantar às 6 da manhã para trabalhar. E, sim, as coisas só dão erradas pra você, afinal seu pão com manteiga sempre cai virado pro chão. Seu cabelo poderia ser melhor, sua bunda menor. E sua mãe? Nossa, você é um ser iluminado por aturá-la, não? E o último namorado que você teve a fez sofrer de verdade, não é? Mas, calma aí, sua vida não é tão banal assim, você tem um problema DE VERDADE. O MAIOR dos problemas. Duvido que alguém o suporte. Só você consegue.

Nunca achei que devemos comparar nossos problemas com os dos outros. E se comparar que seja para o melhor. Enquanto está num trânsito parado, não pense "Eu poderia estar pior num ônibus apinhado!", pense "Eu poderia estar sobrevoando esse engarrafamento todo...". Mas hoje eu vou fugir dessa parafernália otimista, vou falar de PRECIOSA. Um personagem esteticamente marginal que nunca soube o que é DOÇURA, que foi violentada por pessoas que deveriam resguardá-la do mundo. Quantas PRECIOSAS estão por aí? Quantas sangram por aí e morrem anônimas?


Mas não vamos falar de humilhação ou de desgraça! Vamos falar das nossas vidas e de como elas são verdadeiramente difíceis. E de como é difícil suportar uma nova bordoada. E vamos falar de como é difícil acreditar num novo dia. E, bem, que tal conversarmos sobre como tudo é incrivelmente difícil PARA VOCÊ?

A vida sempre será de uma vilania sem nome. Há percalços, doenças, sangue e cacos de vidro por todos os lados. Mas até quando devemos sentir APENAS pena de nós? Não direi "Arregace as mangas" ou "Siga em frente" - Não tenho respaldo para incitar qualquer otimismo dessa natureza. O que quero dizer nesse texto meio sem tema definido é que: Você é preciosa.


* Texto feito após assistir o filme PRECIOSA. Recomendo para desidratar.


Continue Lendo...
Postado por Sarita às 00:01 19 comentários

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Texto da Leitora: Revistas femininas "a nivel de" sacanagem

No passado, a Zingara fez um post sobre o interesse das mulheres em nu masculino. Eis que recebemos o texto de uma leitora com uma outra abordagem referente ao mesmo assunto. Um texto com uma abordagem bem sincera sobre um tema tão polêmico, vale a pena ser postado, então lá vai!


Revistas femininas "a nivel de" sacanagem

No "vasto mercado" editorial brasileiro dedicado as mulheres, o que temos mais proximo "a nível de" sacanagens e afins é a Revista Nova, mas mesmo assim, ainda deixa muito a desejar. É impressionante como as revistas femininas tem um padrão que todas falam sempre a mesma coisa, todo santo mês. E a tríade padrão é moda-dieta-e mais alguma merda.

Sacanagem mesmo, aquela sem frescura, mostrando a vida como ela é (e doendo a quem doer) sequer existe nas revistas ditas "femininas". Me sinto frustrada. Ninguém mostra o que eu realmente quero ver: sacanagem para mulheres. O que as próprias revistas fazem é nada mais que já falar o redundante, dando aquela requentada básica com algum "detalhe que absolutamente NINGUÉM sabe" e por isso nós, criaturas curiosas e faceiras que somos, caimos na bobagem de gastar quase 10 reais só pra ver a porra do segredo que até então NINGUÉM sabia. É guia disso, é manual sabe-deus-quantos-passos não sei para quê, "receitas infalíveis" para curar todos os males entre 4 paredes, "opiniões masculinas" (eu particularmente acho que é tudo inventado), pesquisas imbecis que não dizem nada e por aí vai.

Pergunta boba: alguma mulher já viu um homem com o pinto duro (ou mesmo um vibrador em forma de pinto) numa revista feminina? Falando por mim, no alto de meus 24 anos, eu nunca vi. Alias, nos "calientes" ensaios masculinos, o que há de mais "ousado" são as bundinhas branquinhas estilo Shin-chan. Só falta ter o terrier da Coppertone puxando a sunguinha. Simplesmente deprimente. E se é pra ver bundas eu prefiro ver uma bunda photoshopada bonita de mulher com marquinha de biquini do que uma bunda peluda branco-aspirina de homem!

Em território masculino o esquema é diferente (e porque não dizer, mais divertido até): mesmo quem passa apenas na frente da banquinha nota que a Playboy, a Maxin ou a Vip é basicamente uma tríade, mas, no caso é putaria, sacanagem e muita(!) mulher "gostosa", esta ultima algo que ainda não entendo, por mais que eu tente, desde a tenra idade. O que diabos é a tal da mulher gostosa? De qualquer forma, os "adversários" não ficam se atendo a merda da moda verão das sungas 2010 ou ensinando a dieta dos pontos ou como malhar a bunda (com a exceção da Mens Health, que ao meu ver, é de sexualidade duvidosa).

Aí, entramos numa outra questão: uma vez não tendo opção, apela-se para quem... É. Só a G magazine para tentar preencher o vazio mesmo. Eu me recuso a folhear a G. E não é preconceito ou puritanismo não. É só pelo fato de que ela não é feita para o público feminino. E a caracterização do que é um homem para gays e mulheres é diferente. Os gays gostam de machos, aquela coisa forte, mão na coisa e coisa na mão, sem frescura. Nós mulheres (de maneira geral), cansadas da falta de consideração masculina, gostamos de homens que tenham a humildade de reconhecer que não somos um mero corpo com um buraco para enfiar, e passado este estágio, aí vamos com gosto para a mão na coisa e coisa na mão.

Para ver um homem semi-nu, não precisa-se de muito esforço (o verão taí pra mostrar), mas o único atrativo que a minha mente curiosa quer ver é o que ele carrega no meio das pernas e seu olhar me incitando, me provocando, me tentando... E que as revistas femininas não mostram.

A leitora que não se identificou também tem um blog, o Life Not Sweet Life, que fui lendo e ficando curiosa, quando ví já tinha lido o blog todinho!


Quer ver seu texto aqui? mande para contato@corporativismofeminino.com

Continue Lendo...
Postado por CF às 00:10 12 comentários

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Uma Arlinda Mulher*

*Para ler ouvindo: Uma Arlinda Mulher, Mamonas

- Você viu que a Joana tá namorando um cara bem feinho?
- Vi... Mas eu conheço a Joana bem. O moço deve ser daquele tipo de pessoa que é tão gente boa que acaba ficando bonito.

Vocês acham que um homem faria um comentário desses a um amigo, a respeito de um terceiro e de sua namorada, sem que ambos tirassem sarro do fato de a namorada ser feia?
Acho que o diálogo masculino seria mais ou menos assim:

- Viu que o Diogo tá pegando uma mina horrorosa?
- Mó baranga! Hahahahaahah!!! Irmão coragem!!!

Ignoram completamente as outras características da menina, e terão o maior preconceito a ela pelo fato de não se enquadrar ao padrão Globo de beleza. E não é fácil para um cara que resolve assumir um namoro com uma menina tida como feia. A pressão é muita. Os amigos vão falar que ele tem potencial para muito mais do que aquilo e vão tentar o empurrar para festas, baladas e mulheres bonitas, enquanto as piriguetes vão falar que a tal feia deve ter feito macumba ou dá feito louca.

Não gosto muito de generalizar, mas se tem uma coisa que eu e muitas das mulheres concordamos piamente é o seguinte:
Homem é mais exigente esteticamente falando do que mulher.

Explico: mulher até consegue relevar o fato de um cara ser bem feio, se ele for muito legal, bem humorado, inteligente e tal.
Não estou dizendo que beleza é completamente dispensável, mas mulher sabe ver além da casca. Sabe admirar um cara que é gentil, educado, simpático, que trata bem as pessoas. E não é raro ficar tão encantada que o moço feio acaba parecendo bonito, por se diferenciar tanto dos outros e ter uma personalidade tão agradável.
Enquanto isso, a recíproca não costuma ser verdadeira no mundo masculino. Homem despreza mulher feia para relacionamentos. Simples assim.
Uma ou outra feia até os agrada. Se for muito legal, vira amiga, mas nunca com segundas intenções.
Atenção: não estou dizendo que homem não ache importante inteligência, bom humor, ética e essas coisas todas, mas todas essas características positivas tendem a ser anuladas caso o macho em questão ache a tal mulher feia.

Uma equação que recebi hoje por e-mail de um amigo explica bem isso:

Nem fui eu quem fez o esqueminha, não conheço quem fez, mas me digam se não é verdade?

A prova disso é que tem bem mais mulher linda com homem feio do que homem lindo com mulher feia. Homens que ficam com mulheres feias geralmente nem confessam a público o que rolou (a menos que ela tenha dinheiro, poder, outras coisas mais fascinantes do que beleza a longo prazo. Jesus Luz e Madonna que o digam).

Afinal, que homem se orgulha de pegar mulher feia? Que artista se inspira e faz música bonita para mulher feia?
Vão me dizer que eu tô errada?
Se me ver agarrado com ela
separa que é briga, tá ligado?
Ela quer um carinho gostoso, um bico,
dois socos e três cruzados,
tá com pena leva ela pra casa
porque nem de graça eu quero essa mulher

Dona Gigi e os Caçadores
(Classuda minha escolha, eu sei!)


--

Comente! Grite! Se revolte! Discorde!
anamyself@corporativismofeminino.com
@anamyself

Continue Lendo...
Postado por Anamyself às 00:35 27 comentários

sábado, 20 de fevereiro de 2010

MODA A CORES

A moda colorida chegou nas ruas. O flúor, nos tons de abadá, e também as cores vivas. Os esmaltes deram a deixa, a Impala lançou a coleção Mattefluors (abaixo) e a Arezzo entrou nessa também, só que com preços mais altos (R$ 9,90).Depois de um toque minimalista como as unhas, as cores foram para os calçados. Vocês viram a coleção da Arezzo? E por conseguinte para as roupas.

Mas a coisa não parou por aí, agora a ideia é misturar cores. Isso mesmo. Claro que moda nem sempre é democrática, muitos não gostam da ideia da mistureba. Eu curto muito. Semana passada sai com um vestido azul royal e um scarpin amarelo. EU, Zingara, me senti bem. Também o mesmo vestido ficaria bem com um scarpin rosa pink. Para as que não gostam de ousar muito, uma bolsa diferente da cor da camisa também pode ter um caimento divertido e "quebrar" um look certinho. Por exemplo, está usando uma calça jeans com uma camisa amarela? Que tal apostar numa bolsa vermelha para esse look, ao invés de uma basicona preta? Eu fiz uns figurinos coloridos no http://www.looklet.com/ para mostrar "a ideia":

A personagem da Lilia Cabral na Novela Viver a Vida exibida pela Rede Globo teve uma mudança de "astral" e o figurinista da novela apostou nos tons alegres de suas roupas para expressar essa nova fase. Ou seja, "estar colorida" não se limita a mulheres de até 30 anos. A personagem da Lilia não mistura muitas cores, ela usa a cor em uma peça. Seja um vestido, uma camisa ou num detalhe - Recomendo para quem não quer ousar muito.

Tereza, personagem de Lilia Cabral, em Viver a Vida na primeira fase com um look mais fechado e clássico:
Tereza na atual fase da novela, usando cores vivas. Mas sem fazer nenhuma "mistureba":

Ainda das novelas, agora Malhação, temos o filho do Fábio Jr., o Fiuk, que mistura cores sem medo de ser feliz e alguns personagens também estão nessa.






E vocês curtem a moda das cores?


Continue Lendo...
Postado por Sarita às 00:01 14 comentários

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

BBB - Você conhece uma Fernanda?



Big Brother vai render muito assunto aqui, pelo visto.

Pois então, após a saída de uma das minhas favoritas, a Elenita, resolvi falar um pouco sobre a Fernanda perfeitinha.





Perfeitinha? Sinceramente, estou pra ver uma pessoa tão falsa, tão sem moral, tão podre. Talvez porque eu eu já tive o desprazer de conhecer gente como ela, perfeitinha, sorridende, que não falava palavrão, mas nas nossas costas também nos chamava de "gorda cheia de celulites" (Fernanda, sobre Elenita) ou então de "ai mas ele nem é tão preto", (Fernanda, sobre Uillian).


Acho o fim da picada gente que se diz tão espírito de luz, tão evangelizada, tão boazinha, tão ó mel dels eu não falo palavrão se mostrar podre desse jeito.E é uma pessoa que lida com o público, eu NUNCA iria numa dentista que, quando eu fosse embora dissesse pra secretária: "Você viu que garota gorda?". E sinceramente, achei o fim do fim a Elenita ter saído. Não porque ela era minha preferida, mas eu realmente imaginei que a Associação das Gordinhas de Botucatu estavam todas em polvorosa arrancando de suas geladeiras fotos de pessoas como a Fernanda, com corpos perfeitos, cintura demarcada. Corpo, minha gente, qualquer uma com dinheiro pra lipo (e hoje popularizou tanto que nem é preciso rios de dinheiro assim), academia e um pouquinho de força de vontade, consegue. Inteligência, ou você tem, ou você não tem. Corpão não define caráter.



E infelizmente deu vontade de largar mão desse BBB.


E vcs vão me bater, mas voltei a torcer pro Banana do Michel ahahhaha que, foi a única coisa decente que prestou naquela casa. Espero que a tigrada do TEAMDOURADO não me xingue muito, risos.



Continue Lendo...
Postado por Heleninha às 11:47 18 comentários

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

SOLTERICE não é crime!

Sábado à noite e eu não tenho um encontro.

Minha amigas dizem num tom de conforto que haverá alguém para mim, que ele será realmente incrível e que essa é só uma fase. Ouço a tudo com parcimônia. Sem contestar o fato de elas acharem que a felicidade está num homem. Acho incrível que queiram que EU, que passei por 3 trágicos episódios numa sequência "sem tirar de dentro", acredite e QUEIRA um relacionamento agora. Não, não desisti dos homens. Eu ainda quero todos, ou boa parte deles. Mas agora, agora não. Alguém por favor respeite isso.

Outro dia, folheando uma dessas revistas Caras (antiga), encontrei o Keanu Reeves numa foto (abaixo) ao lado de uma oriental de topless. A legenda era algo como "Keanu Reeves, solteiro convicto e com uma lista imensa de ex-namoradas, aproveita o dia ao lado de uma amizade colorida de topless". Se eu estivesse na mesma situação, trocando obviamente a companhia por uma masculina... A legenda seria algo como "Zíngara encalhou e parece que quer abocanhar o sujeito desavidado ao lado".

Por que é tão difícil para todos aceitarem que uma mulher queira estar sozinha? Por que quando os homens querem estar sozinhos parecem poderosos e bem resolvidos? É como se eles gritassem, do alto de sua solterice: Estou solteiro porque quero e pronto! Por que eu, mulher, não posso querer estar sozinha e parecer feliz, bem-sucedida e "traquilaça"? Parece que estou aos prantos, descabelada, gritando: Ninguém me quer, e é só por isso que estou solteira! - Estou chegando ao mesmo discurso de um dos meus textos passados, eu sei.

Às vezes acho que devemos sair às ruas com uma campanha "Pelo direito de ser solteira". Não importa o histórico de ex-namorados que você tenha, se você não está namorando naquele mês... As pessoas são taxativas "Deve ter algo errado com ela..." ou "Tadinha, tão bonita e não encontra um amor". Já perceberam que recebemos mais cantadas e investidas quando estamos namorando? Não é à toa, da solterice emana uma aura loser e pouco atrativa!

Já é o segundo sábado que vejo minha mãe pôr a cabeça na minha porta e dizer "Não vai sair hoje com ninguém?". Aí eu respondo "Não, eu encalhei!". Ela ri e entende o recado. Se quiserem achar que meus textos estão mal humorados porque não tenho um macho fiquem à vontade. Sei que se eu disser que a solterice me cai melhor do que um dia eu pude imaginar... Vocês nem vão acreditar mesmo.

Os filmes, as novelas, os noticiários berram que felicidade está ao lado de outra pessoa. Tanto que há mulheres por toda parte morrendo nas mãos dos seus maridos, os jornais berram: Tenha um marido, mesmo que ele a espanque até a morte. Mas não, não fique solteira como a Zíngara.

Continue Lendo...
Postado por Sarita às 00:04 33 comentários

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

10 tipos de homens, pelos personagens de seriados

Rui (Os Normais): Homens-Rui são conhecidos principalmente por enrolarem suas respectivas durante anos e anos até o casório (se é que isso um dia vai acontecer). Homens-Rui são bem humorados, porém, esse bom humor é somado a uma falta de sensibilidade imensa, o que tende a irritar sua companheira. O homem-Rui acredita que sempre tem razão, tal fato sempre é o estopim para o início de homéricas discussões. Mas não se preocupe, tudo vai terminar bem, é só você ter um pouquinhoooooooo de paciência.


Luke Danes (Gilmore Girls): Praticamente um homem a moda antiga. Podemos dizer que homens-Luke são autênticos, fazem o que tem vontade e foda-se o resto. Um homens-Luke não tem saco pra e nhenhenhêm, não costuma fazer as coisas pra agradar os outros e não é conhecido por ser “amigável”. Ele é curto e grosso e ponto final!, mas por trás da casca grossa ainda se esconde um cara romantico, que acreditem, vai ser difícil encontrar, mas está lá! Não é feio, mas seu forte definitivamente não é cuidar do visual, tampouco se ater às tendências da moda. Por muitas vezes é difícil um homem-Luke agradar uma mulher, mas ele tem um grande trunfo a seu favor: Ele nunca vai te deixar esquecer que o macho da relação é ele.


Charlie Harper (Two and a half man): Homens-Charlie são fanfarrões, beberrões e querem mais é curtir a vida. Eles sabem muito bem o que fazer pra agradar uma mulher, inclusive conseguem agradar várias delas num curto espaço tempo. São mestres em fazer as mulheres se sentirem únicas, mas não se enganem, eles são multitarefa e não oferecerem qualquer exclusividade. Por mais que um homem-Charlie te faça se sentir uma princesa, a verdade, amiga, é que ele só quer te comer.




Allan Harper (Two and a half man): Cuidado, homens-Allan também são conhecidos como homens chiclete. Não adianta cuspir e pisar em cima, ele vai continuar na sola do seu pé. E o pior: ele não se importa com isso. Homens-Allan vivem pra fazer uma mulher feliz, e quando estão com uma, perdem a capacidade de pensar racionalmente. Lembram daquela brincadeira de criança chamada “Siga o mestre”? Então, com homens-Allan, a mulher vira o mestre. Recomendamos não encarar se você não for extremamente dominadora, visto que o homem-Allan aguardará eternamente por suas decisões e ordens.



Howard Wolowitz (The Big Ban Theory): Homens-Howard poderiam ser perfeitos para você: eles têm um emprego legal e são divertidos. Mas você já sabe dos poréns? O homem-Howard é o tipo de homem que sempre acredita estar agradando, mesmo quando fala frases de cunho totalmente machista. Mas calma, ele não faz por mal! Um homem-Howard parece ser mais inocente do que machista, e sim, ele tenta agradar de verdade, só não tem idéia de como fazer isso. Se você não suporta homens carentes, melhor fugir do tipo em questão, já que a sua necessidade de agradar o tempo inteiro poderá fazer você sentir-se sufocada.


Leonard Hofstadter (The Big Bang Theory): Nerd e desajeitado, o homem-Leonard parece o tipo de cara que você passaria a dezenas de kilômetros de distância. Ledo engano, até a Penny descobriu que namorar um nerd tem suas vantagens. O homem-Leonard é fofo, carinhoso e faz de tudo para agradar a sua mulher (até pesquisa tutoriais sobre como melhor satisfazê-la na cama). Mas cuidado, o homem-Leonard pode trazer um adendo que o torna imperfeito: um amigo chato e mal-educado (BAZINGA!).


Dexter Morgan (Dexter): Homens-Dexter são caras legais. Porém, eles tem uma grande dificuldade para levar um relacionamento adiante. O homem-Dexter é o tipo de homem que gosta de viver só e, apesar de tentar, não consegue se envolver emocionalmente com mulher alguma. Ele pode até não desejar o mal das mulheres que o cercam e, seria incapaz de fazer algo para machucá-las, mas isso não significa que ele deseja uma relação mais estreita com elas. Homens-Dexter te tratam bem e é aí que você pode se confundir: O FATO DE ELE NÃO TE TRATAR MAL, NÃO SIGNIFICA QUE ELE QUER ALGO COM VOCÊ.


Michael Scofield (Prison Break): O homem-Scofield é tudo o que você sempre sonhou: educado, inteligente, carinhoso e totalmente dedicado à relação. Sorte a sua se você gosta de mel, eu não encaro muito o tipinho dele, sempre muito solícito, muito sacrificado, muito romântico, muito sonhador, muito zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz. Um pé no saco, em outras palavras.


E por falar em pé no saco. Isso nos lembra do homem-Jack (Lost)
É nessa parte que muitas vão discordar, mas faz parte! hehe. Na lista de tipos de homens, esse é um dos mais chatos, urggg!


Gregory House (House): Toda mulher conhece um homem-House. Eles são canalhas assumidos, daqueles que costumamos fingir odiar, mas que no fundo no fundo, despertam um desejo incontrolável na gente. A cada grosseria do homem-House, você só consegue pensar em como ele é na cama. Provavelmente, ele vai te comer com vontade e sem frescura esse é o grande atrativo do homem-House: ele sabe como satisfazer uma mulher na cama como ninguém!
P.S: Não recomendamos relacionamentos-afetivos com este tipo de homem.



Michael Scott (The Office): Sabem aqueles caras que fazem piadinha com tudo e com todos? Piadas engraçadas, piadas sem graça, piadas machistas e rascistas? É isso ai. Homens-Michael perdem o amigo, mas NUNCA perdem a piada. Eles têm uma necessidade tremenda de aparecer, e as piadas – quase sempre de mau gosto - são os instrumentos pra isso. São divertidos algumas vezes, mas na maior parte delas coloca pessoas em situações constrangedoras. Não recomendamos esse tipo de homem se você não tiver alta tolerência para idiotices.



E ai, qual tipo de homens vocês preferem???

--------------------------------------------------

Dona Anália é resposável por 50% desse post, portanto, aqui assinamos juntas!

Criticas, reclamações, sugestões - como estamos dirigindo? bel@corporativismofeminino.com e analia@corporativismofeminino.com

Nossos tuíters:
www.twitter.com/bbel
www.twitter.com/analiamaia

Continue Lendo...
Postado por B. às 11:00 38 comentários

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

The One

Recebemos um monte de textos, girls! Publicarei alguns, na medida do possível, tô adorando isso! E Hoje começamos com o "The One", da Clarisse Simão, um texto que achei absurdamente lindo:

Vocês já tiveram a sensação de terem encontrado AQUELA pessoa? Aquela que você olha e pensa “Oh God! He can be the one”? Claro que essa sensação já me invadiu diversas vezes, mas no final, parece que era apenas false alarm.

Hoje eu me peguei pensando nisso e em como eu quero sentir isso. Sim, eu quero me apaixonar. Quero ter um companheiro, alguém que eu possa ligar no meio da tarde só para ouvir a voz e não precisar falar nada de mais. Alguém para eu ficar olhando enquanto dorme. Alguém que eu possa pensar “este será o pai dos meus filhos”.

Há muito eu já desconfiava disso, mas eu descobri que tenho o sonho de casar. Não necessariamente na igreja e vestida de noiva, mas casar. Construir uma família e ter um marido para dividir a vida. Aqueles casamentos bem clichês, sabe? Em que o marido chega em casa do trabalho, senta no sofá para ver o jornal na TV, tomando café (ok, essa parte foi o meu vício falando mais alto) enquanto me conta como foi seu dia e eu lhe conto o meu. Depois coloca o filho na cama, conta uma historinha para ele dormir e segue para o nosso quarto.

Descobri também que tenho o desejo de ser mãe e esposa à moda antiga – ok, não tão antiga, quero continuar trabalhando.

Parece contraditório, mas eu nunca fui conservadora e de princípios obtusos, no entanto, eu, uma mulher nada old fashion way, sonho com coisas assim. Dentro de mim mora uma garotinha romântica, quem diria!

Ultimamente venho pensando muito nesta questão, muito mesmo. Não sei se foi conseqüência dos dois anos de namoro e dos planos feitos ou apenas uma fase de fragilidade emocional, mas o fato é que eu quero encontrar o meu “the one”. E não, eu não estou assim pelo fim do meu namoro. Foi triste, sinto falta dele e tudo mais, mas já passei pela fase de me flagelar, afinal, já faz um tempo que terminamos. I moved on.

Enfim, acontece que eu não gosto de ser solteira. E o pior: não gosto da idéia de levar uma vida só. A verdade é que eu morro de medo da solidão. Desde pequena, essa idéia me atormenta. Às vezes não sei responder se eu quero apenas uma companhia ou um amor. Sempre que penso em “solidão” me vem na cabeça uma imagem, bastante nítida, de uma pessoa amargurada sentada no escuro numa poltrona na sala, amparada apenas por uma luz que vem da lareira (claro, porque se não tenho marido e filhos, pelo menos uma lareira eu tenho que ter) e nada mais. Brincadeiras a parte, não sei se foi de um desenho ou filme que eu tirei essa imagem, mas sempre imaginei assim.

Não quero ser uma dessas mulheres de meia-idade que, se não passaram por três divórcios, ainda estão esperando a tal metade da laranja. Quero me apaixonar, e esta tarefa nunca foi fácil para mim. Foram poucos os homens que passaram pela minha vida e levaram algo de mim, que me marcaram.

Sei que tudo isso é piegas, e talvez até utópico, mas afinal, quando se trata de amor, o que não é? E é difícil, ao ver um casal na rua, não me permitir pensar “Droga! Eu também quero isso para mim”.

“Se permita apaixonar”, alguns poderão dizer, mas não é fácil. É aquela eterna batalha: quando eu quero, ele não quer. Quando ele quer, eu não quero. Valeu, Murphy! Isso quando o Senhor Do Contra não resolve botar na minha vida um cara que eu quero, e ele me quer, mas mora em outra cidade. Far, far away. This is not fair!

Por Deus, será pode não pode dar um desconto aqui???

Desculpem o sentimentalismo, mas a garotinha romântica resolveu dar as caras e pretende ficar por um tempo.



Continue Lendo...
Postado por Anália às 00:01 18 comentários

sábado, 13 de fevereiro de 2010

20 coisas que você gostaria de ter!

Amo gente criativa. AMO.

Tá aqui as fotos de algumas utilidades que recebi por e-mail, só pra descontrair no feriadão. Dá vontade de ter TUDO em casa!

1) Fones de ouvido em formato de ziper, super fashion, amei!



2) Parece um puff, mas...

3) Cadeira super versátil

3) Suporte para celular/carregador. Por que nunca ví um desses pra vender, heim?


4) Mais cadeiras, show!



5) Cadeira-escada


7) É fofa, vai.


8) Ó aqui meu sonho de infância realizado!

9) Reciclagem em voga. Cute!


10) GENIAL!


11) Sapateira show! Já é meu sonho de consumo...!



12) Estante muito bacana!


13) Outro sonho de consumo, chuveiro genial!


14) Sonho de consumo de toda vó! hhahaha

15) Um dia quero ter uma casa com uma decoração modernosa assim!

16) Essa jarra em formato de têta é tuuuuudo amygas.



17) Todo mundo devia ter um desse em casa!!



18) Sigo sem palavras pra essa genialidade!!

19) Sofazinho chique!


20) Pára tudo, eu também quero um sofá-cama de anteninhas!!!

O que seria do mundo sem os criativos, né gente?

Segue eu no tuíter: www.twitter.com/bbel

Continue Lendo...
Postado por B. às 23:56 13 comentários
 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino