segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Adolescência e maturidade

Meninas na adolescência se acham. FATO.

Há exceções, claro, sempre há. Mas a maioria se acha. A adolescência é o momento em que você descobre seus poderes. Há caras e caras na fila, todos mendigando uma bitoquinha sua. É o máximo, não é? É como ir em uma sorveteria e ter cem opções de sabores à sua escolha. Tá difícil escolher? Vamos no uni-du-ni-tê! Ainda assim quer mais? Claro, pra que se prender a um só se você pode ter todos?

Falo com propriedade, já tive 15 anos. Eu era escrota (com o perdão da palavra), me achava tanto, que cheguei a fazer um caderninho com o nome de todos os caras que eu já tinha dado um fora. Porque o orgulho era rejeitar, humilhar o cara. Coisa mais besta, eu sei.

Namorar caras da sua idade? Nem pensar, eles são muito pirralhos. Ficar com caras tão novinhos pra quê, se você tem um universitário lindo aos seus pés? Parece uma troca justa, você sai com um cara mais velho e faz suas amigas babarem e ele tem uma ninfetinha gostosa ao lado (e faz os amigos babarem também).
A desvantagem de namorar um cara muito mais velho, é que você pode queimar etapas essenciais na sua vida. É nessas horas que sua mãe se descabela. E com razão. Você mal aprendeu a beijar e já tem um gavião tentando te comer?

Outra coisa que sobe à cabeça de uma menina que acabou de entrar na adolescência é o seu corpo. Ontem você era mais reta que uma tábua de passar roupa, hoje está cheia de curvas, toda gostosa e com um monte de gente te admirando. Difícil é não se deslumbrar com esse mundo novo diante de você.
Sua mãe, que já é macaca velha, te alerta para o fato de que o Reinaldinho (nosso cafajeste mor de todos os exemplos citados no blog) quer saber mais do seu corpo do que do seu intelecto, mas você nem liga, afinal, deve ser inveja dela, que não tem o seu corpo sarado (ahhhh, a aborrecência!)

Quanto tempo essa fase dura? Não sei, varia muito de pessoa pra pessoa. Pra mim durou dos 15 aos 18 anos, pra outras, dura bem mais. Conheço mulher de mais de 30 anos que ainda vive como se estivesse na adolescência.

Cada fase em que ser aproveitada, afinal, é um momento único. Falar que meninas na adolescência se acham é um fato constatado, mas isso não é necessariamente ruim, nem tem porque ser mudado. O único problema é quando as meninas crescem e acham que viverão em uma eterna adolescência, aí sim, é motivo para preocupação.


Para me falar da aborrecente que você foi (ou é) é só escrever para analia@corporativismofeminino.com

Follow me: http://twitter.com/analiamaia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anália às 00:01

22 comentários:

Zingara on 25 de janeiro de 2010 00:55 disse...

Tua adolescência foi curta. A minha durou até uns 25, fato! Acho que a adolescência tá mais longa nessa nova geração, os pais estão sustentando seus filhos até bem mais tarde (se comparado ao passado).

Eu nunca fui adolescente que curtiu essa coisa do corpo, pelo contrário agora é que o aceito. Aos 30 anos!

Beijo beijo

T. on 25 de janeiro de 2010 01:14 disse...

Se sentir poderosa assim deve ser realmente divertido.
o mundo é cruel cm nerds tímidas...
fazê o q?
=p
só sou bem tratada por universitários quando converso pela net... boto essa ft asseada e eles me levam a sério .

ahaha
beijooooo

mulherpolvo on 25 de janeiro de 2010 08:33 disse...

Deveria ter abandonado a adolescência aos 23, quando me casei. Mas senti seus últimos suspiros aos 28, quando me separei e voltei a ser dona da verdade.
Minha filha mais velha completa 10 anos este ano, tem peitinho e já está emburrada, de tpm para sempre. Me ocupo em "traçar estratégias" para orienta-lá e à sua irmã, que tem 8 e não será criança para sempre.
Oi!! meu nome é Chris, tenho uma pré adolescente em casa e estou apavorada!!!!

Fran... on 25 de janeiro de 2010 09:43 disse...

Eu to pra dizer que tem pessoas que são adolescentes eternas... A minha foi tardia, mas rápida! E não sinto falta nenhuma dela... Mas não só meninas que passam por isso hoje, meu irmão tem 16 anos, é bem bonito e nem precisa correr atrás das meninas. Assim, consequentemente ele se acha... Um dia passa!

Beijos

Raquel on 25 de janeiro de 2010 11:54 disse...

hahahahahahaha,eu ri desse post!
Bom,eu tenho 17 anos e não me acho nem um pouco,muito pelo contrário..
Não tenho váááarios menininhos numa fila pra mim e odeio quem tem e humilha pq acho isso o cúmulo do orgulho..
Eu comecei minha vida ''amorosa'' bem cedo,meu primeiro namoradinho foi com 11 anos e me arrependo TAANTO³ disso..tudo q eu mais queria hj em dia era ter aproveitado mais minha infância e ter brincado de Barbie até os 14 anos,sei lá..
Hoje em dia por causa das circunstâncias tive que amadurecer muito cedo,todos os meus amigos são pessoas mais velhas q eu,todos dizem que eu tenho a maturidade de uma mulher de 23 anos ou mais.
Mais também eu acho que tudo faz parte.Assim como na década de 90 tinham as garotinhas que choravam pelo grupo Dominó,hj em dia tem essas que choram pelo Cine,ou pelo Robert Pattinson,e isso é parte da vida..
Né?
hahahahaha

Beeijão Anália,te adoro *-*

Joyce Rodrigues on 25 de janeiro de 2010 12:03 disse...

kkkkkkkk maldita adolescencia! Me indentifiquei demais com esse post. Eu era insuportável !!! O pior é depois que vc passa dos 20, seu corpo já não é mais o mesmo, seu pai já não te busca nas festinhas, e ao invéz de esnobar os caras você é esnobada. Daí você paga língua de só namorar homem mais velho, pois os mais novos são mais fáceis, fato. Isso se você conseguir namorar né? hahahaha saudade do tempo que eu ouvia Back Street Boys e era feliz

Bel on 25 de janeiro de 2010 13:02 disse...

Eu nunca tive uma listinha de garotos aos meus pés, porque eu era muito fubanguinha na adolecência, hahahaha.

Em um grupo de amigos da época (alto dos 15 anos) meio que num interim de 3 anos, todo mundo já foi afim de todo mundo, metade ficou com a metade. E rolavam aquelas brincadeirinhas de perguntas e respostas pra saber quem era afim de quem, hahahaa. Bons tempos.

Uma coisa que eu não gostava da adolecência eram a "intrigas", e essa mania que os adolecêntes tem de quererem parecer melhor do que os outros, muitas vezes com humilhações, como você mesma disse.

Mas era uma fase sem preocupações sérias, podemos dizer assim, por isso sinto falta.

¤*Daia*¤ on 25 de janeiro de 2010 16:47 disse...

Ah, tenho uma amiga que sofre horrores pq a mãe dela é separada, e achando ter 20 aninhos, fica trazendo os "namorados", geralmente mais novos do que ela, pra dentro de casa! Vish! Isso já deu o maior rolo... um desses caras já roubou coisas da casa delas, outro apresentou ela pros amigos como "uma tia"... enfim... é punk!

Killer Queen on 25 de janeiro de 2010 17:49 disse...

O mundo é cruel com nerds tímidas... [2]

Ser a única menina de etnia diferente no colégio também não é divertido...

A minha melhor época em termos de visual foi entre os 15 e os 20 e poucos, mas nunca, em momento algum, houve uma fila de meninos afim de mim, nem da mesma idade e muito menos mais velhos. Eu nunca tive essa fase de me achar o máximo; a realidade não deixava.

stella (aquela)

Killer Queen on 25 de janeiro de 2010 17:49 disse...

O mundo é cruel com nerds tímidas... [2]

Ser a única menina de etnia diferente no colégio também não é divertido...

A minha melhor época em termos de visual foi entre os 15 e os 20 e poucos, mas nunca, em momento algum, houve uma fila de meninos afim de mim, nem da mesma idade e muito menos mais velhos. Eu nunca tive essa fase de me achar o máximo; a realidade não deixava.

stella (aquela)

Natália on 25 de janeiro de 2010 18:03 disse...

Quem é gostosa com 15 anos de idade? Eu não era!
E comigo aconteceu exatamente o contrário, eu era a nerd da turma e a única aproximação masculina era pra ajudar a estudar. Assim, quem contabilizava os foras era eu...

Nanda on 25 de janeiro de 2010 22:23 disse...

Menina, vc leu meus pensamentos! Ontem mesmo escrevi um texto sobre o mesmo assunto, baseado num fato.

Primeiro de tudo: tenho 16 anos, na teoria, sou adolescente, assumo! Então, me vejo no direito de falar que pré-adolescentes são um porre.

Esses dias eu tava de tarde no mc donald's, chegou um grupo de meninas de uns 13 anos, todas de maquiagem e salto alto - PRA IR NO MC DONALDS, caramba! E por mais q eu tenha ficado incomodada por elas estarem se achando as tais, falando alto (sobre virgindade, ainda e namorados), o estranho, MESMO, foi ver a mãe de uma delas junto com o grupo, se comportando como se tivesse a mesma idade. Quer dizer, elas são escrotas? Sim, mas estão vivendo a fase certa. O duro é quem se perdeu na linha do tempo e não sabe se pôr no seu lugar. Fiquei com dó do filhinho que estava com ela, de uns 5 anos. Tava quase se matando pra ter atenção da mãe. :/

Cah. on 26 de janeiro de 2010 00:00 disse...

asiuhaiuhsuiahs,
me achava mesmo, ainda acho que devo me achar, mas bem menos..
ahishaiuhsiuahiushais.
mas eu tambem achava... qe tava gorda de mais, alta de mais, com banhas de mais, cabelo cheio de mais, curto de mais, longo de mais.
a gnt se acha, mas tbm se acha um bagaço. ôôô hormonios mizeraveeis xD

leticiapf on 26 de janeiro de 2010 03:32 disse...

Acho que fui uma exceção. Eu era uma criançona boba na adolescência, meu primeiro beijo foi aos 15 anos, foi uma bosta, fiquei mais de um ano sem querer ficar com alguém de novo, nunca fui pegadora, e por um certo tempo eu meio que "fugia" dos garotos, mas isso nunca foi difícil porque eu fui uma adolescente bem feinha e largada. Nunca me achei gostosa, até porque eu nunca fui gostosa mesmo, hahaha eu era magrela, sem peito e sem bunda. Eu queria ter seios grandes como minhas primas da minha idade que ficavam usando aqueles decotes pura-sedução, e nada daquelas merdinhas crescerem. Eu era muito mais complexada do que metida, não tinha muitos amigos, praticamente não saía de casa.

Mas essa fase passou e agora sou uma pessoa saltitante e cheia de amigos :D

Grazi on 26 de janeiro de 2010 09:15 disse...

Quem é gostosa aos 15 anos???
As meninas de 15 anos de hoje tem corpo de mulheres de 20!

Eu brinquei de boneca até os 14 anos, aos 15 eu era gordinha, nerd e tímida. Eu não tinha "fila".E digamos que eu fui ficar mais "jeitosinha" aos 17, e essa minha fase de se sentir um pouco, durou até os 19.

Hoje tenho coisas mais importantes para me preocupar.
E por mais que eu me sinta velha falando isso, mas hoje em dia é tudo muito precoce, e como era no tempo das minhas avós, voltou a ser comum meninas engravidarem aos 13. Bem que dizem que a moda vai e volta né!?!?

Bruna on 26 de janeiro de 2010 10:56 disse...

Minhas aborrecência foi dos 13 aos 17, aí conheçi meu marido que foi o ultimo da minha lista de ficantes e namorados, vc fazia lista de chutes, eu fazia de ficantes (coisa feia, eu sei), aquela época eu me achava a última bolacha do pacote, me lembro de disputar com as "amigas" quantos garotos estavam aos nossos pés... Lembro de me sentir o máximo pq ficava com o mais bonito da escola, mesmo sendo chato pra caramba. Como a gente era boba né"

Histericas on 26 de janeiro de 2010 11:19 disse...

Nooossa, eu me acho ate hoje...estou com 21...é mto relativo isso...tem quem dure mto tempo e tem que nem sinta mto essa fase...as mudanças assustam de primeira, depois voce as entende e depois se aproveita delas...e convenhamos, se tornar mulher é mto bom...

Cris Soleitão on 26 de janeiro de 2010 12:18 disse...

O mundo é cruel com nerds tímidas... [3]
Hum... eu não fui essa adolescente não!

Como uma boa nerd, eu só me ferrei! A turma da minha sala [os únicos adolescentes que eu conhecia além dos meus primos de SP] não iam com a minha cara e, com o tempo, a aversão se tornou recíproca. Eu via aquelas meninas como um bando de fúteis e burras.
Por um lado queria ser aceita pela turma, porque eram os únicos adolescentes com quem eu convivia... Por outro, eu é que não conseguia me adaptar à eles... não entendia qual a importância daquelas conversas estúpidas [pra nerd tudo tem que ter importância e lógica... rs].

Assim, passei dos 13 aos 17 e meio preferindo jogar video-game e brincar com meu cachorro.
Sagrado foi o dia que, aos 15 mudei de colégio [um colégio grande] onde tinha gente de todo tipo... então, achei gente mais parecida comigo e foi fácil fazer amizades.
Aos 17, mais sagrado ainda foi o dia que eu descobri e passei a fazer parte de uma turma de nerds iguais a mim. Aí sim passei a me sentir bem!

E sabe, hoje quando olho as fotos, percebo que eu era mais bonita de corpo e de rosto quando tinha 14 ou 15 anos - mesmo que hoje eu me cuide muito mais.
Nunca fui de ficar com trocentos caras e quem eu queria que olhasse pra mim, naquela época, não olhava [típico].
E hoje lembrando de certas coisas percebo que talvez alguém que merecia muito mais do que aquele carinha que eu gostava... Talvez gostasse de mim... E eu nem reparei na época e perdi uma boa chance de bobeira.
Nunca esnobei ninguém de propósito... só sou lesada e lerda pra essas coisas mesmo, hauahau... Sempre fui.

Hoje acho que sei dosar melhor o meu lado fútil [ou feminino] com meu lado nerd.
Não sou fresca ao extremo e nem mesmo gosto de fofocas de celebridades [aliás, coisa que abomino é fofoca]. Mas aprendi, já depois dos 18, que se cuidar na medida certa é importante.
Ao mesmo tempo não deixei de ser eu mesma. De gostar de jogar Battlefront [mesmo que com um inglês sofrível demais], de ir em convenções e acampar em galpões [rs], de me meter em conversas complicadas, de por a roupa que me der na telha contato que seja confortável [dane-se a moda!] ou de simplesmente gastar um absurdo em equipamento, livros, CDs e DVDs e esquecer de comprar um shampoo... hehehe...

Eu tive uma adolescência tão diferente [era tipicamente aquela adolescente deslocada] que nem meus pais entenderam. Claro que eles ficaram muito gratos por não terem dor de cabeça com caras estranhos e 5 anos mais velhos que eu e nem com "pits" por causa de festinhas com álcool até 2h da manhã...
Só que, percebi que de certa forma eu também tirei uma fase da vida deles pela qual eles aguardavam, já que sou filha única!

Minha adolescência foi focada - além de video games, cachorros, canto coral e cinema - nos estudos. Também nunca fui bitolada. Só assistia às aulas e tava muito bom pra tirar notas altas, na maioria das vezes. Mas fui muito centrada... não me deixava distrair ou desviar muito disso...

Engraçado que tava pensando justamente nisso hoje de manhã, rs.

Atualmente, tenho umas 2 ou 3 amigas DA MINHA IDADE [25] que ainda se acham adolescentes e ainda tem A CARA DE PAU de dizer que eu sou tonta e não sei nada da vida e blá blá blá... Ah, tenha a santa paciência!!!
Não preciso de uma fila na minha porta pra me sentir adulta. Isso pra mim é insegurança e medo da vida adulta de verdade [ou seja, assumir responsabilidades].
Pra mim ser adulto não é brincar de médico... é ter independência financeira e mantê-la com uma boa carreira!
Acreditem se quiserem, sempre pensei assim, desde que entrei na escola e ainda penso... e ainda corro atrás... tropeçando num monte de obstáculos, mas levantando sempre.
Sério, tenho dó de quem AINDA com mais de 20 anos pensa que ser adulta é ser gostosa!!! Afff...

Caroline on 26 de janeiro de 2010 21:23 disse...

Pô, mt interessante esse seu post, Anália. rs.. ^^
Engraçado, a minha adolescência foi cheia de altos e baixos, mas eu nunca me achei como quase todas se acham, eu só keria fazer parte do "círculo das meninas q os krinhas queriam ficar". rs.. Meio ridículo, né? Mas acho q nessa idade, é assim mesmo. Mas agora aos 21 anos vejo td de forma diferente, o bom mesmo é ser mulher, ser vista de uma forma diferente dessas adolescentes de hj e ver q eu aproveitei cada fase da minha vida! rs.. ^^

Biaanca' on 28 de janeiro de 2010 13:53 disse...

Digamos que eu sou uma nerd tímida, mas eu quero ser assim, tenho 15 anos e meu primo namoro foi ano passado, mas foi um namoro inocente, sem nada demais pqe não quero apressar nada, e essa coisa de corpo me irrita quando mexem na rua e os pais tão perto :/

greici on 22 de maio de 2010 22:44 disse...

eu estol aqui para falar q sou uma
adolecente muito estrovertida animada gosto muito d sair e etc entendo tudo sobre adolecencia + não entendo uma coisa choro sem saber o pq.
e queria saber pq sol assim
beijinhosss:D

greici on 22 de maio de 2010 22:44 disse...

eu estol aqui para falar q sou uma
adolecente muito estrovertida animada gosto muito d sair e etc entendo tudo sobre adolecencia + não entendo uma coisa choro sem saber o pq.
e queria saber pq sol assim
beijinhosss:D

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino