quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Quando eu fui a outra.

Sob o olhar inquisidor de todos é que escrevo esse texto...

Quando eu me apaixonei sabia que ele tinha namorada, mas mesmo assim eu quis pagar pra ver. Longe de ser um desafio para mostrar quem pode mais, eu estava apenas olhando para um homem que eu queria perto de mim. Para alguns, o cafajeste da história é ele que tem um compromisso e não eu que estou livre. Para outros, eu e ele somos canalhas. Para muitos, eu sou a vaca da história.

Não importa o que cada um pense a respeito, só estando metida numa história como essa para entender. Aprendi muito sobre princípios da forma mais esdrúxula: sendo a outra. Como? Entendendo que às vezes os princípios vão todos para a puta que pariu quando é o seu coração que esbraveja.

Sou a outra. Aquela que ele vê antes ou depois de sair com a oficial, aquela que o sexo é mais ousado e sem pudor. Aquela que os amigos não conhecem, tampouco a família. Aquela que faz o papel errado, o de sacana. Mas eaí se eu topo ter um sexo muito bom e ouvir as palavras certas?

Eu tentei afastá-lo por duas vezes, pedindo pra que não continuássemos o caso. Queria que ele fosse lá e terminasse tudo com ela, mas ele não fez e usou todas as desculpas clichês que eu e você conhecemos: "Ela é perturbada e pode se matar". "Ela não é normal". "Ela não vai aguentar".

Fico me perguntando como vim parar numa situação dessa e como resolvi deixar todos os meus princípios na lata do lixo. Por que eu não consigo me desvencilhar dessa paixonite aguda? Por que eu não tenho medo de acabar sozinha?

As pessoas me dizem que estou sendo usada, que ele nunca irá me valorizar, que eu mereço uma boa punição por estar fazendo isso com alguém. As pessoas dizem que é feio, bárbaro, desleal, imundo. As pessoas dizem muita coisa, mas nenhuma consegue me dizer como abandonar os braços daquele que me deixa flutuar.

Não aceitei ser a outra, eu só aceitei ser desejada.




Anônimo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por CF às 00:02

52 comentários:

carol disse...

Sei lá... sempre penso que a gente não deve fazer para os outros o que não gostaríamos que fizessem conosco. Isso é um clichê mas serve mto pra todas as situações da vida. Eu me colocaria no lugar dessa namorada aí... Sei lá tb se essa namorada não é meio desatenta... homem qdo ta fazendo merda dá um sinal em alguma coisa. Acredito que o cara que faz uma coisa dessas não é homem o suficiente pra ficar com nenhuma das duas. Se uma mulher fica com um cara como amante, dificilmente ficará mto segura qdo for a oficial, se é que um dia será. Acho que cabe à amante se valorizar como pessoa... esse cara não valoriza mesmo e nunca valorizará.

Natchi on 22 de outubro de 2009 06:30 disse...

Boa sorte!

Deja disse...

Se o sujeito um dia se cansar de você e terminar, não vá acusá-lo dele ter roubado meses ou anos, dele ter lhe enrolado... digo porque é típico, e eu já passei por isso.

Bem, boa sorte.

Bel on 22 de outubro de 2009 09:44 disse...

Concordo bastante com algo que foi dito: só quem passa por situação parecida sabe como é. Não ouso julgar.

Lívia disse...

Sim, é feio, leviano, baixo, desleal. Não interessa se você conhece ou não a oficial, é algo que você não gostaria que fosse feito com você, certo? Se você não tem discernimento o suficiente pra fazer o que é certo e se deixa levar só pelo que você sente, e não pelo que pensa, boa sorte. Você vai acabar, mais cedo ou mais tarde, como protagonista do quadro que o Deja pintou: abandonada, e sem direto de cobranças. Você continuou porque quis.

Anamyself on 22 de outubro de 2009 10:45 disse...

Não julgo esse tipo de coisa, sei que é mais forte do que as pessoas "corretas" pensam.

Já tive crushs fortíssimos por pessoas comprometidas, mas nunca ousei ir além da paixão secreta. Medo de como poderia terminar...

Anamyself on 22 de outubro de 2009 10:46 disse...

Nossa, escrevi quase a mesma coisa que a Bel, e juro que nem tinha lido os comentários antes.

Enfim. Boa Sorte, anônima.

O importante é saber que está sempre pisando em ovos...

Marilia Santana on 22 de outubro de 2009 10:54 disse...

Realmente. É muito difícil explicar a situação. É muito mais fácil para quem está de fora julgar.
Mas sempre a prejudicada será a "outra".
Eu prefiro ter em mente uma coisa: se ele quisesse ficar só comigo, ele estaria comigo.
Também acho o discurso "não faça com os outros o que vc não quer que façam com vc" hipócrito. Se não perdesse a razão e a cabeça, não seria paixão ou amor.

Patricia on 22 de outubro de 2009 10:59 disse...

Sabe, vivi um relacionamento como o seu. Na verdade, no começo eu nem sabia que era a outra, ele namorava comigo e com a outra sem sabermos.
Depois que eu soube, acabei, dei chilique, mas não conseguia ficar feliz sem ele, e mesmo contra tudo que eu achava correto eu aceitei ser a outra.
Quando eu estava com ele me sentia muito feliz, mas bastava a mínima distância e já ficava triste. Passei por várias idas e vindas com ele, e quando finalmente tinha realmente decidido que não queria mais, ele me procurou e falou que tinha decidido mudar por mim, ficar comigo.
No começo foi bem difícil. Achava que ele me trairia, que faria igual como fez com a anterior. Ele teve muita paciência, e hoje, dois anos e meio depois dessa mudança, temos um relacionamento muito bacana mesmo.
Com ele posso ser eu mesma, posso me mostrar de todas as formas que ele ainda sorri e fala que me ama. Ele trouxe coisas boas pra minha vida que eu nem sequer imaginava que existia. Todo o sofrimento valeu muito à pena.
Mas sabe, se ele não tivesse mudado, teriam sido anos realmente perdidos. Teria ficado amargurada e incrédula do amor.
O que posso de dizer, é que no fundo, lá no fundo mesmo, a gente sabe se vale à pena ou não insistir. Sem tentar se enganar ou colocar a alegria fugaz de estar com ele na frente, presta atenção na vozinha que te fala dentro de você. Se você acha que ele pode realmente virar seu “príncipe”, luta por ele, mas saiba, que sempre pode o lado ruim na história. E você deve estar preparada pra ela.
Muita sorte pra você.

Ivana disse...

Falei sobre isso na comunidade da CF.

Lá, a autora [não sei se é a mesma] menciona paixão, sem pretensões de futuro. É aquilo, se for AMOR MESMO, aquela coisa extremamente profunda, que nenhum clichê transforma em palavras, eu também não vou falar nada sobre, infelizmente não mandamos nos sentimentos. Mas se for algo 'evitável', - uma paixão imensa, algo bom de se viver, mas sem amor - por mais que doesse, EU evitaria.

Mas enfim, te desejo toda a sorte do mundo, só você sabe o que sente e o que está passando.

May disse...

olha,nunca passei por essa situação,mas pense uma coisa: já pensou vc namorando,feliz da vida, ou até mesmo casada, e sabendo que seu homem esta´com outra? vc vai gostar? ele está fazendo isso com ela,mas vai fazer com vc um dia.menina, ele não te ama,ele está te usando sim!isso da outra não aguentar é balela.preste atenção ao seu redor, eu tenho certeza que tem um cara muito melhor,querendo te dar todo o amor, só para vc!

Anônimo disse...

NÃO JULGO MESMO!
Já fui a namorada corna (e o cara tá com a guria até hj), e já fui a outra sem saber (e era doente de amor pelo cidadão, que no fim ficou sem nenhuma das duas hehehe). Depois do que passei como a namorada corna, digo com todas as letras, DOU EM CIMA DE QUEM EU BEM ENTENDER, COMPROMETIDO OU NÃO. Se eu estou solteira e o cara é comprometido a obrigação é dele, toda dele, de me cortar, se não me quiser. Sinceramente, não tenho pena de namorada não, se o cara tá procurando fora, é porque o relacionamento está um lixo. Já dei em cima de homem com namorada e o cara terminou na semana seguinte pra ficar comigo, ja levei toco de cara que se dizia lisonejado de eu estar afim, mas tinha um compromisso com uma pessoa que amava muito e que não podia ficar comigo, não naquele momento. Dizer que ser a outra é sinal de que a mulher vai se ferrar, é relativo, depende do homem, depende da situação.
Eu não julgo. E te digo mais anônima, se vc está solteira, vc não esta fazendo absolutamente nada de errado.

Heleninha

Deja disse...

Bem, eu NÃO JULGUEI, apenas pintei possibilidades, claro, é relativo. Eu sei porque no meu caso, apenas não me separei no momento em que tinha um caso, porque não deu certo a relação, e ainda tentei insistir no casamento, mas o risco de se machucar existe sim, só quem vive fora da realidade não vai perceber, vai sonhar "Ahhh ele vai largar a pessoa e ficar comigo", depende, isso pode ocorrer ou não, você sabe dos riscos, aceite ou não, e além disso, falei para não culpar o sujeito ou cobrar ele de algo, como já foi feito comigo (somente isso), que no meu caso, desde o início eu falei: Sou casado. Ainda falei: Não prometo me separar, estou confuso. Ela aceitou e depois quando por vários motivos eu deixei ela, houve acusações, barracos, ameaças e quase fui parar no "Não saia com ele".

Só isso que eu disse.

Como é um lugar aberto para comentários, expresso minha opinião pessoal: Não acho correto esse comportamento, acho abominável dar em cima de pessoas comprometidas, isso pra mim é sinal de fraqueza de caráter. Não é hipócrita eu dizer isso, pois eu nunca falei que eu prestava, admito ter um caráter duvidoso, ser AMORAL.

Não se ofenda anônima, é a opinião de alguém que não é nada em sua vida, nem te conhece, mas te desejo boa sorte e sabedoria, espero que não se machuque... Sério mesmo.

Anônimo disse...

Ow Dejinha, é a Heleninha no post em cima do seu, não sei se isso ae foi pra mim, mas meu comentário não foi pra ti não aahauuhaauhuha. Aliás nem li os outros comments, só respondi o mesmo que disse lá na CF.
E eu tb me assumo AMORAL pra certas coisas, e pra esse caso eu sei que sou mesmo. Assim com me assumo uma pessoa AW, louca por atenção.

=) bjokas

Heleninha

Grazi disse...

Fato: Se algum dia você for a oficial, outra ocupará o seu atual posto.

Cachorro que come ovelha.. só matando!

Agora, se vc não pretende ser a atual e se sente bem nesta situação, seja feliz, faça o que quiser da sua vida! (Embora eu ache esse comportamento abominável!)

JAMAIS cobre AMOR dele!
Ah! E dizer que a outra é maluca é tããão clichê!!!

Grazi disse...

Ah! Esqueci de responder.

Como abandonar ele?
Desligue o telefone, delete ele de todas as formas de contato que você pode ter... e mantenha-se firme!!!

SIMPLES!

Anônimo disse...

Eu sempre leio, mas hj resolvi comentar..Nao vou me identificar pois esse assunto é meio delicado...Eu passei exatamente por essa situação a alguns anos atras e entendo perfeitamente, qdo o coração manda nao tem jeito. No começo eu nao sabia q ele namorava, depois descobri mas ele sempre me enganou com a velha conversa de que ia terminar pra ficar comigo, mas...isso nunca aconteceu! Depois de mais ou menos 1 ano (é durou!) eu resolvi sair da relação pois nao aguentava mais...Hj eu namoro sou super feliz mas o individuo resolveu aparecer e ja me trouxe varios problemas...É complicado, mas hj eu digo, foi passou eu aprendi mto principalmente como os homens enganam nós mulheres! Serve para eu ficar mais atenta...rs
Adoro o blog e leio todos os dias..Beijos!

Deja disse...

Heleninha, boneca inflável mais sexy do mundinho, também não foi pra você o que eu disse, mas alguém me citou sobre UM dos quadros possíveis, quis só complementar.

beijos! ;)

Nayane on 22 de outubro de 2009 16:25 disse...

Entendo perfeitamente o que escreveu, é dificil nos desvincular daquilo que nos faz feliz, mesmo sendo uma felicidade clandestina, felicidade curta e rápida como parque de diversões... mas, quando o fogo da paixão passa sentimos que ele sempre mentiu e que no final ele ficará com ela...ótimo texto!

Srta! disse...

As pessoas julgam muito. As pessoas têm uma necessidade absurda, infantil e controladora de rotular. Como se a vida fosse matemátia, 2+2, era isso. Como se as coisas fossem objetivas, simples e se não houvesse sentimentos em jogo. Como se a paixão e o amor não cegassem. E como se uma paixão que cega, por sabermos ser só paixão, fosse controlável, por ser só "uma sensação passageira". Mas, na real, todo mundo gosta de se sentir amado, protegido, desejado e, sim, nem que seja SÓ ISSO, de sentir as "borboletas no estômago". E ninguém é de ninguém, ninguém tem dono. O que existe é um compromisso, quando o sentimento é verdadeiro, de se manter leal a isso. Vejam bem: mais do que fiel, leal. E, nesse caso, quem deve lealdade a alguém é ele à namorada! Ponto! diferente de sair dando em cima de TODO MUNDO, solteiro, ou não, é você ter se envolvido com alguém comprometido, sem planejar, porque aconteceu. Tou cansada de falso moralismo, de gente que acha que entende tudo o que se passa na vida dos outros, sem ter passado pela mesma situação. Tou cansada de gente que apedreja os outros, que isso e aquilo é imoral, mas, apesar de não ter feito nada disso, muitas vezes, tem muito menos caráter sendo hipócrita, fazendo intriga e fofoca. É isso. Cada um deveria cuidar do próprio umbigo. E a Anônima deveria seguir o próprio coração e dar tempo ao tempo.

Shadowcat disse...

Eu já fui a outra sem saber, por um curto período de tempo...
Eu tenho um probleminha de geralmente me interessar por comprometidos, mesmo sem saber que o são, mas sabendo do comprometimento deles eu prefiro ficar na paixão secreta esperando um momento oportuno. hehe
As pessoas mesmo que criticadas ou julgadas pelos outro, costumam seguir seus próprios pincípios, por isso prefiro não julgar o que seria o certo e o que seria o errado.

Aninha disse...

É realmente uma situação que só quem passou por algo parecido sabe.
Eu ja passei, e apesar nao ter dado certo, nao me arrependo nunca, eu acho q a situação de ser a outra por pura levianidade é uma coisa, mas quando vc é a outra pq existe um sentimeno, pq vc sente q se nao tentar vai ser arrepender pro resto da vida, aí sim é um motivo válido. Todas as pessoas tem direito a lutar por aquilo que querem, e sobre relacionamentos nao é tao simples julgar o certo do errado. Mas tudo tem o limite, o mais importante é perceber se isso vai causar mais mal do que bem, pra vc e para os outros.

Deja disse...

Gente, descobri que eu amo uma mulher casada, de quem sou amigo há anos.

E o marido não merece ela, bebum, deixa ela sozinha e fode mal.

Acho errado, mas farei algo assim mesmo :D

Sei que ela gosta de mim também, a figura disse. Somos amigos e temos liberdade demais um com o outro.


Ah, e eu também estou comprometido, mas o plano é largar tudo... Essas coisas acontecem, eu mesmo posso achar errado, mas não julgo, a vida não é certinha, né. E como já disse, sou amoral mesmo. Só quero ser feliz, como todo mundo.

Inté. Boa sorte pra quem vive.

Anônimo disse...

se vc fosse tao desejada assim por ele,ele n estaria c a outra ainda....

Anônimo disse...

Não li os outros comentários, portanto não sei se estou repetindo algo, mas o que posso te dizer é que, se você tivesse um POUCO de amor-próprio não se colocaria nessa situação ridícula.
O MÍNIMO que um homem pode dar a uma mulher é EXCLUSIVIDADE. Se você continua se martirizando com esse cara, é porque VOCÊ MESMA acha que merece ser tratada como a outra, como a sacana, como a imoral, enfim, como puta, até porque, pelo que você mesma disse, é tudo por sexo.
Você é uma vergonha pro sexo feminino; não por trair, mas pela falta de orgulho, amor-próprio. Uma dica: CRESÇA e assuma suas responsabilidades.

Crazy on 23 de outubro de 2009 01:59 disse...

sinceramente, acho que todo mundo que criticou só é assim tão "correta" pq toda mulher tem medo de que tomem o homem dela. Minha opinião é de que quem tem que ser fiel é o namorado/a, e não o/a amante (a não ser que a namorada oficial seja sua amiga, daí sim eu diria que vc está jogando sujo)
E pode sim acontecer do cara largar a outra prá ficar com vc. Só não dá para contar com isso como uma certeza, mas que existe a chance, isso existe. Já vi acontecer, e não acho q vc tem q se sentir culpada não se rolar. Se o cara trocar ela por vc, é pq não gostava dela de verdade

Crazy on 23 de outubro de 2009 02:06 disse...

ah, e só complementando: não é necessariamente verdade que se hoje ele trai a namorada com vc, um dia se ele namorar vc ele vai te trair. Isso é besteira, parece coisa que mulher inventa prá botar medo nas outras prá ninguém ir roubar o homem dela. Eu já trai um namorado (pq não gostava dele, e tinha SIM medo da reação dele se eu terminasse, pois tinha motivos para isso) e hoje eu namoro e sou a mais fiel das mulheres, nem olho pros lados, pq sou apaixonada pelo meu namorado. Simples assim. Essas frases feitas não funcionam para relacionamentos

Thaís SBA on 23 de outubro de 2009 10:24 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thaís SBA on 23 de outubro de 2009 10:26 disse...

É engraçado como são as coisas, eu simplesmente NÃO CONSIGO me interessar por pessoas comprometidas. Não sei como pessoas como você conseguem. É tão óbvio que se o cara é comprometido (por mais que você seja a amante) é dela que ele gosta, é dela que tem orgulho em apresentar pra família e pros amigos. E a "outra" acaba sendo apenas uma diversão. O p*** pode ser seu amiga, mas o coração acho que tá mais que óbvio que é da namorada dele.
De qualquer forma, concordo quando disseram que quem faz isso não é homem o suficiente pra nenhuma das duas, nem pra ninguém.

Thaís SBA on 23 de outubro de 2009 10:30 disse...

Ps: tem gente aí falando em "julgamento". Acho que uma coisa você julgar, outra coisa é dar sua opinião.
É engraçado que as pessoas quando dão uma opinião contrária a que esperavam, passam por "pessoas que estão julgando".
"Ah, não devemos julgar porque não somos perfeitos".
Ninguém aqui julgou você, as pessoas só deram a opinião delas e que nem sempre são as que você gostaria de ouvir.

Anônimo disse...

Já rolou comigo...
Mas acredite, passa...
Tente se desvincular, pq essa situaçao traz sofrimento...

Bjs

Anônimo disse...

Já fui a outra... ja passei por algo EXATAMENTE assim.
Sabe o q aconteceu? Um dia eles terminaram.. por outro motivo, mas terminaram. E eu pensei que nós iriamos dar certo.. q ia me assumir. Eu conhecia a familia dele, frequentei seu grupo de amigos.
Para todos eu era a namorada... era mais fácil do que ficar explicando tudo..mas entre nós dois eu ainda era a outra. Ele nunca me assumiu, ele não me deu valor. Não o culpo, como confiar numa situação dessa..
Recentemente, fui a traída... mas descobri tudo. A situação era EXATAMENTE a mesma q eu vivi no passado. E senti o que é estar do outro lado.
Hj tenho mais pudor, mais índole. Jamais, em hipótese alguma, vou me sujeitar a tal situação.. aprendi levando tapas na cara, mas aprendi.
nesse jogo.. TODOS PERDEM.

Anônimo disse...

Uma hora vc cansa dessa situação.

Anônimo disse...

Como homem, já estive nessa situação. E tenha em mente que tudo que rola com a 'outra' é melhor e mais gostoso. Entretanto, não dá pra se tornar algo sério, terá que ser sempre desse modo e pronto, acabou. Quando você se tornar a 'oficial', ficará algo cansativo, rotineiro e o namoro não vai dar certo. Fim de papo.

Natália on 24 de outubro de 2009 14:18 disse...

Estou no mesmo barco, estou passando pela mesma coisa, o que muda é que entre eu e ele não tem sexo ainda, não ... bom... tentando sair dessa, mas a cada dia é mais dificil tira-lo da cabeça, não durmo quase, penso nele dia e noite... me senti bem ao ler o texto, imaginei que não sou unica a fazer algo do tipo... é dificil esquecer, deixar para traz, todo aquele "carinho" aquele "desejo" aquela paixão !...

Anônimo disse...

Se não existissem mulheres q se sujeitassem a ser a outra, talvez esse tipo de comportamento masculino se tornasse menos frequente. Procuro fazer a minha parte: por mais que esteja interessada em alguém, tenho em mente que pra mim, só servem homens dispostos a me dar exclusividade. Se você mostra com as suas atitudes que não se acha merecedora disso, por que ele deveria achar?

Ine Furtado on 26 de outubro de 2009 00:20 disse...

Já fui a outra também. Ambos decidimos que não era legal ficar naquela situação e terminamos.
Há pouco tempo atrás ele contou tudo pra oficial, eles terminaram e nós não nos falávamos. Dias atrás voltamos a nos falar e ele ainda está com ela.
Não sei se hoje eu faria o mesmo, mas no auge dos meus 15 anos era uma aventura e tanto. rs
Boa sorte!

Bia disse...

Eu te entendo perfeitamente, o texto parece escrito por mim! Espero que você consiga aquilo que deseja tão ardentemente, porque no meu caso não deu certo!

Tate! ¹ on 27 de outubro de 2009 01:16 disse...

Eu senti nojo da autora do texto. Se coloquem no lugar da namorada do cara, ninguém quer ser traida, ainda mais por uma qualquer que aceita ficar com um cara como amante dele. Cadê o corporativismo feminino? Meninas, vamos nos unir! Que coisa horrivel isso! E que horror o cara também, se ele faz isso, não merece ter nenhuma!

Onde uma mulher desse nivel, guarda a sua dignidade? Me desculpe, querida autora do texto, mas você não está se dando ao valor. Tá certo que o cara também tá errado, e SUPER errado. Ele deve ser um cafageste pra fazer isso com a namorada, e se ele te amasse, largaria ela. Mas não posso por a culpa apenas em um ou outro. Os dois são grandes cafagestes e não devem valer NADINHA! Me desculpem, mas é a minha opinião. Achei ridículo.

Desoriental on 27 de outubro de 2009 02:41 disse...

O lance é o jogo limpo. Você é a outra e sabe que é; foda é a namorada que é traída, mas não sabe e, logo, não pode escolher se está ok ou não com a situação.
O que machuca é mais do que a traição em si, mas a fraude.

Anônimo disse...

Já fui a outra 2X!
Fui feliz, guardo execelente recordações, nunca aspirei ser a primeira dama!
Chegou um momento que eu apenas me dava ao luxo de um breve momento de intensa felicidade...mas valia por muito tempo!

Numa outra situação, fui a outra, entre tantas outras, e acavei ganhando...
Se vale a pena?

Pode ser; Quando lá na frente vc não sente seu amor próprio se esvaindo...

Seja feliz, pensando apenas em vc, quando está sendo a outra.

SOL

Anônimo disse...

Vc é besta, por que ninguem morre de amor, se afasta e ponto... acredite experiencia propria.. isso passa!!!
outra coisa, ele largando a atual pq causa razão ou circunstancia vc acredita q ele te tornando a atual, não vah fazer o mesmo que fez com a ex (no caso a atual)?

acorda... NINGUEM MORRE... se afasta q vc esquece... na moral... é verdade!

Anônimo disse...

"Você vai acabar, mais cedo ou mais tarde, como protagonista do quadro que o Deja pintou: abandonada, e sem direto de cobranças. Você continuou porque quis."

vai mesmo... vadia!

Misty disse...

Adorei, e sim só quem viveu a situação pode saber.
Nada contra se tudo for as claras, vc sabe onde se meteu e ele naum prometeu nada. No mais:
1 - vc nunca vai ter plena certeza de que não está levando um chifre
2 - quem tem que pensar nos sentimentos da "oficial" é ele
3 - cuide-se para evitar barracos

Com isso em mente: APROVEITE

Anônimo disse...

Acredito que um dia você pode achar outro cara que faça você flutuar. O problema de não fazer com os outros o que você não quer para você é exatamente esse: e se você achar esse outro cara e resolver ficar firme com ele, ser ouvida e ouvir mas além de tudo confiar. Será que ai você irá se sentir mal por estar na situação de ser a traída?

Rayssa on 29 de outubro de 2009 17:54 disse...

Bem,

uma coisa só é errada quando alguém diz que é. E quem diz algo pode estar certo ou errado. O q eu quero dizer é q para alguns a traição é uma coisa horrível, nojenta e por aí vai; pra outros não é nada de mais.

Na minha humilde opnião o q vale é ser feliz, independente do q a sociedade acha ou desacha. Você não deve nada a ninguém, ninguém paga suas contas! e outra coisa: o que tem de tão errado em amar e se sentir amada? Amar é uma coisa linda! horrível é a corrupção(etc.) q a maioria das pessoas dizem ser errado mas na hora do "vamo ver" dão aquele "jeitinho brasileiro" pra resolver os probleminhas corriqueiros... mande a os costumes sociais pra PQP e aproveite esse amor! afinal de contas nem toda garota encontra uma pessoa que a faça sentir "flutuando".

Be happy!

Anônimo disse...

Só quem passa por isso sabe como é! E pra quem julga tanto es te comportamento como "abominável", cuidado, todos estamos sujeitos as mesmas coisas. Depois que eu fui a "outra" de alguém, deixei de querer jogar pedras em quem se deixa ser uma pq quem muitas das vezes alimenta essa situação é o homem, que infelismente, o nosso coração bate mais forte.
Depois que a paixão passa, vc perecebe que o Abominável da história é ele, por brincar com dois corações e não você.

Patricia Cardoso on 31 de outubro de 2009 23:09 disse...

Nossa, quanta gente agressiva aqui, ne? E o mais engraçado eh checar a idade.. rs! Olha, eu nunca fui a outra (até onde eu sei hahaha) e nunca trai meu namorado. Mas lendo os comentarios, me identifiquei com alguns, acho q ja fui meio agressivinha nesse assunto.. hj, aos 27 sou mais light, embora não apoie a traição.. De qualquer forma, espero que vc resolva isso e fique tranquila, feliz.. ta cheio de "pessouos" solteiros e bacanas por ai. Logo logo surge um pra vc!

bjus P

nani disse...

Essa situação é complicada, mas vc deve com certeza se colocar no lugar da namorada dele. Quando é vc que está no lugar dele - traindo - o momento parece ser divertido, perigoso e bom, mas depois você acaba ficando sem ninguém. Enfim, vc não está no lugar dele mas com certeza ele ficará sem nenhuma de vcs se continuar fazendo o que está fazendo. Não leve em consideração os comentários sobre "não faça o que vc não quer que faça com vc", pois falar é fácil, mas agir nessa hora quando o coração é quem fala mais alto.. Só vivendo para saber certo? Curta enquanto é tempo, e não fique tanto no pé dele. Quem sabe assim ele sente um pouco sua falta e pensa sobre tudo?

Bj e boa sorte

Duda disse...

sofreria muito no papel de namorada, pois só quem foi traída sabe a dor que se sente, porém eu consigo enchergar o outro lado pois sei que no coração não se manda. A culpa nessa história é do homem, principalmente, pois sendo ele o comprometido, devia se controlar ou acabar o relacionamento. "Pena" ou compaixão não é sinônimo de amor.

nanny disse...

quando era mais nova sempre repudiei as mulheres que tinha um amante, ate me envolver com um homem casado, tetei fugir desse sentimento mais nao resisti as palavras doces que ele me dissia, hoje luto para me afasta dele mais ainda nao consequi, nao é facio! so quem passa ou ja passou pro isso sabe como é!!!

Ionara on 26 de março de 2013 18:59 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino