terça-feira, 27 de outubro de 2009

Beleza padrão

Eu ía começar meu post clássico de toda semana falando um pouquinho de moda, um bocadinho de beleza e todos os mimimis envolvidos, quando encontrei algumas fotos que me desviaram do caminho. Muito se fala sobre o "padrão de beleza do momento" e eu acho que nunca estivemos tão no fundo do poço.

De um lado temos as queridas e adoradas mulheres frutas, um nome brasileiro para um padrão mundial. Todo mundo sabe que nosso life style não é criado aqui e quando eu chamo de "life style" fica ainda mais claro de onde sugamos muito do que está entranhado em nossas vidas. Uma espiadinha nas black deevas do hip hop boladão americano e pimba!, você entende que a Mulher Melancia não brotou na capa do Meia Hora (jornal-hiper-mega-popular-tão-tosco-que-chega-a-ser-engraçado-carioca) da noite pro dia.

Do outro lado do poço está o padrão "viver e morrer magra com botox até no coo". Existem múmias de 20 e poucos anos se arrastando por tapetes vermelhos do mundo. Meu exemplo favorito é Lindsay Lohan. Mas essa menina ainda é bonita AONDE??? Cara de acabada, rodada e vivida. Drogas? Pode ser. Mas, magra ela sempre foi, magérrima. E, se esses lábios forem dela, eu como cocô hoje à noite. Avon, MAC e afins que me desculpem, mas não existe batom que crie esse volume.




A minha opinião é a de que não deveria existir padrão. Utopia, eu acredito. Mulheres de 30 anos, são apenas mulheres de 30 anos. Algumas envelhecem bem, outras nem tanto. Sei lá, é a vida. Dá para contornar, afinal vaidade é legal. Dá para se prevenir, oras, nada contra. Mas, se espelhar na Fergie, que, na metade dos 30 tem o rosto esticado de cirurgias e o pescoço de um bebê sharpei, não é legal.


Tento me convencer sempre de que esse "normal" que criaram não é palavra final na minha vida. Não sei como vai a auto estima de vocês, mas, para mim, é foda lutar contra capas de revista e editorias de moda que colocam as roupas que eu sempre quis e quero, lindas, em modelos anoréxicas. Ou textos e crônicas que exaltam a bunda de uma mulher, quando eu só tenho quadril. É foda. FODA define. Desestrutura um pouco, sim. Ninguém é de ferro.

Mas, não dá para ficar alheia ao desfile de bizarrices apresentadas como padrão ao meu redor. Se mulher cenoura é o padrão, beijo e não me liga.

(só um desabafo)
Patsy

patsy@corporativismofeminino.com
www.twitter.com/patsyzombilly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Patsy às 00:00

23 comentários:

Patsy on 27 de outubro de 2009 00:07 disse...

gente, desabafo utópico. reli agora e quase fiz um adendo dizendo que, além da anulação do padrão de beleza, eu acredito em duende e coelhinho da páscoa. mas, sem bricadeiras com papai noel. ele existe e ponto.

Estefânia on 27 de outubro de 2009 00:35 disse...

Meu... concordando em gênero, número e grau! Quero ficar como mamãe... cinquentona e feliz da vida com isso... me aceitar e ser feliz! Difícil?? LÓGICO!! Mas se cuidar é praxe... se absover no padrão é meio triste...
Meu... Não quero lábios grossos se eu for ficar que nem a L.Lohan...
To feliz com a minha mediocridade...

Tate! ¹ on 27 de outubro de 2009 00:40 disse...

O nariz da Lindsay está horrivel demais! Me assustei até!

Mas agora vou falar o que eu vim dizer aqui:

Patsy, você está de parabéns guria! Alguém precisava mesmo reclamar. Esse padrão de beleza que foi criado é um absurdo.
Por que as meninas afinal, querem ser tão magras, a ponto de ficarem parecendo múmias? Pergunte pra qualquer homem em sã consiência, nenhum dirá que gosta de meninas tão magras a esse ponto!

Acho horrivel isso de ter um certo 'padrão'. Parece que pra mulher ser bonita ela precisa ter tal CABELO, tal CORPO, tal COR DE PELE, tal tamanho de barriga, e muitas outras características. Já notaram? Absurdo! Tem muita mulher que tá bem fora dos 'padrões' e mesmo assim consegue ser LINDA! Mas o povo não reconhesce como linda por estar fora dos padrões. Então elas começam a uerer mudar e ficar feias. Foi o caso da Lindsay por exemplo. Já ví vários filmes dela, e antes ela era MARA *-* ai agora tá horrivel! E com toda a certeza do mundo, a boca dela é botox!

Tate! ¹ on 27 de outubro de 2009 00:43 disse...

Seria muito mais facil se não existissem esses maditos padrões e as pessoas todas se aceitassem como elas são e pronto!
Acho que se a pessoa não aceita uma coisinha ou outra, tudo bem, pode mudar. Mas não mude pra ficar igual a algum 'padrão'. Que mude pra se sentir melhor consigo mesma.

Deveriamos todos nos aceitarmos como somos!

Patsy on 27 de outubro de 2009 01:02 disse...

O ponto crucial, Tate, está nisso que você diz ó: "Esse padrão de beleza que foi criado é um absurdo.
Por que as meninas afinal, querem ser tão magras, a ponto de ficarem parecendo múmias?"
É inevitável, tdo que está tão exposto, na mídia o tempo todo, inspira as pessoas. Mas somos nós que permitimos que um padrão FEIO DE RUIM como esse se perpetue. É triste, babe, mas a culpa é nossa e de ninguém mais. E uma maça podre estraga o cesto todo. A gente se esforça pra ser bela e normal, mas toda hora tem uma ex-BBB que pra voltar pros jornais "esquece" de vestir calcinha e abre as pernas na noite. Dá pra ser bonita sem ter silicone, botox e mostrar a perseguida, por que parece tão difícil entender isso, né?

Deja disse...

(Sou apaixonado pela Fergie, mesmo com esse pescoço...)

Bem, boa parte das modelos eu acho feias, por exemplo... a Raika.
E creio que esses padrões não foram criados por homens como eu, que gostam de mulheres gostosas... nem gordas, nem magérrimas, mas sim por estilistas afetados procurando por mulheres que possam valorizar suas "obras" e, pelas mulheres mesmo.





Absurdo: Uma amiga, que posso dizer que é gostosa, com 1,69 alt, que se deprime quando sai dos 55kg para os 58kg. Mas se deprime mesmo.

Andrea Mari on 27 de outubro de 2009 09:48 disse...

Romper padroes nao é facil ainda mais com a industria milionaria da moda,mas nada se compara a beleza natural,uma cara lavada,feliz,usando jeans e camiseta hering, a beleza vem de dentro para fora e nao adianta corrigir com botox,temos que corrigir a alma...bjosss e adoro as dicas deste blog.

Patsy on 27 de outubro de 2009 11:27 disse...

Pois é, Deja, um quilo em uma mulher hoje é o fim do mundo. Eu sei como é, também me descabelo por pouco. É difícil não sucumbir a tudo a nossa volta nos recriminando por não ser "padrão". Ser mulher às vezes é um saco.

Deja disse...

O resultado de toda essa pressão pode ser muito sério: Bulímia, Anorexia, depressão... Em diversos graus. Aposto que muita gente conhece ou sabe de alguém que passa ou passou por isso.

Talvez tenhamos aqui mesmo viciados em sibutramina, anfepramona, femproporex (Em alguns casos são necessários mesmo, não cito esses.).

Shadowcat disse...

É realmente uma situação utópica, mas que eu também queria!
Eu nem me peso para evitar ficar a ponto de me descabelar, pois o que é pesado não é apenas gordura...
Prefiro confiar no espelho[ou própria visão] e nos alertas do meu corpo, apenas busco saúde e não ficar magra pra ficar "bonita"...
Para evitar tentar seguir esses padrões é uma questão de disciplinar-se e ter consciência do melhor para você mesma!

Vanessa Rodrigues on 27 de outubro de 2009 13:33 disse...

Pois é Patsy, ser mulher muitas vezes é um saco... Ai vc junta estes "padroes atuais" com aquele cara que só tá com vc para transar e a mulher fica doida. O que importa é estar bem com a sua saude, ficar bem de acordo com os seus padroes de blza e achar uma pessoa que está com vc pelo o que vc é e nao como vc esta.

Cris Soleitão on 27 de outubro de 2009 14:48 disse...

Ah, como toda e boa nerd, eu tive as crises piores que a da maioria na época da escola.
Lá, além desse padrão absurdo de beleza, tinha um outro item EXIGIDO: praticar esporte!
Foi daí que eu peguei birra... Além do que, lá não tinha piscina, pq se tivesse eu faria aquelas nojentas magricelas engolir suas bolas de vôlei... mas enfim...

Mesmo entre os nerds existe um padrão de beleza absurdo: Leia Slave ou, pior ainda, Arwen!

Mas quer saber... não sou escrava do Jabba, the Hutt e nem elfa, mas to muito satisfeita, obrigada, comigo mesma!!!
Sou feliz como sou e to poko me phodendo pra essas palhaçadas... detesto moda e detesto que queiram me dizer o que vestir, calçar ou fazer... Uso o que me dá na telha e me deixa confortável, porém com o minímo de bom senso.
BOM SENSO é o que mais anda faltando no mercado!!!

To feliz com meu cabelo - que consegui domar ao meu gosto -, com minha pele - conseguindo controlar as espinhas to mais que feliz! Agradeceria se papai do céu tivesse me dado um nariz um pouco menor e olhos maiores, mas tá bom do jeito que tá... rs - e não vou ficar triste de perder uns 2 kg.
Tem um problema grave que preciso corrigir, fisicamente... mas minha decisão vai justamente ao oposto desses padrões de beleza, simplesmente pq é o que eu quero pra me sentir bem comigo mesma. É isso que importa!!!

A maioria dessas moças podem parecer lindas aos olhos dos lunáticos que as cercam, mas duvido que elas se sintam bem e confortáveis, mesmo com todo o money e luxo do mundo!!!

A Lindsey, pelo que me pareceu, tá tentando ficar a cara da Angelina Jolie, tadinha! Não tá dando certo...

*desabafando também*

Bjos

Cris Soleitão on 27 de outubro de 2009 14:54 disse...

"E creio que esses padrões não foram criados por homens como eu, que gostam de mulheres gostosas... nem gordas, nem magérrimas, mas sim por estilistas afetados procurando por mulheres que possam valorizar suas "obras" e, pelas mulheres mesmo."

Exatamente o que eu penso!!!

Um dos motivos que eu adorava minhas aulas de História da Arte é que me prof. dizia que os artistas daquela época eram Homens que gostavam de Mulheres... basta ver o padrão de beleza Renascentista... Duvido que alguma mulher precisasse se descabelar para ficar parecida com as 'modelos' [deusas e ninfas] retratadas nos quadros... a não ser aquelas que fossem naturalmente magras e não engordassem com facilidade, que eu acredito que fossem a grande minoria...

Anamyself on 27 de outubro de 2009 17:42 disse...

Ô Lindsay... Onde foi parar a menininha fofa que fez o papel de gêmeas em "Operação Cupido"? Tinha tanto potencial...

Rafaela on 27 de outubro de 2009 18:48 disse...

hahaha bebe sharpey foi a melhor!! adorei o post!!! bjoss!

Anônimo disse...

nossa, ótimo post!

Recomendo a leitura desse post desse blog: http://whothehelliscely.wordpress.com/2009/10/21/love-your-body-day/

É maior, mas gira em torno do mesmo tema...

E recomendo FORTEMENTE a leitura do livro O MITO DA BELEZA, podem baixar aqui: http://www.4shared.com/file/15087727/cbd23f90/Naomi_Wolf_-_O_mito_da_beleza.html?dirPwdVerified=14bc9cd4

Explica direitinho como surgiu esse padrão bizarro.

Beijos e parabéns pelo blog!

vitória on 27 de outubro de 2009 20:14 disse...

me identifiquei muito...

Drama Queen on 28 de outubro de 2009 00:07 disse...

Posso falar? Acho a LiLo um cu de feia. E a Fergie não fica muito atrás, não. bjsmil

Deja disse...

Fergie é linda e sexy.


(Mas sem maquiagem pude ver que ela está horrível demais pela idade... E por exemplo no clipe "Don't Phunk With My Heart" do B.E.P, a pele dela realmente está muito esticada.)

mulherpolvo on 30 de outubro de 2009 08:23 disse...

Mesmo que não esteja derntro dos padrões, beleza é beleza. Eu não sou feia por não ter "o" cabelo certo, ou o corpo certo. Sou bela e pronto. Só que ninguém entende o porque...
Amiga, eu te mandei um e-mail, vc viu??

Priscilla on 1 de novembro de 2009 11:55 disse...

clap clap clap

Tamires Lopes on 5 de novembro de 2009 10:27 disse...

por q o meia hora é o expresso.
Hj eu tomei um susto quando chego na banca e tem uma bunda gigante ocupando 3/4 da capa desse 'jornal', sério.

Fairy on 9 de agosto de 2010 16:07 disse...

É tenso.
Saber que no Brasil vc tem que ser "fruta" (ecat) ou ser seca é péssimo.
Essa ditadura nãoa caba e nem vai acabar, ao meu ver, sabe porque? Porque eles ganham MUITO dinheiro com isso. Lamentável.

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino