sexta-feira, 11 de setembro de 2009

O Diabo Veste Qualquer Coisa



Após meses de ócio, estava eu, muito bela, assistindo Caminho das Indias quando meu telefone toca. Era minha mãe, dizendo que eu tinha uma entrevista no outro dia cedo, e que, ai de mim se me atrasasse. Quando ela falou o local nem acreditei. Tinha enviado meu currículo há meses, achei que aquela altura da vida já estava no lixo e nunca mais iam ligar. Nem lembrava, para ser mais franca. Vou vestida quase de pijama na entrevista, estou tão de saco cheio de tudo que, se me contratarem, vai ser pelo que estou falando, não pelas roupas. Achei a entrevistadora e bambambam da empresa um pouco seca, mas na hora imaginei que o papel dela fosse aquele mesmo. Eu não estava nem aí. Consegui, consegui, não consegui, adeus.
No outro dia OITO E MEIA DA MANHÃ (pense num ser vivo que acorda meio-dia)...
_ Oi, é a Helen?
_ Anrrã.
_ OI HELEEEEEEEEEEEN (voz alegríssima, como se eu tivesse ganho na mega-sena), só pra dizer que você foi contratada e deve trazer seus documentos até as 16 horas.
_ Anrrã. _Isso é tudo.
_Tá.
Desligo e volto a dormir sem raciocinar direito. Acordo as 13h e começo a levantar meus documentos. Afe quanta coisa, eu devia ter levantado antes! Tive que correr e muito, pra chegar lá na hora certa. Provo o uniforme com uma menina querida e fofa, que depois descubro que será minha tutora no lugar.
No meu primeiro dia, me perco e chego 6 minutos atrasada. Entro pela porta esbaforida e eis que ela, sim ela, tão temida está lá olhando pro relógio de pulso ultra mega chic...
_ Começou bem pro primeiro dia!
E me vira as costas.
Depois ela me apresenta pro resto da equipe e eu me acalmo. De quebra ganho um bombom de um deles, que viu minha cara de assustada. O trabalho é interessante e ganhei uma sessão de reponsabilidade. E sim, a chefe é super mega ultra hiper e todos os adjetivos de rígida, mas percebi que todos a admiram e em 3 dias aprendi a admirar seu jeito. Se ela está onde está é porque merece. Meu primeiro dia foi engraçado. Lógico, cheguei uoh do borogodó e a menina fofa logo correu comigo pra me maquiar.
_Tem que vir bonita, maquiadíssima, cabelo escorrido e unhas feitas. Não que você não seja bonita ahahah, ah você me entendeu!
_Entendi!
Do lado de fora...
_DEIXA ELA BEM BONITINHA VIU, DEPOIS ENSINA O GRITINHO PRA ELA.
No segundo dia me largam na sessão e eu fico perdida. Não sei por onde começar. Por outro lado recebo um parabéns (e um biscrock) por ter ido maquiadíssima:
_Está linda hoje, parabéns!
_Ahnnn, obrigada!
_Isso é tudo!
E claro recebo uma mijada daquelas:
_ MAS ISSO AQUI TÁ DE CHORAR HEIN HELEN, REFAÇA, ISSO É TUDO!
Refaço o mais rápido possível "ela não vai ter um A pra falar de mim, agora estou com raiva, vai ficar perfeito!". Recebo outro parabéns (e outro biscrock). Na minha cabeça cada vez que ela parabeniza ela joga um biscrock ahahhaha. No terceiro dia, meu parceiro de sessão diz que não é pessoal, que eu vou aprender a amá-la como todos na empresa a amam.
_Ela é assim com todo mundo, eu também já levei altas comidas aqui. Não se preocupe, não é com você!
Como só trabalho três dias por semana, amanhã começa tudo de novo, e amanhã começa a concentração de querer fazer tudo o mais perfeito possível, porque ela é poderosa, porque ela pode, porque ela humilha.
E eu já gosto dela. Saco.
(Mas confesso que detesto os sapatinhos feios do uniforme. Pronto, falei.).
____________________________________________________
heleninha@corporativismofeminino.com
agora com twitter: heleninha_cf

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Heleninha às 00:01

7 comentários:

Camila Miranda on 11 de setembro de 2009 08:06 disse...

Hahahaha, tb já fui contratada assim, do nada..
A entrevista era em uma escola que havia acabado de abrir na cidade (na epoca eu trabalhava com prof. de idiomas)...
Nem acreditei quando ligaram: VC ESTA CONTRATADA!!
É sempre assim, quando queremos muito, não acontece!
Bjos e boa sorte!!

Karina on 11 de setembro de 2009 11:13 disse...

Concordo plenamente com a Camila, qdo menos esperamos é que acontece...em tudo na vida...Adorei o título do blog "O diabo veste qualquer coisa" =D No meu blog escrevi sobre isso nos posts "candidata mediana" "não tenho intuição feminina" "Ugly Betty do RH". Bjim

mulherpolvo on 11 de setembro de 2009 13:10 disse...

Amicãn, quando eu vim aqui pra esa emergencia do SUS toda " me achando a funcionária pública"
Dei de cara com uma chefe dessas. Só que hippie, lésbica e muito severa.
Sempre apresentou um trabalho excelente e cobrou de mim a excelencia. Ela já foi embora aposentada, mas devo à ela, eternamente, por ter me ensinado o significado da palavra "servidor público"
Eu a amo, mas nunca tive coragem de contar...heheh
Beijinhos e bom finde!

Crazy on 11 de setembro de 2009 13:25 disse...

Concordo com a Camila e a Karina:

qdo menos esperamos é que acontece...em tudo na vida...[2]

Já tive uma chefe assim... mas, ao contrário da sua, não era uma pessoa para se admirar, ela não era uma ótima profissional e tinha sérios problemas psicológicos, tanto que posteriormente acabou sendo mandada embora por justa causa por destratar os funcionários, humilhar etc... Eu sempre me impus muito a ela, por isso eu fui uma das que ela menos pisou... Mas, mesmo assim, aguentei 5 anos ao lado desse ser, e talvez por isso hj eu tenha um certo "trauminha" de trabalho fixo (passei a trampar como autônoma quando saí de lá, e nunca mais quis ter chefe, mesmo sabendo que eu teria salário fixo, benefícios e outras coisas q não tenho agora). Bem, mas boa sorte prá vc, sua chefe parece ser apenas rígida, e não descompensada rs Só fiquei curiosa prá saber que raio de emprego é esse em que só se trabalha 3 dias por semana e tem que ir de cabelo escorrido! Se der, mata minha curiosidade lá na comunidade do orkut hehe
bj

Deja disse...

Oi, adoro mulheres de uniforme.

Querendo uma massagem nos pés, sussurre meu nome.

teresafur on 12 de setembro de 2009 18:46 disse...

minhas chefes mulheres eram o cão, nem todas competentes, mas sentia que rolava uma disputa meio velada...

já o onde estou hj devo ao meu pior chefe (homem), sim, apesar de sofrer perseguição, pressão, dele descontar tipo toda raiva do mundo em mim, sou extremamente grata, me fez muito forte e não ver o que eu queria da vida, mas o caminho para eu encontrar...

bjoks

Bel on 12 de setembro de 2009 19:22 disse...

só uma vez na vida tive chefe mulher, e realmente foi a peor, de todos os chefes que já tive. Mas nunca passei por algo assim como vc! deve ser cruel! Guenta Helen, vai valer a pena!

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino