terça-feira, 15 de setembro de 2009

O cansaço de ser eu mesma

Deve ser coisa de mulher. Pelo menos uma vez por semana eu descubro que PRECISO mudar. Mudar de vida, de visual, de profissão, de guarda-roupas, de estilo musical, de roupa de cama, de acessórios, de cor e corte de cabelo, de costumes, de hábitos, de peso, de amizades, de estilo musical, de família, de cor de pele. Se eu pudesse ser um Mutante, gostaria do poder da transformação. X-men Camaleoa, às ordens.


Como sou uma mocinha, a parte estética acaba roubando 75% da cena nos desejos de mutação. Ainda bem que o pouco de sanidade me impede de fazer as cagadas que já imaginei no cabelo. A falta de dinheiro para torrar com beleza, também. Já quis ter moicano, cabelo azul, chelsea, raspado com tintura de oncinha, vermelhão, super hiper curto, e mais um pouco. Nessa brincadeira já fiz cagadas.

Na adolescência fiz tranças afro no começo do cabelo. Para que? Sei lá, eu gostava de Natiruts, deve ter sido minha inspiração do ô-ô-ô Natiruts reagge power che-gô hahahaha. O resultado?


foto toscamente escaneada e estragada pelo tempo. nossa, eu era tão mais magra. que dor.

Levemente cute. Mas quase fiquei careca porque deixei as tranças por tempo demais e quando as soltei foi caindo um misto de cabelos nojeeeentos, cheios de caspa e eu quis morrer. Se alguém pensar em fazer isso, mas for nova e meio sem cuidado com a vida, lembre-se que cabelo oleoso emaranhado na sua testa = MUITA caspa. Eca ²³¹³²³

Também já descolori mechas na lateral. Sou morena e tenho cabelo castanho, mas quis mechas louras, ou melhor, brancas saindo das têmporas. Resultado?


o rosa não é blush, foi descolorante que encostou na pele, virou ferida, juro.

Super cute. Até que na quarta ou quinta retocada de água oxigenada meu cabelo resolver quebrar perto da raiz e me deixar com um look Sinnead O'Connor nos lados. Chorei litros segurando meus cabelos elásticos (parece borracha, gente, estica muito) e branquelos. Minha mãe me deu esporro e eu chorei mais, porque ela tinha razão, eu deveria ter esperado meu cabelereiro voltar de viagem e fazer com ele, já que não levo jeito pra DIY de cabelo. Odeio até hoje quando minha mãe está certa e eu não.

Para me consolar, resolvi deixar minha franja marca registrada crescer novamente. Mas, meu cabelo sofre de crescimento acelerado e logo virei Yorkshire. Lembra do cão com franjinha na cara? A-mesma-coisa. estava desempregada e preferi gastar meu dinheiro em bebida e aparar minha franja em casa. Ha.

(nenhuma foto, apenas lágrimas)

Chamo esse dia de "O Desastre da Falta de Coordenação Motora". Fiz uma escadinha de franja com um buraco no meio. Uma espécie de Emo da Favela Revisited. Choreeeeeeei a vida, o que apenas confirma minha teoria emo. Não dava pra disfarçar muito, passei duas semanas usando tic-tacs variados para segurar as pontinhas de cabelo para trás, com um pouquinho de gel para garantir que elas permanecessem ali, quietinhas.

Bom, esse momento revival todo aconteceu porque hoje reparei no frizz lôco de bala do meu cabelo, que está crescendo. Parece que levei um choque e saí andando pelas ruas. Daí pensei, vou ali na lojinha de cosméticos da esquina e compro um daqueles óleos quentes defrizantes. É só passar no cabelo e esperar alguns minu..... NÃÃÃÃÃÃÃÃO.

Chega de sofrer, vou marcar salão pra sexta-feira.

xxx

Conte suas cagadas para mim, preciso me sentir menos incompetente hahaha
patsy@corporativismofeminino.com

Aproveita para adicionar as Corporativetes no Twitter e Euzinha também.

E tem promo nesse link AQUI e mais outra AQUI!

Besos,

Patsy

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Patsy às 00:15

21 comentários:

Cin Soares on 15 de setembro de 2009 02:24 disse...

Poatz mulher, sofro do mesmo mal que você!

Eu sou uma insatisfeita com o meu cabelo, então eu faço de (quase) tudo nele... Já coloquei ele rosa, azul, roxo, preto com vermelho, já foi curto, comprido, com franja, sem franja. Só não fui careca porque não acho que ficaria bem assim, mas a maioria das coisas quem faz sou euzinha aqui. É claro que no dia seguinte (ou 10 minutos depois) eu corro pro cabelereiro pra ele arrumar o que eu tentei fazer... Agora eu dei de ter uma franjinha tipo pin-up, mas o que era pra ficar na altura do nariz, ficou na altura da sombrancelha e eu quis morrer por isso! Ela não está torta, mas to achando esquisito pra dedéu, então ela vai ficar presinha até eu fazer progressiva!
Mas olha, incompetencia capilar todas teremos até o dia em que fizermos um curso no Soho! hahaha

Deja disse...

Acho você muito bonita e com um belo visual, mas suas tranças afro eram terríveis.

Bem, e eu amo essa capacidade das mulheres se transformarem, pra mim sempre foi como ter uma namorada nova todo mês...

Cabelo azul, vermelho, laranja... penteados diferentes, tattoos novas. Super sexy.

Algo mais conservador também me agrada...

Bel on 15 de setembro de 2009 09:52 disse...

É Patsy, não volte pra fase das trancinhas não, por você. hahahaha

Maldita Futebol Clube on 15 de setembro de 2009 10:22 disse...

Pois é Patsy, mulher de fases, complicvada e perfeitinha....mas é assim... a mulher nunca está satisfeita consigo mesma por mais bela que seja, mas pelo pouco que vi, acho que vc tem que estar super na boa consigo mesma, pois é gata! beijão quero ver as fotos do novo look,Leandro

Patsy on 15 de setembro de 2009 10:58 disse...

Gente, até hoje não entendi as trancinhas. Mas, ó, releva porque eu tinha 16 ou 17 anos, algo do tipo. Minha cabeça era oca, um terror hahaha

Grazi on 15 de setembro de 2009 11:48 disse...

Deja, admita: "MULHER te agrada".

De qq jeito e cor de cabelo. Sendo mulher, agrada vc!

Estou errada???


xD

Drika on 15 de setembro de 2009 12:05 disse...

Minha mae ja passou tanta porcaria no meu cabelo, que a sorte é que ele é muuuuito forte, aguenta qualquer pancada..bem mais ou menos...pq a ultima progressiva que fiz deixou meu cabelo sem vida e esticaderrimo!
Meu muito engracado seu post, corra para o salão amiga que o bicho ta pegando.

Bju

Deja disse...

Grazi, que imagem é essa a sua de mim? Quem tom é esse?





Está parcialmente certa.

Anamyself on 15 de setembro de 2009 17:24 disse...

Nossa, nunca fui muito de mudar, não. Acho que fui mudando de acordo com as vontades do universo.

Também tenho umas vontades bizarras, e a falta de grana me impede. Se eu tivesse rica, já teria feito plástica, depilação a laser, milhões e milhões de cabelos diferentes....

Ai Ai.

Tb já fiz trancinha. Por pura praticidade: tenho cabelo cacheado, e dá um trabalho que VOU te contar, viu. A Bel pode atestar. Hahaha

E aí fiz trancinhas. Da primeira vez, ficou ótemo. Mas soltei tudo logo, com medo de zoar meu cabelo. Nas outras vezes, não deu mto certo. O cabelo próximo à nunca soltava muito rápido, e acabava enozando geral.

Já pensei até em faz dread, mas ter que raspar o cabelo depois TOTAL me fez miar.

Carlinha Said on 15 de setembro de 2009 21:30 disse...

Eu já fiz MUITA coisa no meu cabelo, só não fiz mais, por que mamãe tinha medo de estragar meus cachos e papai comer o fígado dela..Enfim, alisamento, relaxamento, tintura...Agora, adotei meus cachos curtos...sim, uso ele semi-afro, na nuca,pior que ficou bonitinho!? Mas agora estou na sina pra deixar crescer...Estou me controlando pra não cortar [sim, desde que cortei - eu mesma - a primeira vez, viciei e quero de novo, toda hora e sempre!]


beijoss

Bel on 15 de setembro de 2009 22:44 disse...

comentando direito agora:

Sempre quis ter cabelo liso pra pintar e bordar com ele, mas com essa juba que deus me deu, impossível. Até um corte novo eu tenho medo de ousar e deixar o que era ruim, ainda pior.

Dá um trabalho que VOU te contar, viu [2]

Por outro lado, não gosto de mim com o cabelo escovado, se tivesse uma forma de alisar "forever" eu o faria por pura praticidade, mas como não existe nada "definitivo", tudo tem que ser retocado dentro de poucos meses, eu prefiro deixar assim mesmo, pq saco pra ir em salão direto eu não tenho óh.

♥ Erika Saab on 15 de setembro de 2009 23:30 disse...

Nossa! Tenho tanta história de cabelo para contar...Quando eu era mais nova vivia fazendo loucuras no cabelo, tudo começou na adolescência, quando eu e as minhas amigas, fazíamos mechas nos cabelos com papel crepon! Depois comecei a querer ficar loira, porque sou muito branca e meu cabelo é escuro, então a minha mãe e a minha avó achavam que eu ficava melhor com o cabelo claro, só que em vez de ir no salão e pintar direito descolori em casa, no início eu gostava, mas aí enjoei! Quem disse que saía? Eu pintava de castanho, mas ficava ruivo, aí gostei do ruivo e resolvi assumir o vermelho mesmo, fui ruiva por longos anos e comecei a namorar um rapaz que não gostava de loiras, namoramos 4 anos, quando terminamos, a primeira coisa que fiz foi pintar de loiro de novo, só de raiva kkkkk, dessa vez fui no salão e fiz luzes, ficou lindo, mas estragou o meu cabelo que é liso e tem o fio fino, ou seja, quebrou todo, ficou elétrico...Cansei de ser loira e resolvi assumir a cor natural, pintei de escuro de novo, aí conheci meu atual marido, que acha lindo mulheres bem brancas com cabelos escuros...Tanta confusão para encontrar quem me amasse exatamente como vim ao mundo rsrsr O problema é que as luzes não saem, tenho que ficar escurecendo e ir cortando à medida que o cresce...Agora estou feliz com o cabelo que Deus me deu e só estou tratando dele, para que se recupere das besteiras que fiz ao longo da vida!

Leonor ;) disse...

Simplesmente AMEI o seu cabelo com a mecha lateral. Tenho uma parecida, aliás, tinha porque ela está pela metade e é na franja, tipo o cabelo da vampira do X-men, aconteceu comigo igual ao seu cabelo, quando consegui deixar ela branca e LINDA, simplesmente quebrou e quebrou e derreteu!! Mas a amo mesmo assim, to rehidratando porque logo menos ela estará de volta linda branca e inteira!!

Linda Carioca on 16 de setembro de 2009 00:37 disse...

Menina,tu é corajosa ! Eu não curto mudanças... aliás, o máximo que eu fazia era cortar chanel em todas as alturas. Beijos !

mulherpolvo on 16 de setembro de 2009 07:13 disse...

Quéridan, aos trinta e quatro anos, já fiz incontáveis cagadas com meus cabelos... E eles são cacheados...
Imagina então quando eu fiz progressiva e lancei um platinun blonde? Quebrou tudo, fiquei parecendo uma... (deixa pra lá)mas te falo, os gatchenhos cairam em cima de mim, todos me queriam. Porque eu parecia uma...(aquilo mesmo, a profissão mais antiga do mundo)
Minha ousadia capilar hoje é um tictac diferente, um arco deoncinha e olhe lá. Já sou mãe, pega mal...

Grazi on 16 de setembro de 2009 08:54 disse...

Ai Deja... brincadeirinha. xD

Disse isso pq vc disse que te agrada tanto mulheres com visuais mais 'diferentes e rebeldes' quanto visuais mais conservadores, ou seja, acabou englobando todas mulheres xD.

beijomeliga.

Manu on 16 de setembro de 2009 09:12 disse...

Poooorra, eu doida pra mudar o cabelo e leio isso aqui.
Mas espero que dessa vez eu n faça merda.

Heleninha on 16 de setembro de 2009 09:27 disse...

eu não posso pintar o meu, então me realizo cortando e cortando MUITO. Já tive o cabelo de milhares de jeitos. Ele parece mato deu 45 dias ja perdeu o corte la vou eu picotar de novo. Cagadas... JA PERDI A CONTA
a ultima me fez repensar e eu fiquei um ano emeio sem mexer no cabelo, um recorde!

adorei o post
bj

Deja disse...

Grazi... s2 s3 s4

Estefânia on 17 de setembro de 2009 15:16 disse...

é garota...
final de noivado (aos 19 anos gente... caiu um raio na minha cabeça e disse: fique burra!!!) = ficar de cabelo preso por dois meses... fiz um corte que me deixou parecida com o xororó nos áureos tempos!!
cantinho da vergonha pra mim...

Anônimo disse...

Eu tava cansada do meu cabelo castanho arrumadinho , todos pensavam que eu muito novinha e isso nao estava dando muito certo.Entao resolvi pintar uma mecha de loira...até que gostei , o pior foram os comentarios idiotas dos meus colegas de classe , meldeus tenha dó , meu apelido de vampira passou pra chimbinha do calypso .kkkkkkk pelo menos fiquei parecendo mais velha e com meu estilo roqueira . :)

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino