quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Desdém não é afrodisíaco


Boa parte ou TODA a população, sem distinção de gênero, quer ser pisado. Uns não querem ser pisados acintosamente, neste caso o "pisar" exige o uso de pantufas ao invés de salto agulha. No outro caso, salto agulha seria o mais apropriado. Mas todos estranhamente gostam.

Digo "estranhamente" porque vim com um tal defeito de fábrica - Como se não bastassem as pernas tortas. Eu não consigo encontrar ânimo/interesse/paixonite/tesão por alguém que me trata mal, com desdém ou algo assim. Se quer me afastar de você basta ser cruel, não ligar, não se preocupar e me fazer mal. Simples assim. Não entendo porque funciona diferente para a maioria das pessoas. Não que eu vá me apaixonar pelo Shrek só porque ele decidiu cuidar de mim. Mas eu olharei com mais atenção para ele, certamente.

Talvez tudo tenha começado na infância, quando me apaixonei pelo garoto que sentava na segunda carteira escolar. Como eu era uma das mais altas, sentava ao fundo e, é, nossas alturas eram destoantes. De forma que ele me achava horrível (e era mesmo) e eu, tolamente, estava apaixonada por um tampinha. Enfim, sofri toda a humilhação que se pode sofrer quando se é desengonçada no ginásio (bullying, estamos aí) e, ali, com pouco mais de 10 anos eu entendi "Não quero ser trouxa!". E o Luiz foi a última pessoa que me pisou de kichute...

Embora eu use o desdém para seduzir garotos desavisados, a tática não cola comigo. Dia desses, um ex-paquera ressurgiu no meu msn "Você está solteira mesmo? Quer dizer, a gente poderia ter namorado naquela época". Agora que as coisas haviam esfriado e ele morava em outra cidade, nós poderíamos agir como duas pessoas que não tem interesse físico na outra. Então, acabamos por conversar sobre o dia fatídico que nos conhecemos. Ele confessou "Nosso beijo encaixava, até nosso signo, segundo você, era apropriado... E por que você começou a namorar outra pessoa?".

Respirei fundo para não xingá-lo, pois na época eu tinha nutrido um interesse monumental pela criatura. O fato é que no dia anterior quando liguei para ele (sim, eu quebro o protocolo), ele disse que não estava a fim de sair e eu entendi o óbvio: Ele não estava tão a fim de mim. E, sabe, eu não ia amargar um sábado em casa e sai. Até porque sair faz o telefone tocar exaustivamente. E nessa saída, conheci alguém bacana e que me tratava bem... Comecei a sair cada vez mais com ele e começamos a namorar. Simples assim.

Alguns dias passaram e o ex-paquera faz o convite: "Vamos sair hoje, vou te buscar no trabalho". E eu respondo, meio vitoriosa, meio triste: "Estou namorando". E onde quero chegar com toda essa falácia? Tratar-me com desdém, fazer-se de difícil não funciona comigo. Vou achá-lo menos bonito, menos interessante... Desdém na velocidade 5 não é comigo, nem a 1 funciona.

E não me orgulho dessa postura, afinal seria interessante lutar por alguém com determinação. Encher-se de coragem para conquistar o ser desejado ou algo assim. Mas, não, prefiro a qualidade que para mim é irreparável: Apaixonar-se por mim.


E vocês gostam de ser tratadas com desdém e conquistar o que é difícil ou são como eu?


Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Sarita às 00:09

24 comentários:

Aninha disse...

Ahh...a verdade é que ninguem quer ser tratado com desdem. Eu sou daquelas q "sisma" com alguem, q geralmente me dá bola ou corresponde... mas a gente começa a ficar e o principe vira sapo! mas e se a gente ja ta gostando, faz oq?!

essa é a questao, a maioria (pelo menos eu) nao gosta de ser pisado, mas quando as coisas param de ser como a gente quer, as vezes nao dá pra evitar sofrer...

beijos pra vcs

Anônimo disse...

Estou com vc nessa! Odeio ser tratada mal... Ninguém merece!
É estranho mesmo como a maioria das pessoas gostam, outro dia me peguei "pisando" em alguém, mas pq estava indignada mesmo e não por querer fazer joguinho, e não é q o cara colou? Aaaaffff!!!

Anônimo disse...

Zin!!!

Acabou de acontecer comigo!!!!!!
Um cara por quem eu era interessada está super atrás de mim AGORA. Agora que estou namorando.

Mas, eu dei a ele a chance de saber que podíamos ter algo (nem costumo quebrar protocolos, mas dessa vez eu até o fiz). E ele deixou no ar que não estava TÃO afim. Saí no fim de semana e conheci um fofo q hj é meu namorado.

Agora... bem... TOO LATE...

Meio vitoriosa, meio triste [2]

Uma pergunta p/ vc, Zin: Dentro de vc tb fica aquela coisinha chata se perguntando como teria sido? =/

Luuuu disse...

Sou assim tbm!
Se alguém me trata mal ou mesmo se não se mostra mto interessado, eu desencano na hora!!
Tô looonge de ser daquelas mulheres q se esforçam pra conquistar um cara, as coisas pra mim tem q acontecer naturalmente.

Deja disse...

Eu como sou "mimado", também só me interesso por quem me trata bem... nunca corri atrás de uma mulher, tudo sempre ocorreu de forma síncrona: O flerte, o clima... a paixão.

(Só que eu sempre dou uma travada quando meu interesse é grande, felizmente algumas vezes eu dou sorte da pessoa tomar uma atitude, outras não...)

Karina on 10 de setembro de 2009 09:26 disse...

Hum, com seu post parei para pensar...ás vezes sim, acho que me interessava mais quando me esnobavam, sei lá...outras vezes não...acho que não seguia um padrão...

Nanynha on 10 de setembro de 2009 09:37 disse...

Eu realmente achava que tinha um problema... Bastava o cara mostrar o mínimo de desinteresse que eu simplesmente perdia todo o encanto. E não acho que isso seja uma forma de querer as coisas fáceis, acho que é uma questão de respeito por si mesmo e pelos outros.

Prefiro gastar meu tempo conquistando alguém que também queira me conquistar.

Obrigada! Texto excelente! =)

Camila Miranda on 10 de setembro de 2009 09:59 disse...

Um dia desses, procurei no orkut a comunidade "Rejeição é afrodisíaco". Incrível como aquele carinha com quem você não quer nada, ignora as chamadas, dá inúmeros bolos sempre permanecerá apaixonado por você..
Um cara com quem namorei passou a me tratar mal simplesmente porque eu "dava atenção demais pra ele" e isto "o incomodava".
Claro que ele rodou.. Rejeição tá por fora, eu quero é ser bem tratada!
O melhos post do CF foi este, PARABÉNS, Zíngara...

Grazi on 10 de setembro de 2009 10:04 disse...

Hei!!
Eu não quero ser esnobada ou pisoteada, e muito menos quero que um fulano que eu realmente não to afim cole no meu pé.

Eu sou muito simples na hora da conquista se digo sim, é sim e se digo não é não ponto! Não sei pq inventam de fazer joguinhos que muitas vezes não sabem jogar.

Ah! E ficar com aquela coisa de pensar "será que teria dado certo" é atraso de vida. Viva o hoje minha filha!!

Bel on 10 de setembro de 2009 10:25 disse...

Se algum cara me desdenhar achando que vou gamar, tá lascado, hahaha..

Eu não fico me arrastando messsssmo, nunca fiz isso, nem pretendo fazer.

Amor próprio wins!

Zingara on 10 de setembro de 2009 10:48 disse...

Uma pergunta p/ vc, Zin: Dentro de vc tb fica aquela coisinha chata se perguntando como teria sido? =/

Olha, ando muito pessimista e não nutro nenhuma ILUSÃO em relação ao amor. Acho que teria sido a MESMA MERDA dos relacionametos anteriores. Sem futuro. Ele CERTAMENTE seria mais um ex da lista.

Cris Soleitão on 10 de setembro de 2009 10:59 disse...

Olha Zin, eu sou igualzinha a você!
Só que eu me orgulho dessa postura sim, já "lutei por alguém com determinação. Enchi-se de coragem para conquistar o ser desejado ou algo assim." E no que deu?!
As 3 vezes só fui chutada, chutada e chutada. E o pior, não aprendia a lição.
Da última a queda foi tão forte [além de ter sido forte, dispensei o tal 'cara certo' do post da Bel por causa do babaca] que aprendi: agora ou me trata bem ou nada feito!!!

O último cara que fiquei conheci numa saída com as amigas. Um doce... super atencioso. me ligou, me add em todos os contatos imaginaveis [orkut, msn, twitter, etc].
Depois de um tempo ele, sem + nem - desapareceu... Mandei uma mensagem pra gente combinar de fazer algo no fds e ele não respondeu. Minhas amigas ficaram com medo da minha reação, mas eu mudei!

To nem aí... desencanei... bola pra frente... a fila anda!!!
E, atualmente, to muito bem no meu cantinho, sozinha... Até aparecer alguém que valha a pena investir. De idiotas metidos a besta quero distância!!!

Bjos

Mel on 10 de setembro de 2009 11:24 disse...

Para acabar com minha auto-estima, basta meu espelho. Não suporto esses joguetes, o que eu preciso é de segurança.
Se a pessoa age com desdém é garantia de que fujo na hora. E nem adianta vir com conversa depois. Perrrdeu

D'touka~chan on 10 de setembro de 2009 12:08 disse...

Ja passei por isso, ja corri atras. Agora não faço mais, se me quer demontre.

Anamyself on 10 de setembro de 2009 12:32 disse...

Acho que o que eu curto de verdade é uma bela paixão platônica. Sérião. Mostrou desinteresse completo? Gamei.
Me tratou super bem? Desinteresso.

É bem deprimente isso... Mas é a realidade.

Anônimo disse...

"afinal seria interessante lutar por alguém com determinação. Encher-se de coragem para conquistar o ser desejado ou algo assim."

Não é verdade.
Aliás, até pode ser, mas isso não tem nada de honroso. Lutar por um amor 'falido' é perda de tempo e, depois que acabar a paixão, você vai se sentir muito bem por não ter acontecido nada.

EExperiência própria pride.

Deja disse...

Se me esnoba ou rejeita de qualquer forma, eu pego rancor.
Não adianta nem mudar depois... Agora se me tratam com carinho, delicadeza, abano o rabinho.

Nunca entendi o "pisa que eu gamo". Bizarro.

Rossana Fernandes on 10 de setembro de 2009 16:04 disse...

OI
Gostei tanto do texto que publiquei no meu blog. Mas, esta devidademente creditado ok?

Um beijos

Naaaany ☼ on 10 de setembro de 2009 17:12 disse...

desdém é o fim ;
eles generalizam porque tem mulher que gosta ¬¬

Babizinha on 10 de setembro de 2009 19:28 disse...

Sou extremamente carente e, por isso, adoro receber elogios, alento, longas conversas seguidas de grandes silêncio - sem sentir neura ou vergonha por estar calada, e o primeiro indício para eu gamar, é colocar um apelido carinhoso.
Sinceramente, não nasci para aceitar desprezo, mas consigo agir friamente, mesmo que o sentimento bata mais forte.
Ótimo texto!

Drama Queen on 10 de setembro de 2009 22:06 disse...

Não me arrasto no pé de ninguém, mas acho o mais difícil mais legal :P

#prontofalei

Zingara on 11 de setembro de 2009 11:19 disse...

Deveria ter postado o Funk, digo, forró da Norminha "Vc não vale nada, mas eu gosto de vc". Affff

teresafur on 12 de setembro de 2009 18:38 disse...

Ninguém gosta de ser tratado com desdém, mas quando tem muitos obstáculos o negócio parece que fica mais interessante... sou dessas, confesso... estou em torno de 1 ano em tratamento intensivo, numa luta interna... dificil é, mas inda naum me dei p vencida, enquanto n me interessar p alguém "fácil" digamos assim non desisto ahahahahahha

bjoks

Carlos Marques on 22 de março de 2012 12:30 disse...

adorei o post, é importante termos conhecimento acerca das atitudes que podemos ter e o que podemos melhorar para viver uma vida melhor, deixo uma sugestão, acho que uma parte importante da vida é o amor e como podemos apimentar a nossa relação com outra pessoa, aconselho alguns afrodisiacos naturais que podem dar essa força pois me ajudaram http://www.clinicaintima.com/

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino