sábado, 26 de setembro de 2009

Como NÃO reagir a um término

Mulheres e homens reagem de maneira diferente a um término. Não que isso seja absoluto, claro, sempre haverá exceções. Pode ser que uma mulher termine numa boa, pode ser que um homem dê uma de maníaco e passe a perseguir a mulher, porém, devemos admitir que, na maioria das vezes, nós mulheres fazemos o papel de malucas perseguidoras.

Ele não te quer? Coitado, não é? Afinal, segundo a filosofia barata de Orkut: “Sou +eu se você não é, azar o seu!!!!!!!!!!!!!!”. Meninas, eu sei que devemos ter muito amor próprio e, obviamente, achar que só o cara perdeu com o término. PORÉM, já passou pela cabeça de vocês que o cara simplesmente pode ter terminado porque viu que aquela relação não estava fazendo bem a ele? Eu sei, existem os que terminam porque querem galinhar ou porque não querem assumir um compromisso sério esses merecem barracos infinitos HAHAHAHAHA, mas devemos considerar a possibilidade de o cara terminar apenas porque não imagina o futuro dele com aquela mulher. Será que o rapaz merece ser recriminado só porque resolveu escolher o que é melhor pra ele?

O amor próprio tem um lado sombrio, eu posso até chamá-lo de “o outro gume da faca”. Nosso amor próprio tem que ser exaltado, devemos mostrar que o possuímos? Claro. Mas tenha a consciência de que colocar a seguinte frase “E aí, Ka, ontem foi massa, né? Muitchos gatchinhossss!!!!!!!!!” no messenger não vai te fazer uma mulher madura perante os outros. Muito pelo contrário, vai parecer uma chata com dor de cotovelo, que tenta mostrar que a vida sem o outro é melhor.

Sinceramente? Qual o problema de deixar a tristeza transparecer? Normal. Você passou alguns meses ou anos com alguém que te fez feliz. Se terminou, paciência. Um dos dois ou os dois achou que não tinha mais futuro. E por isso que agora você vai ligar pro cara dia-sim-dia-não só pra ouvir ele atender o telefone? E por isso você vai colocar frase/música/citação de mal amada no Orkut só pra todo mundo ter consciência de que o Fulano te deixou?

Respeite o período de dor. Machuca alguns meses, mas uma hora passa. Etapas existem na vida de todo mundo, não vai ser diferente com você. Para que venha uma fase feliz, com um possível amor à vista, é preciso que você tenha sofrido e aprendido com todos os erros que cometeu. Não adianta atropelar fases.

Vocês não sabem com que moral eu escrevo esse texto. Nenhuma, quase zero mesmo. No auge dos meus 17 anos, já fiz todas as merdas relatadas e mais um pouco, se duvidar. E, hoje, podem ter certeza, eu tenho muita, mais muita vergonha mesmo de um dia ter renunciado a minha dignidade. Amém que mudamos de idéia e comportamento com o tempo =)


Então, antes de resolverem ligar para o cara às 4 da matina, pense bem. Antes de mudar o nick do MSN, o seu about me no Orkut, twittar suas dores de cotovelo, pense bem também. E, MUITO, muito cuidado mesmo para não se abrir com algum amigo ou amiga do cara. Lembre-se! Eles já eram amigos do seu ex antes do término. Na maioria das vezes, vão continuar sendo amigos dele. Se você não se importa em ver a sua dor de cotovelo estampada por aí, ótimo, mas eu me importaria.



Para me contar que fez/faz da vida do seu ex um inferno: analia@corporativismofeminino.com

Sigam-me, é só clicar AQUI!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anália às 00:01

13 comentários:

Galarina on 26 de setembro de 2009 03:55 disse...

Querida: do auge dos meus 29, de um casamento desfeito, de um namoro recém terminado e mal resolvido: poucas coisas escritas a respeito são tão lúcidas. Go ahead.
Entender, aprender e respeitar o tempo de luto de cada um é uma batalha - para cada um e para os próximos. A gente sofre com o sofrimento alheio! Mas é preciso aprender também a sofrer com a sabedoria de que um dia vai passar...

Galarina on 26 de setembro de 2009 03:56 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
.Intense. on 26 de setembro de 2009 09:51 disse...

Prefiro não comentar com ele sobre isso hj - já que agora ele é atual de novo - mas essa dignidade (digamos assim) eu mantive qdo terminamos. Meu blog é território neutro e, lá, enquanto estive triste, sofri, senti saudade, descobri coisas feias...falei. Mas sempre alertei e alerto pra quem que seja: o blog é meu, é secreto, então eu escrevo oq eu quiser. Agora orkut...barracos...ligações de madrugada...teve nada disso. Pelo contrário, qdo ele se aproximava, eu conversava horas...acho que era amor reprimido. Mas ao mesmo tempo, qria muito esquecer que ele existia...

Foi o término mais doído que vivi. E, nesse ponto, reagi bem...espero q, caso tenha que passar de novo, o ensinamento esteja novamente aprendido...

;)

A Aquariana on 26 de setembro de 2009 11:46 disse...

Geralmente eu termino e arrumo outro rapidinho, hehehe
mas ultimamente tenho mudado meus conceitos sobre isto!!
as minhas frases no msn são sempre provocativas mas pouca gente entende...
é isto aí, cada um reage de alguma forma e se foi bom e o término doeu, acho que a pessoa, desde que preserve a classe, tem razão em reagir da pior forma possível!!!
bjs

Solange disse...

anália tem 17 anos?! COMASSIM GENTE

Renata Bittes on 26 de setembro de 2009 19:21 disse...

Nunca fiz nenhum escândalo qnd terminaram comigo. Mas meu ex deu trabalhinho, n parava de me seguir querendo voltar. Ainda bem q n fiz isso qnd terminaram comigo pq qnt a pessoa mais insiste menos vc gosta dela, perde o respeito sabe. Pq normalmente qnd vc termina, vc quer ar pra respirar e a pessoa insiste em te sufocar. É um saco!

Concordo com vc q a gente tem q passar pelas fases msm. Tem que chorar e sofrer pra liberar td e ficar aberta para novas experiências.

Visite meu blog dps

;)

Bel on 26 de setembro de 2009 22:12 disse...

Nunca dei vexame. Juro.

/Orgulho

Anônimo disse...

Simplesmente perfeito! Já vi cada coisa... affff!

Anália on 26 de setembro de 2009 22:20 disse...

17? Quem dera! 23 mesmo =/

meus instantes e momentos on 27 de setembro de 2009 07:00 disse...

muito bom o post.E salvo raríssimas excessões, todo mundo reage igual.
Um bom domingo pra vc.
Maurizio

Deja disse...

Já deram barraco comigo, me ameaçaram de diversas formas... Se eu deixo de gostar, termino mesmo, não sou obrigado a ficar do lado de ninguém, não sei porque tem gente que não entende isso.

Daniel disse...

Muito bom esse texto. Por mais que doa as meninas devem guardar pra si mesmas os sentimentos de dor. Eu amava muito uma menina e tinha intenções de casar com ela, mas as coisas ficaram muito ruins e tive que terminar. Ela agiu tão mal que, o que era duvida pra mim (terminar o relacionamento) virou uma certeza que tinha feito a coisa certa.

alecrim75 on 30 de setembro de 2009 09:42 disse...

Até hoje não causei aborrecimentos ao término de relações. Também nunca fizeram isso comigo. Já sofri bastante, chorei demais, só isso. E nada como uma boa psicanálise, viagem ou trabalho para nos ajudar nessas horas, funciona.

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino