quarta-feira, 23 de setembro de 2009

As frigideiras do mundo

Anamyself_Picinguaba
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho...
Wave (Tom Jobim)
SERÁ MESMO?

Nós, os solteiros - nem estou considerando estado civil - não somos poucos. Somos muitos. Lotamos baladas. Lotamos micareta. (Ok, na verdade eu não me incluo nessa última). Beijamos quem bem entendemos. Bebemos, gritamos, damos vexâme, sem medo de ser feliz, sem namorado para reprimir, sem crise de ciúmes, sem relacionamentos complicados na cabeça. E sim, sabemos os lados negativos. Mas tentamos conviver com isso, já que só temos duas escolhas: namorar qualquer um ou continuar à procura do cara certo.

Tudo muito lindo. Mas, tem gente que não sabe lidar bem com isso, e acaba namorando a primeira pessoa que cruza seu caminho: alguém que não significa muita coisa, que não tem aquela pegada, que não a faz feliz, que não tem uma conversa tão legal. É só pra não ficar sozinha. Mas, no fundo, muitos desses solteiros queriam mesmo é estar namorandinho, num jantar romântico, abraçadinhos a alguém. Muitos, mas não todos. Assim como tem muito namorado que só quer terminar, mas por motivos X, continua suportando um relacionamento desgastado e inútil. Todos conhecemos casos semelhantes. Pessoalmente, conheço vários.

Já não basta a carência que faz a galera sair pegando geral e ainda vem a sociedade nos humilhar. A la Bridget Jones mesmo, sabe? A família acha que você vai morrer solteirona, e acha que isso te faz infeliz. Conhecidos que não te encontram há tempos vão logo perguntando "e aí, tá namorando?". Amigos ficam oferecendo encontros às cegas para você. Querem te apresentar não sei quem. Ô mania chata. Se eu quiser ser apresentada a alguém, eu peço. Simples assim.

Nunca namorei, e nunca quis me matar por causa disso. Lógico que são incontáveis as vezes que morri de inveja dos casais apaixonados. Mas também são incontáveis as vezes que a namorada apaixonada veio reclamar para mim que o namorado apaixonado era grudento e ciumento. E eu me senti bem por ser solteira. Um problema a menos pra minha vida, sabe?

Mas sabe o que me deixa puta? É perceber como solteiros são tratados como inferiores. Exemplo:

Viagem com a galera. Tem 1 casal e 10 solteiros. A casa tem 3 quartos. Vocês acham justo o casal ficar com o quarto de casal no bem-bom e com toda a privacidade do mundo, e o resto ter de se enfiar onde der, nos outros dois quartos, sendo que todo mundo pagou a mesma coisa pelo aluguel da casa?
Não, isso não é justo. Se o casal quer privacidade, que alugue um quarto só pra eles. Ou vá para um motel. Mas obrigar 5 pessoas a dividir um quarto de 10 m² com apenas 1 beliche, só pro casal poder ter intimidade, no meu universo tem apenas um nome: FILHADAPUTAGEM.

Aí você está no trabalho. Todo mundo combinando de sair com o namorado, e aí alguém pergunta pra você se VOCÊ tem namorado. Você diz que não. E todo mundo olha com cara de dó, como se você tivesse assinado seu atestado de fracasso.

E é aquela coisa: mulher que passou dos 40 e é solteira a sociedade enxerga como:
a) homossexual
b) frustrada

Injusto, injusto, injusto.

Desde quando felicidade e sucesso estão diretamente ligados ao fato de não estar solteira?

Não estou dizendo que casais são a escória. Muito pelo contrário: choro horrores em filmes, séries, novela e até comercial que mostram personagens que se gostam de verdade e ficam juntos. (Nota: estou assistindo The Office, e Pam e Jim juntos são TUDO. Chorei quando Ross e Rachel se beijaram pela primeira vez, chorei litros quando Chandler e Monica se pedem em casamento, etc, etc).

Só fico bem puta de ser tratada como inferior por não ter namorado.

FIM.

Frigideiras do mundo (panelas que não encontram suas tampas, sacou? sacou) UNI-VOS!
Conversemos sobre nossa solteirice!

E vocês, o que acham disso tudo? Concordam que solteiros são discriminados? Já passaram por situações semelhantes? Acharam a tampa da sua panela? Me contem tudo, tudo, tudo!
Me manda e-mail!
Follow me!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anamyself às 00:01

39 comentários:

Dama de Cinzas on 23 de setembro de 2009 07:50 disse...

Muito bom o post! Acho o mesmo!

Jules on 23 de setembro de 2009 08:30 disse...

Anamyself,

acho mais que a gente tem que ser feliz e aproveitar a vida! Sou solteira também e já passei por cada uma... Quando tentam me arranjar alguém é bizarro, hoje em dia choro de rir. Minha avó já chegou com telefone de um primo distante falando: ele é jornalista, como você. Hahahaha. Vê se pode? Só porque com a minha idade ela estava casada e com filho. Adorei o post...
Bjs

Bel on 23 de setembro de 2009 08:41 disse...

Tenho que confessar que só entendi o título no final, hahahah.

Adorei o post, concordo com cada palavra, odeio muito ser olhada como "coitadinha" só porque estou/sou solteira, como se vivessemos SÓ PRA ISSO. Vsf, everyone!

Thica on 23 de setembro de 2009 09:46 disse...

Já passei situações psicologicamente horríveis por me manter solteira, livre, leve e solta por mais de 2 anos, totalmente convicta de minha decisão. Duas situações para ilustrar:
1) Na balada com minha amiga-irmã tb na mesma opção de solteirisse, já no final de tudo (ficávamos sempre pro final pois éramos amigas dos rapazes da banda), chega um carinha e me chama pra dançar. Aceito e ele vem me bombardeando de cantadas e eu desviando. Ao final de tudo tive de dizer claramente a ele que não estava afim mesmo. Resposta mal educada dele "vc pensa que vai achar mais alguma coisa aqui? não vai não!". Era por uns e outros como ele assim que eu não estava a procura de nada mesmo.
2) Eu com meus 26 anos, um filho de 9, terminando a facul, com minha independência financeira mais ou menos boa, quase um ano depois de terminado um namoro de quase 5 anos e meu pai me diz: Você tá ficando velha, precisa casar logo.
Não é demais pra uma pessoa? Se eu tivesse sido fraca, teria sucumbido às pressões das pessoas ao redor, mas consegui manter minha paz interior e meu momento de auto-conhecimento (e um pouco de vadiagem) por todos os dias desses 2 belíssimos anos. Agora sou feliz por não ter procurado mas ter encontrado uma pessoa bem à medida do que preciso e quero.

Yatta on 23 de setembro de 2009 09:53 disse...

A discriminação é grnade, tanto pras mulheres, qunato para homens! Aliás, a parte de humilhação é beeeeeem grande pro lado dos homens. Tanto amigos quanot amigas ficam empurrando um monte de garotas pra cima de mim, mas, não tenho coragem de ficar com alguém só por ficar. Pra mim,s e for pra estar ocm alguém, tem de ter significado, tem de ter o clima certo, a pessoa certa, momento certo!

Tudo bem, não sou do tipo que consegue tomar iniciativa (quando namorei, quem tomoou iniciativa pro primeiro beijo,e até pro pedido de namoro não ui eu, foi ela X.x)...

Mas, realmente, forçar, mostrar inferioridade aos solteiros, é um problema que há na sociedade e que nos deixa sempre sendo pressionados pra baixo!

Thica on 23 de setembro de 2009 09:56 disse...

Já passei situações psicologicamente horríveis por me manter solteira, livre, leve e solta por mais de 2 anos, totalmente convicta de minha decisão. Duas situações para ilustrar:
1) Na balada com minha amiga-irmã tb na mesma opção de solteirisse, já no final de tudo (ficávamos sempre pro final pois éramos amigas dos rapazes da banda), chega um carinha e me chama pra dançar. Aceito e ele vem me bombardeando de cantadas e eu desviando. Ao final de tudo tive de dizer claramente a ele que não estava afim mesmo. Resposta mal educada dele "vc pensa que vai achar mais alguma coisa aqui? não vai não!". Era por uns e outros como ele assim que eu não estava a procura de nada mesmo.
2) Eu com meus 26 anos, um filho de 9, terminando a facul, com minha independência financeira mais ou menos boa, quase um ano depois de terminado um namoro de quase 5 anos e meu pai me diz: Você tá ficando velha, precisa casar logo.
Não é demais pra uma pessoa? Se eu tivesse sido fraca, teria sucumbido às pressões das pessoas ao redor, mas consegui manter minha paz interior e meu momento de auto-conhecimento (e um pouco de vadiagem) por todo os dias desses 2 belíssimos anos. Agora sou feliz por não ter procurado mas ter encontrado uma pessoa bem à medida do que preciso e quero.

Layla on 23 de setembro de 2009 11:04 disse...

Gente, concordo com voces, POREM, voces nao viram nada... em comparacao com o Marrocos os brasileiros sao felizes. Meu noivo era considerado solteirao, tinha 28anos quando o conheci!! La, o pessoal casa cedo mesmo, e quem nao casa, eh o resto!!
Sintam-se felizes. Bem diz o ditado... antes so que mal acompanhado! EU que o diga!!

Anamyself on 23 de setembro de 2009 11:08 disse...

Jules:
avó promovendo encontro às cegas é fim de linha! hahaha
Realmente, deve ser estranho ver a neta solteira e desencanada, numa idade em que ela já estava estabelecida, casada e com filhos.

Anamyself on 23 de setembro de 2009 11:09 disse...

Thica:

que baixo nível!!! Você mandou o cara da balada pro lugar que lhe convém? ABSURDO!
Dignidade é isso: manter-se solteira e não pegar qualquer um só para suprir a carência.
E pai fazendo pressão pra "desencalhar" é tenso.

Anamyself on 23 de setembro de 2009 11:11 disse...

Yatta:

é verdade, também rola discriminação com homens solteiros. Ainda por cima meio tímido, como você diz ser.

O importante é a gente não se render a esse povo que insiste em nos apresentar conhecidos. Pessoal força a barra sem dó!

Anamyself on 23 de setembro de 2009 11:13 disse...

Layla:

pois é! Em outras culturas, é ainda pior! Em muitos países orientais casa-se assim que vem a primeira menstruação! Imagine ser solteira com 20 e poucos anos num lugar desses!

Ainda bem que vivemos no Brasil, no século XXI.

Não que ainda não haja muuuuito coisa pra mudar....

Grazi on 23 de setembro de 2009 11:38 disse...

10 m² de quarto?? e tu acha ruim ainda???
Tsc tsc

Baixinha on 23 de setembro de 2009 11:48 disse...

é verdade absoluta. a maioria das pessoas acha q para ser feliz tem q ter alguem do lado, ngm está plenamente feliz e realizado sem um companheiro(a) do ldo, é logico q isso pesa mais pras mulheres neh, o tradicional maxismo q nos cerca...
viva as frigideiras felizes!!

Maldita Futebol Clube on 23 de setembro de 2009 11:56 disse...

solteiros são pessoas de exceção por isso são tratados como casos isolados, mas penso que cada panela tem sua tampa e mesmo aquela que ainda está destamapada, um dia, enfim, será coberta! beijos, leandro

Deja disse...

Não sei porque as pessoas pensam tanto em relacionamentos, falam tanto deles, vivem por eles... EXISTE SÓ ISSO NA VIDA? Se estou namorando e estou até tarde no trabalho alguém me pergunta "E a namorada? vai deixar ela sozinha?", cara, odeio grude... odeio sentir que minha vida é em função de outra, sempre quis alguém pra compartilhar algumas coisas, complementar outras...
E realmente, desde que me entendo por gente, atestam fracasso ou sucesso de acordo com o fato de estar só ou não. Se não tem namorada: fracassado.

Sem contar que a namorada ainda precisa ser "linda" para os outros, não basta ser pra mim...

Por isso eu prefiro mesmo é ficar isolado.


/deovoviradohoje

Juliana Marton on 23 de setembro de 2009 12:39 disse...

Adorei o post! :D

Muito a minha cara. Aliás, acho que esse é um dos assuntos mais recorrentes no meu blog. também nunca namorei e não sinto falta. É chato as pessoas não entenderem isso e ficarem com aquela cara de "coitadinha dela!". Sério! Fico possessa com essas coisas.

Super me solidarizo com você. E acho que quem namora deveria dar um tempo e parar de encher nossa paciência com essa conversinha mole. ;P

Beeeeijo. ;***

Ane on 23 de setembro de 2009 13:05 disse...

Faz um tempo que quero postar algo sobre como o povo só pensa em namoro.

Desde que terminei com meu último namorado,que meu tio,toda vez que aparece por aqui,pegunta se eu já estou namorando outro,falo que não,e lá vem a cara de 'coitada dela' ¬¬.

Minha avó disse que vou ficar pra titia.God,pq?

Devo confessar,que já pensei,algumas vezes,em namorar por namorar,inclusive com o último peguete,mas sempre acabo não fazendo,não vale a pena.
É que,mesmo sendo bom estar solteiro,e eu,realmente,gosto,bate,às vezes,aquele carência by TPM.

Viva a esperança de encontrar o cara certo o/.

beeijos ;**

.Intense. on 23 de setembro de 2009 13:11 disse...

Ahauahuauaua...ADOREI! e, pelo curto espaço de um mês, não tou no time mais mas sei exatamente do que se trata.

Fiquei aí...1ano e 2meses solteira, naquele esquema, solteira mas não sozinha, sabe? mas podendo ficar sozinha qdo quisesse, sair qdo quisesse, beber qdo quisesse, dar atenção qdo e pra quem quisesse...curti mto, aproveitei ao máximo. Aprendi mta coisa, descobri mta coisa sobre mim mesma...e agora voltei a 'me amarrar'. Mas como sei que a vida dá voltas e a gente sempre pode voltar a ser solteira, não ignoro que existe essa cobrança e nem que ela é um saco...

Oq mais me irritava era o pós fds no trabalho: povo só falava de namorados. Como eu era a única menina solteira, era minoria...tinha que escutar. ¬¬ Oq fez c/namorado, oq não fez, oq brigou, oq não brigou, onde casar, qual buffet, qual vestido, qual igreja...aaaaaaaaaaaaaaaah, um saco. Álias, ainda me irrita - não consigo participar desses papos mulherzinha, como se eles fossem os reis do universo. Sei que meus posts atuais, tão #mimimi, dão margem pra duvidar do que falo agora, mas o tempo solteira me foi importante pra descobrir tb isso: ninguém é rei da vida de ninguém, e vc pode ser MUITO feliz sozinha, rodeada de amigos, sem sentir falta de nada, tanto qto pode ser infeliz acompanhada, se sentindo limitada em todos os aspectos. Mas, só se o universo inteiro passasse pelos dois lados da situação pro povo entender e parar de enxer o saco de quem está (ou é, em definitivo)solteiro.

Mas...paciência. Vivendo e aprendendo...

Nah Garcelan on 23 de setembro de 2009 13:13 disse...

MEGA CONCORDO!

Páginas da minha vida on 23 de setembro de 2009 13:26 disse...

menina, concordo com vc em tudo!!!
destesto esse tipo de tratamento.hoje quando me perguntam, eu apenas dou um sorrisinho ,e saio andando.ignoro essas pessoas!

bjs

Débora Fonseca on 23 de setembro de 2009 15:31 disse...

Ser solteiro é gostoso mesmo, você sente aquela vontade de namorar, chora em filmes, novelas, inveja casais, mas quando para pra pensar que junto com aquela felicidade vem um zilhão de brigas, ciume e problemas, é pra repensar e se bah, continuar solteiro.
To muito bem solteira, obrigada. Passei por umas crises de abstinencia, subi, desci, escalei paredes, me pendurei no teto, no ventilador, nada adiantou. Decidi abstrair e agora me apareceu uma pessoa.
mas se vamos namorar?
bem, eu pretendo enrolar mais um pouco hahahahaahaha
adorei o post!

teresafur on 23 de setembro de 2009 15:49 disse...

ai moça, falou tudo, odeio ser minimizada só por não ter namorado... uff
sorte nossa, que sabemos que a vida não depende de outra :)

bjoks

Grazi disse...

Concordo com a idéia de "antes só que mal acompanhada". Estar com qq Zé Ruela só pra dizer que tem namorado não tá com nada.

Mas vcs solteiras convictas, mudarão de idéia e acharão que ter a quem amar é imprescindível assim que sentirem as borboletas...

Sim, eu era uma solteira convicta e... o destino me pregou uma peça!

meus instantes e momentos on 23 de setembro de 2009 19:02 disse...

gostei, bem escrito, inteligente, bem humorado.
Muito bom teu blog.
Maurizio

Isa disse...

"Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho?
Vivo tranqüilo, a liberdade é quem me faz carinho
No meu caminho não tem pedras, nem espinhos
Eu durmo sereno e acordo com o canto dos passarinhos"
Já diria Marisa, em Satisfeito...

Danielle Signori on 23 de setembro de 2009 23:38 disse...

oie! adorei o blog! curte acessórios de cabelo? passa na minha blogstore! http://www.signoritaccessori.blogspot.com/ bjus

Crazy on 24 de setembro de 2009 01:42 disse...

puxa, lendo esse seu post, percebi q posso estar sendo inconveniente com uma amiga minha, solteira desde sempre, para quem eu vira e mexe quero apresentar alguém... mas não é por mal, pois eu sei q ela gostaria de estar namorando. Mas já teve vezes na minha vida que apresentei pessoas para amigas que nem tinham dado a entender q queriam namorar... Ai, será q sou uma chata de marca maior???
Mas é que, no meu caso, tenho q admitir que detesto estar sozinha, só estou feliz quando estou namorando. E quando estive solteira, eu até gostava q as amigas me apresentassem alguém, desde que o cara fosse legal, eu achava ótimo, por isso q agora estou namorando eu dou uma de "casamenteira" para as amigas! Mas esse post me abriu os olhos, vou ficar mais atenta pois posso estar sendo chata ao fazer isso

*Lusinha* on 24 de setembro de 2009 10:29 disse...

Um bom texto, bem escrito e toca num ponto muito bom.
Não acho que felicidade se resuma a ter alguém ao seu lado. E para mim os dois lados tem suas vantagens e desvantagens. Enquanto estar solteiro é bom, porque não se tem preocupações - como você citou - estar namorando também é, porque é bom ter alguém ao seu lado.
Bjitos!

Bruna on 24 de setembro de 2009 16:18 disse...

Namorar é ótimo, ter alguém do seu lado, dividir, compartilhar, ficar naquele mundinho que é só do casal... Nada contra, aliás, tudo a favor!
Mas as pessoas fazem com que pareça que a objetivo da vida da gente é namorar, custe o que custar, seja quem for! Elas confundem solteirice com solidão e morrem de medo das duas coisas.
Mulher, principalmente, tem mania de querer um namorado e não o namorado, só pelo medo de ficar solteira e sozinha (que são duas coisas que deveriam ser experimentadas, não temidas).
Agora, quer saber? Eu sou inteira, não tou procurando a minha metade. Mas quero que a minha panela tenha tampa, então dispenso o título de frigideira, hihi.

Cris Soleitão disse...

"Nunca namorei, e nunca quis me matar por causa disso. Lógico que são incontáveis as vezes que morri de inveja dos casais apaixonados. Mas também são incontáveis as vezes que a namorada apaixonada veio reclamar para mim que o namorado apaixonado era grudento e ciumento. E eu me senti bem por ser solteira. Um problema a menos pra minha vida, sabe?" [2]

SUPER ME IDENTIFIQUEI com esse post!!!

Eu sou uma pessoa meio irritadiça... a maioria já sabe o que não é aconselhável fazer comigo e/ou me oferecer. Ultimamente tenho andado "rosnando" mais que o normal pra essas pessoas inconvenientes [eu falo mesmo! Na lata], mas nada faz com que tomem um gole de semancol... gggrrr...

A última quem me aprontou foi justamente, vejam só, minha melhor amiga que me conhece desde sempre: ela disse que ia me apresentar um amigo "super legal" [na opinião dela]. E adianta dizer que não to interessada?!
Os argumentos dela: "mas ele é nerd que nem você e é fotógrafo também". Tá... e só por isso eu tenho que namorar o cara?!
Aí ela me vem com "mas não to dizendo que vai acontecer alguma coisa... não to falando pra vc ficar com ele" mesmo sabendo que eu sabia o que ela andava fazendo pelas minhas costas: como fazer propaganda minha [contra minha vontade] para o tal cara e tentando armar encontros sem que eu soubesse. Claro que não fui, pois descobri!
Quer me deixar com raiva é tentar me obrigar a entrar numa situação que eu JÁ DISSE que NÃO quero!
Putz...

A outra criatura sem noção é o namorado da minha prima, que adora fazer piadinhas sem graça. Eu já pedi pra família inteira alertá-lo que esta cutucando onça com vara curta. Das 2 uma: ou não mandaram o recado ou ele não ligou. A hora que receber uma resposta atravessada vai aprender!!!

O motivo de eu estar cada vez mais irritadiça com esses assuntos é que eu trabalho com casamentos... e acreditem, não tem coisa pior! To pegando alergia a frescuras de casais.

Uma das noivas que atendi ano passado me disse com cara de "tenha esperança, companheira!" que com certeza eu casaria sim, pois se até ela nos seus 40 e poucos anos conseguiu. Afff... Nessas horas me seguro pra não responder, porque é cliente né!

To muito bem sozinha, obrigada! E continuarei assim por um loooongo tempo!!!

Hoje estava comentando uma foto com meu pai e ele disse "ah, essa foto é tradicional. É a foto da entrega"
Era a foto em que o noivo recebia a noiva no altar. Fui logo respondendo: "você que não me venha com essa de 'me entragar', que eu não sou pacote pra ser entregue".

Casais são a coisa mais enjoativa do Universo. Aliás, eles acham que o Universo gira em torno deles...
E eu só posso ter pena desses coitados iludidos!!! rsrs...

/deovoviradohoje [2]

Tatiana Suriadakis on 25 de setembro de 2009 17:39 disse...

SENSACIONAL O TEXTO! É exatamente isso que nós vivemos.E quando os casais da sua turma programam uma viagem ai eles se dão conta da amiga solteira(eu)e falam com cara de dó"Pena que vc n tem ninguém pra levar,senão ia conosco..." É mega injusta essa discriminação!

Anamyself on 25 de setembro de 2009 23:20 disse...

Como é bom saber que outras pessoas passam pelas mesmas situações que você! Esse é um dos motivos de eu adorar blogs.

Obrigada pelos comentários, gente =D

Anônimo disse...

adorei seu blog *.*
e com relaçãoo ao texto me identifiqei muuito, vey adoooro ser solteira :D

Anônimo disse...

Adorei o texto, como sempre, rs.
Esses dias uma tia falou com um ar de pena: Ah mulher solteira é tão descriminada pela sociedade!
Eu fiquei P da vida, pois a filha dela, minha prima é casada e tem uma vida horrivel com o marido que eu não desejo nem para um cachorro.
Eu ao contrário tenho muitos amigos que me adoram, uma familia mara que me apoia muito, um trabalho que eu amoooo e vou muito bem obrigada, viajo pra caramba. Se um dia eu me casar, ou namorar sério sei lá, vai ser pq eu e a pessoas estamos felizes juntos e é um cara bacana, não pq uma sociedade machista e ignorante esta me impondo isso.
Não namoro qualquer zé ruela só pra dizer que tenho namorado.

Beijo querida!

Lais

Anônimo disse...

Eu não consigo ser feliz sozinha. Pelo menos, não depois de 14 meses sem ter ninguém! E, pior: depois de ter conhecido um ou outro com quem toparia namorar [mas tb não qqer um - pq, apesar de ODIAR tar solteira, sou seletiva], aos quais dei a entender isso, e os mesmo me deram um "não, preciso ficar só comigo" na cara... pra, dias depois, estarem "namorando".

Enfim, a teoria da frigideira não me agrada! Eu quero MUITO ter alguém, me sinto feliz por me dedicar a alguém [que valha à pena de verdade]. ATÉ JÁ FUI FELIZ SOZINHA, mas só do 4º ao 10º mês de solteirice, o que acho um período rzoável... Depois de lá, TOU DEPRÊ PRA CARALHO mesmo, porque parece haver uma tampa para cada panela, menos pra minha.

Whatever. ¬¬

(BEE)

Anônimo disse...

AH, SIM: no meu caso, eu que peço a todas as amigas pra "apresentar" alguém legal pra mim - E nenhuma quer fazer isso por mim!

O mais engraçado é a alegação delas: "vc tá num momento de focar na carreira, na sua prova de especialização, estudar... não é hora pra ter namorado!".

ADIVINHA? ELAS NAMORAM, e estão TODAS exatamente no mesmo momento que eu, fazendo curso pra prova de especialização, terminando a facu, iniciando a carreira... e namorando.

Isso me dá ódio! Por que são duas regras e duas medidas? Por que elas merecem/ estão certas de estar namorando, agora, e eu não posso, tb? (no mínimo, ser 'apresentada'?) :(

(BEE)

Natschibe2 on 28 de setembro de 2009 05:55 disse...

Oi querida,
Gostei do seu texto,Acho que você tem toda a razao. Só há vantagens em se ser solteiro, mas de preferência com muito amor!!!M visita tenho uma proposta para você!
beijo,
Natschi

Bruxa on 1 de outubro de 2009 23:14 disse...

Ain, é tão bom ver que não estou sozinha nessa! T_T

Tamires on 18 de outubro de 2009 17:21 disse...

vc escreveu TUDO o que eu penso... é sempre assim, e toda hora ficam querendo te apresentar um "amigo", irritante...

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino