sábado, 22 de agosto de 2009

O dia em que cagaram minha franja


Entro no salão de costume e digo: “o mesmo de sempre, moças, mas com um acréscimo: vou dar uma aparada na juba!” Lá vamos nós... unhas, depilação, hidratação no cabelo e, claro, o corte.

Para mim, cortar o cabelo sempre foi uma coisa normal. Não morro de medo, não me desespero, não choro e muito menos me tremo. Meu cabelo é imenso, na altura da cintura. Então não tem erro, é só dar uma aparada básica de uns 4 ou 5 dedos e deixar meu franjão na altura do queixo que está tudo ok.

Começa o ritual

Enquanto uma das moças lava meu cabelo, ficamos conversando e, de repente, ela solta: “A D. Beltrana ta tão molinha, coitada! Acho que ela ta gripada...” Alerta laranja na minha cabeça: “Será que essa mulher pode mesmo cortar o meu cabelo?” mas resolvo esperar a manda-chuva - vocês sabem, salão pequeno é assim: quem geralmente corta o cabelo é a dona do salão, as outras moças apenas lavam, depilam e fazem as unhas - aparecer para eu avaliar o quão mal ela está.

15 minutos depois ela aparece e eu simplesmente penso: “Hum, a D.Beltrana parece normal, ela nunca fez cagada com meu cabelo, não é hoje que isso vai acontecer, afinal”.

Passo para a outra parte do salão, me acomodo na cadeira e, enquanto outra moça faz as minhas unhas, a D. Beltranida – creio que agora somos íntimas, não se sai cagando assim o cabelo de alguém que você não tem intimidade – começa a me preparar para a tortura – sim, eu não sabia ainda que ia ser uma tortura, mas agora eu sei.

D. Bel começa a cortar o meu cabelo. Tirou os 4 dedos que pedi e, no fim, foi acertar a franja. Chegamos ao momento da cagada: ela cortou a minha franja na altura do queixo, até aí tudo bem, só que ela cortou a porra da franja mais torta que bêbado tentando andar em linha reta! Eu intervenho sem graça: “Tem umas pontas tortas e maiores que as outras, a senhora poderia consertar?” Ela pega a tesoura normalmente e corta tudo, deixando minha franja quase abaixo do nariz.

Eu sei, vai ter muita gente aqui me chamando de fresca e dizendo que uma franja na altura do nariz não caracteriza um crime grave. Para mim, Anália, o crime se configura sim, ok? Eu não tenho saco para acordar cedo e escovar minha franja todo santo dia. Meu cabelo é totalmente funcional, vocês acham que eu não gosto de cabelos repicados? Eu adoro, mas não corto assim porque dá um trabalho do cão manter um cabelo desses.

Hoje, sexta-feira, me sinto com 20 anos novamente, quando em um momento triste da minha vida, resolvi mudar o visual e cortei minha franja no meio da testa. A diferença é básica, uma cagada feita por mim dói bem menos que uma cagada feita por outra pessoa. Pelo menos eu não precisei me pagar para me sabotar.

E, como Murphy me odeia, hoje é a colação de grau do meu namorado. O dia que eu deveria estar linda, impecável e maravilhosamente deslumbrante, eu vou estar com a bosta de uma franja cagada! Cá estou com um bob gigante na cabeça tentando consertar a merda feita.

Amanhã quando vocês estiverem lendo isto, torçam para que eu tenha conseguido dar um jeito nisto, sim?

Já cagaram seu cabelo? Clique aqui e conte pra gente!



Para ser solidária e me acalmar dizendo que também já fizeram merda com você, oferecer produtos que agilizem o crescimento do meu cabelo ou qualquer lançamento capilar no mercado: analia@corporativismofeminino.com

Sigam-me!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anália às 00:01

24 comentários:

Dama de Cinzas on 22 de agosto de 2009 07:54 disse...

Odeio cabelo repicado exatamente porque meu cabelo não é se pode chamar de cabelo bom e esse tipo de cabelo só funciona inteiro... rs

Um dia entrei num salão e a bicha doida disse: - SEU CABELO VAI FICAR UM TUUUUDO! - E a tesoura voou pra todos os lados, mal tive tempo de pensar. Resultado: tive que dormir de meia no cabelo até que ele crescesse... ahahah

Beijocas

Bel on 22 de agosto de 2009 08:20 disse...

Acho que todo mundo já foi vítima de um cagãoleireiro, quem ainda não foi, será!
Me compadeço do seu sofrimento, também já fui vítima!

Shadowcat disse...

Como agora tá essa modinha de emo...sinceramente não sei se a cabeleireira foi sacana ou se me achou com cara de emo, porque eu pedi pra da um aparadinha e quando terminou de cortar, secar e tal...olho-me no espelho e vejo qu a desgraçada colocou minha franja ficou para UM lado[eu sempre divido o cabelo no meio, assim como a franja e ela fica um pouco pra cada lado]totalmente emo...e mais um detalhe, ela tinha cortado pra ficar assim e portanto quando dividi o cabelo ao meio ficou uma franja maior q a outra e uma delas tava na altura dos olhos. Tive que cortar o outro lado na altura dos olhos também e ficar com um estilo de franja[que eu usava quando tinha meus 5,6 aninhos...obviamente obrigada pela minha mãe] até que crescesse denovo na altura certa!

Crisenta on 22 de agosto de 2009 10:45 disse...

Ana meu bem sinto a sua dor hahaha ja cagaram feio no meu cabelo e foi minha madrinha que e cabeleleira e corta meu cabelo desde pequena! Um belo dia pedi pra tirar so as pontinhas como sempre e ela simplestamente corta meu cabelo no ombro sendo que ele estava na cinturaa! choreii choreii, passei dias sem sai de casaa foi uma depressão de pelo menos um mês ate eu mi conforma mi acostumarrr e segui minha vida enfrente esperando que ele cresça hah! beijos

Páginas da minha vida on 22 de agosto de 2009 11:33 disse...

tantas vezes...já inventei de pintar o meu cabelo de loiro,e ficou horroroso.já pintei de vermelho,mas usei a agua oxigenada errada,e fiquei parecendo a Mortícia Adams ,e a última foi a minha mãe que fez.É ela quem corta o meu cabelo desde que me endendo por gente,então a duas semanas,pedi para que ela aparasse as pontas.foi o mesmo de dizer: corta no ombro!
tava a tanto tempo esperando meu cabelo crescer,quando ele já estava quase no ponto,ela me cortou bem no ombro.
chorar ia adiantar? nada...
tive que me conformar.

Fernanda disse...

Ahh sou uma vitima dos cabelereiros desde criança. Primeiro devia ter os 11 anos e fui pela 1ª vez a um cabelereiro de verdade ( era minha mãe quem cortava o meu cabelo, e mal sabia eu q ela cortava melhor q um profissional). Fui toda alegre e saltitante, e ele começa a tortura, o q era pra ser um corte d bico com franja longa virou um corte repicado, franja repicada com estilo chitaozinho e xororo!!! o meu paquera da epoca q antes me dava umas olhadas nunca mais olhou pra minha cara, ate me chamar d ridicula, me chamou... ihihi tenho pra mim q a minha adolescencia desgraçada começou ali!!!Mas tudo nessa vida passa né, ai depois d 8 anos dessa desgraça toda e com um cabelo maravilhoso quase na bumbum, resolvo ir a um outro cabelereiro ( o q corta maravilhosamente o meu cabelo ha 3 anos cobrou mto caro a meu ver pra tirar simplesmente as pontinhas)e fui...
Todo mundo dizendo; nao corta nao corta!! e eu dizendo: é so as pontinhas gente, calma!!
Final da historia: cabelo no ombro, fernanda fazendo bico d choro como criança e cá estou esperando o meu cabelo crescer tudo d novo...

Karina on 22 de agosto de 2009 12:22 disse...

KKKKKK NOSSA CHOREI DE RIR COM A SUA HISTÓRIO, EXATAMENTE PQ JÁ ACONTECEU COMIGO UM MILHÃO DE VEZES...PQ AS CABALELEIRAS GOSTAM DE CORTAR ESSAS PORCARIAS DE FRANJA??? NÃO CONSIGO ENTENDER??? E PQ NÓS, GERALMENTE QDO QUEERREMOS MUDAR O VISU A PRIMEIRA COISA QUE VEM NA CABEÇA É CORTAR ELA ....bJO

Ane on 22 de agosto de 2009 15:06 disse...

Coisa que acontece com todo mundo mesmo.
E pior que,geralmente,erram na franja.
Eu usava franja de lado,mas cada vez em um tamanho.
Fui ao salão querendo cortá-la mais curtinha.Mas só um pouco,sabe?
Disse exatamente até onde queria que ficasse.E,no final,ganhei uma franja 'de frente' ¬¬',de tão curta que ficou,não dava pra colocar de lado,e mesmo de frente,aparecia um pedaço da minha testa.Saía de casa com vergonha.

beeijo ;**

suelen on 22 de agosto de 2009 15:11 disse...

nossa,aconteceu isso comigo mês passado, meu cabelo tava grande, no meio das costas, fui no salão e pedi um franjão e um repicado nas pontas, agora tenho um corte bizarro, franjinha ( detalhe, meu cabelo é cacheado) e um cabelo na altura do queixo... chorei d mais...

Cris Soleitão on 22 de agosto de 2009 15:15 disse...

Areeee... ninguém merece, hein!

Mas pense pelo lado positivo, ela ainda vai crescer!

Sobre a colação de grau, é por isso que em várias revistas de noiva dizem para não mudar o cabelo antes do casamento.
Eu só aprendi a não mexer nele depois de 2 experiências ruins.

1ª: minha apresentação de TCC do E. Técnico. Não sei oq me deu para querer cortar o cabelo curto e reto. Meu cabelo, sob hipótese alguma pode ficar curto e reto. Sem escova ou chapinha ele fica completamente armado e parecendo uma palha... um horror!
Mas o pior foi que minha mãe quis ajudar querendo fazer uma escova pra mim. O problema é que ela não sabe fazer... e na época eu também não sabia.
Fiquei parecendo um puddle depois de 2hs.

2ª Março desse ano. Ia em um evento e marquei de cortar e escovar o cabelo. Coisa q faço a cada 3 meses normalmente. Mas na hora fiquei com dó de cortar e só quis fazer a escova.
Não sei se a cabeleireira ficou com raiva, mas deixou meu cabelo lambido! E ela sabe que eu gosto de deixar as pontas arredondadas para dar volume e não parecer tão comprido... Cabelo lisérrimo comigo não combina.

Depois dessa aprendi a fazer eu mesma a escova, rs.

Meu cabelo repicado dá um baita trabalho... mas como vc disse, é melhor qnd agente mesma faz a cagada, se tiver q fazer...

tataaesv on 22 de agosto de 2009 16:25 disse...

geeeeeentche que dó que eu to de voce,nao tem coisa pior do que esses cabeleleiros que nao atendem ao nosso pedido.
O meu é repicado,e dá bastante trabalho,to até querendo deixar ele inteirinho heiauhuiea, Sabe como é :P

Tate! ² on 22 de agosto de 2009 19:49 disse...

Já cagaram bem pior no meu cabelo! Meu cabelo era lindo, comprido, liso natural, na autura dos peitos, um pouco pra baixo. Um dia fui no salão que me disseram ser bom (mas me arrependo até hoje). Pedi para a mulher cortar a parte da frente um pouco pra baixo do ombro e atrás um pouco mais curtinho. Ela fez o corte e quando me olhei no espelho eu estava com um channel na altura da orelha na frente e atrás ela havia passado a máquina e estava igual de homem!

Para piorar meu namorado foi encontrar quando sai do salão e disse que ficou horrivel. Nunca mais fui em salão fazer nada no cabelo, agora corto em casa sozinha, e sozinha eu nunca cortei errado!

Isso faz mais ou menos um ano, agora meu cabelo já cresceu um pouco, está uns 5 dedos pra baixo do ombro. Mas meu namorado continua reclamando por eu ter cortado!

Anônimo disse...

Fiquei um ano e meio sem cortar o cabelo porque, quando mudei de salão pedi um chanel Rihanna e ocara me deixou HORROROSA, perecendo uma nerd feia. nem de longe parecia o chanel da Rihanna.
esses dias cortei na minha cabelereira oficial e ufa, ficou do jeito qu eeu queria!

Heleninha

.Intense. on 23 de agosto de 2009 01:15 disse...

Não sei se eu ri mais do post ou dos comentários, ahuahuahauha...mas enfim.

Fiz uma coisa parecida. Nunca tive franja, tipo, de lado...meu cabelo é cacheado e talz. Daí ano passado resolvi que ia passar a usar ele liso via escova progressiva, e então, realizar meu sonho básico de ter uma franja. Ok. Só que, resolvi cortar a porra da franja no dia das minhas fotos de estúdio da formatura. E, lógico, como toda boa primeira franja, ela ficou curta. Quadradinha, sabe? Parecia que não servia no meu rosto de jeito nenhum. Quase surtei. Mas blz...

...chegando no estúdio, todo mundo adorou. Eu fiquei feliz, acostumei com ela [e deixei crescer, lógico ¬¬] e, agora que peguei o álbum, vi que eu fiquei até simpática. Mas, te falo: bob é amigo do peito, de verdade. Espero que ele tenha conseguido te ajudar a 'dar jeito'.

=~

;*

Zingara disse...

uma cagada feita por mim dói bem menos que uma cagada feita por outra pessoa. Pelo menos eu não precisei me pagar para me sabotar. [2]

É ISSO MESMO, hoje em dia eu corto minha franja sozinha. hahahah

Adorei o texto e ri muito! Espero que tenha dado tudo certo lá! ;*

Ju Dacoregio on 23 de agosto de 2009 18:34 disse...

É triste quando acontece uma tragédia dessas com a franja da gente. Na altura do nariz para mim não é um grande problema, mas também já fiz a burrada de cortar minha franja no meio da testa. E como você falou, quando é a gente que faz a cagada a gente até se conforma mais, afinal não somos profissionais. Agora quando vamos no cabeleireiro queremos, no mínimo, não sair de lá com o cabelo torto ou curto demais! Mas qual a mulher nunca passou por momentos de desespero com o próprio cabelo?! Até escrevi sobre isso no Luxo Básico, com o título de "Socorro, cadê a minha franja?"

Anamyself on 25 de agosto de 2009 11:45 disse...

Mas, olha. A parte boa é que daqui algumas semanas volta ao normal... Essa é a "vantagem" de cagar o cabelo: pelo menos ele cresce.

Não que isso seja uma desculpa para o q a dona coisa fez.

Priscila on 29 de agosto de 2009 12:59 disse...

aaaaaa ja passei por isso, minha franja era na diagonal e a mulher cortou que ficou paracendo tipo indio ¬¬ da uma raiva ... mas o cabelo cresce de novo :D hahahahahaha abraços

Rafaela on 18 de outubro de 2009 10:43 disse...

ée cara amiga mas pelo menos a sua ainda dá pra colocar um bob pq a minha tah tão curta q num dá tah uma verdadeira merda

Anônimo disse...

EU ENTENDO SUA DOR!
Eu toda deprimida decido escrever no Dr. Google:" a desgraça da minha cabeleleira fez merda no meu cabelo".
Era a melhor coisa que saiu da minha mente nesse momento fúria. Então vejo o seu texto!!! IHUU!!!! Nada melhor do que compartilhar a sua depressão com outras pessoas deprimidas. Como você, eu ODEIO FRANJA,não tenho paciencia para passar chapinha e outras babozeiras, mal penteio o cabelo e ainda jura que farei isso? (meio exagerado mas tudo bem), tenho o bendito do cabelo repicado, mas me dou bem com esse corte por ter o cabelo bem liso. PEDI PARA A SONSA DA MINHA EX CABELELEIRA CORTAR A "FRANJA" NO QUEIXO, E A IDIOTA CORTA ACIMA DO NARIZ. ÓOO depressão... meu chão caiu... isso é quase suicídio. Então, espero que vc leia! hehehe me add no msn: ama-bt@hotmail.com / se identifique por favor.. BEIJÃO

Anônimo disse...

É foda ter uma franja cagada e o que eu digo de um cabelo cagado?

Já estou há mais de 6 anos nesse salão, por que infelizmente no meu bairro não tem outra escova melhor, então por falta de opção, tenho que agüentar os pantinhos da dona de salão, uma louca que é de lua, uma hora está boa e outra hora muda totalmente a casaca.

Durante todos esses anos, tive que agüentar, passar o dia todo no salão, mesmo com hora marcada, porque ela não conhece ainda o significado dessa palavra, manda o cliente chegar de 17 horas e começa a pegar no cabelo de 21, isso sem contar das vezes que perdi festas, eventos, por sair tarde do salão.

Mas o momento trágico da minha vida aconteceu no momento em que resolvi escurecer o meu cabelo e deixar ele loiro só com as luzes era melhor dizer, PINTE MEU CABELO DE PINCHE , seria mais lucrativo, por que meu cabelo ficou só alguns fios claro e todo PRETO, sem contar que eu disse que queria mechas largas e muitas no cabelo todo, paguei a segunda luzes, A MESMA COISA, e por fim , hoje não agüento mais pensar se quer na idéia de sair de casa, pq sei que tenho q ir pra lá, além de ter um cabelo cor de tijolo queimado e corte de vassoura piaçava, isso mesmo, vassoura piaçava, sempre gostei do meu cabelo inteiro, pq aparar as pontas repicando, sempre deixa meu cabelo com aspecto de bruxa de Blair, isso mesmo, nunca meu cabelo crescia, pq as pontas ficavam horríveis e tinha que sempre cortar ou seja, sempre matinha o tamanho do cabelo, DAE que ela n se contentou com a cor de tijolo queimado, repicou meu cabelo todo, dizendo que estava todo liso e que parecia cabelo de crente, sem balanço, estou a meses sem sair de casa, não pelo cabelo de vassoura, pq não agüento mais ouvir a reclamação dela escovando meu cabelo, dizendo que tenho que cortar e deixá-lo no ombro, ou seja, Cor de tijolo queimado, corte de vassoura, agora quer me deixar uma galinha depenada.... Estou indo para outro bairro que fica no extremo da cidade, vou dar essa tal da escova inteligente, pra voltar a minha vida social e não depender de cabeleireiras monopolistas que se acham a ultima bolacha do pacote...

É isso aí flor .... o cabelo é alma do negócio, se o seu cabelo está bem o mundo vai bem.... bjuss

Silvia Costa on 29 de maio de 2016 03:22 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvia Costa on 29 de maio de 2016 03:29 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvia Costa on 29 de maio de 2016 03:32 disse...

cá estou eu em pleno 2016 querendo me identificar com alguma história, achei! eu mesma me dei a honra de cagar meu cabelo assim, eu não tinha (até um mês atras) franja ou franjão, mas veio algo no meu ouvido em plena uma segunda feira a noite e disse "corta seu cabelo na frente, vai ficar legal", e la vai eu procurar tutorial no YouTube e pensei: "uma franjona lateral não vai ficar ruim" E EU NEM GOSTO DE FRANJA, e então, me achando a "expert" cabeleireira fui e cortei, geeente, quando soltei o cabelo, que por sinal peguei muito pra cortar, tava la com uns pedaços na narina e na boca... vcs podem pensar que ta em um tamanho "não choravel", mas quando joga pro lado esquerdo fica na altura dos olhos, eu to me sentindo muuuito arrependida, muuuito burra... meu cabelo cresce rapido, mas no meu conceito vai demorar uma eternidade, não consigo mais jogar ele pro lado pois ficou com as pontas mal cortadas e acaba ficando menor... 😟 agora só uso ele atras da orelha partido no meio, sabe o chitãozinho ? então... acho que isso nunca mais vai ficar bonito denovo, meu cabelo é liso natural, ate quando batia na bunda não me dava trabalho, agora ta dando... PENSEM 7226727272X ANTES DE FAZER ALGO.

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino