terça-feira, 21 de julho de 2009

Traíra? Só o peixe!

O Dia do Amigo já acabou, mas eu vou falar de outro tipo de amizade: as que dão errado. Tem muita gente maluca nesse mundo e algumas, me desculpem, não são sonsinhas ou interessadas, mas muito mau caráter. Todo mundo já passou por uma situação envolvendo um falso amigo. Existe aquela vadiazinha que tenta roubar seu namorado, o babaquinha que se aproveita de suas conexões para descolar um empreguinho melhor ou um escrotinho que explora sua boa vontade para conseguir uma carona para o trabalho. Isso não é amizade, mas INTERESSE, o que não é admissível.

A história é antiga e sempre desencadeada por sentimentos pequenos e mesquinhos como inveja e cobiça. Eu já tive em minha vida uma falsa amiga que copiava minha personalidade. Você começa achando bonitinho, entende como uma forma de admiração, até que, de repente, você possui uma cópia piorada a seu lado. Dessa maluca, eu já falei AQUI, mas vale a pena reler para relembrar da biátchy.

Outro caso interessantíssimo é o da pessoa que almeja sua vida amorosa. Vocês sabem como funciona. Maria conhece João e se encanta. O rapaz é bonito, interessante e muito bom de cama. Maria, inocente, comenta com Joana que o cara é sensacional. Mas a propaganda é tão boa que Joana resolve experimentar. João não tem nada sério com Maria, quer mais é ver o circo pegar fogo, e parte para cima da amiga da peguete na velocidade 5 CRÉÉÉÉU. Aí você se pergunta: mas que porcaria de amiga é essa?

No ambiente de trabalho já vivi situações de risco por conta de supostos amigos interessados. "Você trabalha tão bem, Patsy! Você é muito profissional", eles me elogiavam. Que gracinha, não? A aproximação fez com que eu abrisse a guarda e levasse essas pessoas pouco suspeitas para o meu círculo de amizades profissionais. O ataque veio pelas costas, quando descobri diversos rumores a respeito do meu comprometimento com a empresa. Mas amigo traíra nunca é inteligente o suficiente e delator existe em qualquer lugar, ou seja, descobri quem eram os responsáveis pelas críticas pouco sugestivas. As pessoas que almejavam minha vaga foram sumariamente desovadas da empresa, com minha assinatura decorando a carta de demissão. Deveria ter xerocado e ampliado para deixar na minha mesa de cabeceira, como relíquia de guerra.

Porque é isso, gente. GUERRA. Quem tenta se aproveitar das boas ações ou corações dóceis de pessoas que querem apenas viver bem, tem que ARDER NO FOGO DO INFERNO.

Tenho um amigo que é explorado por uma trupe de meninas desocupas que querem carona para todos os cantos. Ele não liga, mas eu sempre tenho vontade de perguntar se elas não gostariam de contratar um motorista, para variar um pouco. Ou se não cogitam pedir um táxi. Ainda vou convencer esse amigo a levá-las para a night e abandoná-las sozinhas, sem aviso prévio, lá para se virarem. Tenho certeza que, se passarmos na porta da boate no dia seguinte às 9h, ainda as encontraremos na calçada rodando como baratinhas desnorteadas.

Então, para todos que tem ou tiveram um sanguessuga em suas vidas, comemorem todos os dias o Dia do Amigo de Verdade. Porque estes estão em falta, mesmo, no mercado. Já as baratinhas desnorteadas, a gente expulsa com Baygon. Ou pisa e chuta para longe, o que é mais rápido e eficiente.

Tem mais papo sobre isso lá ORKUT. Conte o seu causo :)

Besos,

Patsy

patsy@corporativismofeminino.com
http://twitter.com/patsyzombilly
http://twitter.com/Corporativetes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Patsy às 00:10

17 comentários:

Bel on 21 de julho de 2009 08:37 disse...

Isso já deve ter acontecido com todo mundo, comigo acontece (acho que posso falar que ACONTECIA) no trabalho...

Mas vc tá certa, pode demorar, mas essas pessoas saem por baixo mesmo, para nossa glória! Uhu.

Cris Soleitão on 21 de julho de 2009 10:46 disse...

AMEI O TEXTO!!!

Histórias de traíras eu coleciono.
E já comentei no meu blog a respeito da decepção que essas pessoas deixam se, por algum motivo, confiávamos demais nelas.

Eu pareço que tenho um ímã para estes trastes, cruzes!

Um dos meus "causos" foi quando eu tava na escola e nem com reza braba conseguia me enturmar na turma nova. Aí conheci uma menina que era meio isolada também e logo nos tornamos as melhores amigas.
Essa menina, acreditava-se que tinha epilepsia e por isso sofria preconceito.
Um belo dia ela veio me dizendo q um dos garotos q eu mais detestava estava espalhando um monte de %$%*¨ sobre mim e ele tinha mesmo fama de fofoqueiro, por isso acreditei. E eram coisas MUITO ofensivas.
Sem pensar parti com tudo pra cima do moleque.
Por muitíssimo pouco não levei suspensão, e sabe do pior?
Descobri que era tudo MEN-TI-RA!!! Ela tinha inventado a história toda de propósito!

Pensa que parou aí?!
Mesmo com a amizade desfeita eu era obrigada a fazer trabalhos com ela por falta de opção e ela começou a arranjar problemas SEMPRE.
E TODA vez que ela era contrariada tinha crises de ausencia que descobrimos que era uma completa FARSA. Até a mãe dela ela enganava se aproveitando da doença!
Nessa época eu tinha 11 anos.

ADORO O BLOG

Bjos
Cris

Drama Queen on 21 de julho de 2009 10:55 disse...

Gente querendo tomar nosso lugar É A PIOR ESPÉCIE. Já tive que lidar com umas pessoas assim...

Adorei o texto, Patsy!

Drama Queen on 21 de julho de 2009 10:55 disse...

Gente querendo tomar nosso lugar É A PIOR ESPÉCIE. Já tive que lidar com umas pessoas assim...

Adorei o texto, Patsy!

Zingara on 21 de julho de 2009 12:06 disse...

Acho que estou TÃO EM BAIXA que ultimamente ninguém tem INVEJA-VONTADEDESEREU ou coisa assim... hahahaha

Mas já passei por isso, sim...

margarida paxonada disse...

Bom, traíras são uma praga constante e resistente, também ja tive vários "causos"; mas ultimamente to igual a colega ai em cima, ando tão p/ baixo que é dificil alguem querer ser eu...

Zale on 21 de julho de 2009 13:52 disse...

Combinado.

Patsy on 21 de julho de 2009 15:33 disse...

hahaha é isso aí zalé =*

Margarida e Zin, vamos levantar essa moral minhas lindas. ânimo!

Tibes ;* on 21 de julho de 2009 17:29 disse...

É por isso que eu sempre falo, antes um inimigo assumido, do que um amigo falso.
Mas é inevitavel, pelo menos uma vez na vida, todo mundo vai ter um amigo traira.

Mel on 21 de julho de 2009 17:41 disse...

Já me deparei com pessoas assim...vááááárias vezes
Ou não tenho sorte, ou sou uma trouxa mesmo. Gente assim entra e sai da minha vida o tempo todo.

Rob disse...

Aproveitamento é foda mesmo, e na vida real é preciso desconfiar até da própria sombra, infelizmente.

anamyself on 22 de julho de 2009 10:58 disse...

Aff

Já me ferrei muito por causa desses falsos amigos. Acho que já vivi todas as experiências citadas aí.

Nêguinha invejosa, nêguinha se aproveitando dos meus contatos, nêguinha que me copia...

Tudo bem que eu já pisei na bola algumas vezes, mas nunca da forma que fizeram comigo.

Nunca esqueço uma pessoa que eu considerava bem próxima de mim que falou:
"Eu tenho os dois na palma da minha mão" (os dois caras que eu tinha gostado de verdade até então, o atual e o antigo).

Kaponn on 22 de julho de 2009 18:29 disse...

Nossa o.O tem horas que realmente a gente vê a descrição perfeita de certas pessoas haha...

Já cansei de ter amigos falsos também. O pior é exatamente isso, a gente acaba abrindo a guarda, por simpatia ou até mesmo dó, às vezes os dois, e na hora que seu uso "já passou da validade" você descobre a verdadeira face da pessoa: e o que é pior, você percebe que em vários momentos houveram indícios da personalidade real da pessoa, mas você deixou passar, justamente por esse dó ou essa simpatia. (e também por pensar que não existem pessoas tão absurdamente falsas assim).

Aí vem a desilusão, a vontade de matar, o choro, a raiva, até chegar ao ponto em que elas realmente merecem: o esquecimento. Mas até lá, acaba-se sofrendo tão à toa, por..nada! Afinal, no fim, resume-se a isso, tudo o que vc fez de bom, o que vc ajudou, recebeu como recompensa uma facada nas costas, outra dose de mentiras e falsidades, fechando com um laço de fita de mal criações que vc nunca imaginaria ouvir. Pra que? Pra nada!

Tem horas que sinto mais raiva de mim do que desse tipo de gente, por deixar que aconteça.

O que leva também a sua conclusão, esse povo vai pro fundo do esquecimento, e no fim são poucas as pessoas que prestam. E essas, a gente guarda como um tesouro, jóias raras que necessitam de cuidado e carinho como nenhum outro. E esses sim valem a pena mencionar.

(como Heleninha, meu tesouro)

Anônimo disse...

É eu tbm passei por 'algumas'; a última era uma pessoa que eu achava estar nascendo ali uma nova amizade,sempre conversavamos sobre meu ex, minha paixão, e minhas dores ao término do relacionamento. E ela tbm me falava da dor da sua separação com o noivo. Descubro que ela e meu ex agora estão juntos!!! E foi ela mesmo quem me contou!!! Ainda dizendo não termos laços estreitos, que simplesmente aconteceu.

Tate! ² on 29 de julho de 2009 19:38 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tate! ² on 29 de julho de 2009 19:43 disse...

Ai gente, nem me falem em amigas falsas! Acabei de passar por isso. A uns meses conheci uma menina no cursinho e ela tipo colou em mim, e não largava mais, virou minha melhor amiga e eu não gostava dela. Por que? Porque a vadia queria ser eu! Sim, tudo que eu falava gostar, ela dizia gostar também (e o pior é que ela FINJIA gostar). Por exemplo: uma vez estavamos falando de namorados, eu falei que achava o namorado dela feio e comentei que gosto de mandar no meu namorado, e ela logo terminou com o namorado dela,começou a namorar com meu amigo de infância e disse que gostava de mandar nele também. Sendo que era ele que mandava nela! Aff! Quando contei que a minha familia veio da Rússia ela falou que ela também era russa! Aff, a menina é negra e mente que é russa! Sabem, ela mentia coisas completamente absurdas! E ela saia comigo só porque eu pagava as coisas pra ela, foi só eu parar de pagar que a biscate começou a se estressar comigo, ai mandei ela embora. Já que ela vinha na minha casa sem ser convidada e passava dias dormindo na minha cama e não me deixando dormir a noite toda com aqueles roncos dela! UMA VACA! Mas finalmente consegui me livrar dessa interesseira! E hoje estou MUITO feliz longe dela. ;D

Ana Vicente on 22 de junho de 2010 20:27 disse...

Que espetáculo de blog...tenho um, é novo!!! Estava escrevendo sobre um "causo"de melhores amigas, fui procurar uma imagem e achei o seu!!! Espetacular!!!

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino