quinta-feira, 30 de julho de 2009

MENTIR OU NÃO MENTIR: EIS A CHATEAÇÃO!

MENTIR parece um verbo forte a ser pronunciado quando estamos tentando evitar mais uma briga num relacionamento. OMITIR já é mais suave, afinal você só deixou de contar um episódio que culminaria numa discussão. MAS o que cada pessoa qualifica como MENTIRA é, muitas vezes, particular. Essa distinção surge de cada episódio/situação. Não sejamos radicais com a MENTIRA. Posso ouvir, agora mesmo enquanto redijo isso, as pessoas berrarem "ODEIO MENTIRAS!". Eu também, não tenha dúvida, mas algumas mentiras são justificáveis... Ou não?

Vamos analisar:

SITUAÇÃO 1: Renata foi ao supermercado com a mãe e quem encontrou? Sim, o ex! Ótimo, trocaram algumas palavras e ADEUS. Renata voltou para casa e o namorado a esperava. Jantaram, foram ao cinema e coisa e tal. Beleza. Será que Renata deveria ter dito, em tom casual, "Encontrei com o Pateta!" ou não? E se o namorado da Renata depois descobre PELA MÃE (da Renata) que se encontraram com o ex? Será que o namorado da Renata vai achar que ela ficou escondendo o episódio e, por isso, tem algo por trás de tudo? Será que o que Renata fez é nomeado simplesmente como OMISSÃO e, por isso, justificável?

Renata teve um dia usual com o namorado, sem entrar no mérito do Pateta. O que é muito sensato da parte dela!

SITUAÇÃO 2: Uma amiga de Renata confidenciou que era homossexual e contou que estava saindo com Ana Carolina. Ótimo, parabéns! Renata guardou o segredo, sabendo obviamente que EM NADA alteraria a vida do namorado. Mas, do nada, o segredo da amiga da Renata vem à tona e ela acaba assumindo sua preferência sexual em público. Renata revela que já SABIA. O namorado se sente chateado por ela não ter compartilhado o fato com ele.

Vamos falar de individualidade aqui. Todos os segredos, mesmo os dos outros, devem ser compartilhados com o namorado (que geralmente vira inimigo quando se torna ex)? NÃO MESMO!

SITUAÇÃO 3: Renata após o trabalho estava com muita fome. Um amigo de trabalho convidou para jantarem num shopping próximo, já que ele estava de carro e, igualmente, faminto. Renata titubeia em aceitar, afinal é convite de um homem. Só ele e ela num jantar. Talvez suspeito. Ela talvez não gostasse que seu namorado fizesse o mesmo. Mas a fome estava grande e Renata decidiu aceitar. Ao chegar em casa, o telefone toca e é seu namorado, ele pergunta por que ela demorou a chegar em casa. Ela responde que foi jantar com uma amiga! É, amiga. Mentiu! Mas a conversa prosseguiu sem acusações. É o que importa? RESPONDAM VOCÊS!

Eu também mentiria. E não, não gostaria que ele saisse pra jantar com uma amiga.

SITUAÇÃO 4: Renata mencionou ao namorado o seu passado com o Pateta para que ele entendesse certos traumas e paranóias dela. Mas o namorado ficou deveras irritado e pediu para ela não mencionar mais o passado. Por isso, quando o namorado pergunta algo do passado, coisas como "Você já fez anal?", ela responde: "Só uma vez com você!". Mentira sexual para o homem se sentir mais viril é válida, não é?

Em que situações você perdoaria as mentiras da Renata ou não qualificaria suas atitudes como mentira? Para a convivência existir é necessário driblar algumas situações que podem estragar uma tórrida noite de amor OU devemos ser sincericidas irrevogáveis?

Participe da nossa discussão no orkut: Mentiras

Leia também:
[x] Atrizes
[x] Homem em minúscula
[x] Investigações de uma ciumenta compulsiva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Sarita às 00:01

18 comentários:

Daniela on 30 de julho de 2009 00:09 disse...

Putz, post perfeito.
Já passei por todas essa situações, parecidíssimas e em todas agi da exata maneira como a autora agiria.
Tem gente que não entende que uma mentira ou omissão de vez em quando não mata ninguém, principalmente naqueles casos onde a pessoa pergunta algo mas que no fundo não quer saber a verdade (vide última situação).
Detesto pessoas do tipo super-sincero, que sempre falam a verdade mesmo quando sabem que isso vai magoar alguém denecessariamente.

susimply on 30 de julho de 2009 01:29 disse...

Mentir não é uma coisa boa, mas o problema é que nem todos estão preparados pra escutar a verdade! Falo isso por experiência própria... Tive um namorado q me enchia d perguntas do meu passado, não quetava enquanto eu não respondesse. Daí então acabei falando algumas coisas e a reação, lógicamente, não foi mto boa, daí vieram os julgamentos conforme a percepção q ele tem da vida e do que é certo e errado... Foi uma merda! O menino ficou paranóico!
Por isso q eu digo, se é uma coisa q não mudaria a vida de ninguém, se não é importante e se levaria a discussões inúteis, sou a favor da mentira/omissão...

Camila Alves on 30 de julho de 2009 02:10 disse...

Em todas as situações descritas, eu agiria tal qual Renata.
Coisas bobas e irrelevantes levam à discussões inúteis que só servem pra desgastar o relacionamento.
Sou a favor da omissão de certas coisas. Mas depende muito da situação e do casal.

­Vanessa on 30 de julho de 2009 04:03 disse...

Não sou contra a omissão, se é pra evitar discussões desnecessárias e que não vão levar à lugar nenhum. Mas não sou a favor de usar a mentira, a única forma que acho aceitável é quando não irá afetar ninguém, como por exemplo quando uma pessoa não quer falar a respeito de um determinado assunto e você pergunta se ele está bem e ele responde que sim porque não quer compartilhar o seu problema, essa "mentira" não vai afetar ninguém. Já quando você pergunta para o seu namorado onde ele está e ele diz que está trabalhando, quando na verdade ele está no bar é inaceitável.

Esse assunto me lembrou umas citações de Grey's Anatomy:
"Mentir é feio, ou como aprendemos desde pequenos, a honestidade é a melhor política, a verdade te libertará, que seja. O fato é que mentir é uma necessidade. A gente mente para si mesmo porque a verdade sobre a verdade é que ela magoa. Por isso, mentimos".

"Mentir é isso mesmo, seja meia mentira, mentirinha, quase verdade, mentira amorosa, para o teu bem,etc. Não é "feio" mentir quando o que está em causa é tudo o que nos rodeia e nada do que somos ou representamos".

Dama de Cinzas on 30 de julho de 2009 07:56 disse...

Acho que pelo menos nesse aspecto eu dei sorte com os homens (putz pelo menos em algum eu tinha que dar... ahahah). Sempre pude falar de tudo com meus relacionamentos mais sérios, geralmente pude ter um papo bem aberto! Acho que em todas as questões eu contaria a verdade... Acho né, porque na prática tudo muda tanto.. rs

Beijocas

Drama Queen on 30 de julho de 2009 10:05 disse...

Já passei por situações bem parecidas! Olha, quando é uma bobagem, prefiro OMITIR mesmo. Se descobrir, depois aguento a chateação e ponto.

Mas no caso de jantar com o amigo, eu falaria a verdade, porque SEMPRE surge alguém pra falar pra ele "vi sua namorada no shopping...", e aí seria beeem pior. Falaria a verdade, se ele não gostasse, pediria desculpas e pronto.

Post bem real. =]

anamyself on 30 de julho de 2009 11:32 disse...

Eu contaria sobre o encontro no supermercado. Se o namorado surtar, digo para ele perguntar para a minha mãe que presenciou o encontro, e, assim como eu, pegou bode do ex. Minha mãe é meu álibi.
Hehe

Segredo dos outros não deve ser compartilhado com namorado. Aí a omissão é super válida.

A 3ª situação é difícil. Acho que conta muuuuito se rola alguma atração mínima pelo cara pela minha parte. Se rolar, passo fome e não vou, pq não vai prestar.

Opa, mentir pro cara se sentir O CARA é válido tb! heeh

Ótimo post!

Deja disse...

Prefiro a sinceridade, seja como for. Certa feita levantei o tema na comunidade sobre uma situação que vivi, bem, a mentira (que eu descobri pois eu tenho um bom faro, sexto sentido, seja lá o que for), fez eu me decepcionar um pouco com a pessoa. Talvez isso seja um "defeito" meu, mas pra mim, quem mente em coisas pequenas, mente facilmente em grandes... Eu perco a confiança, o que já é difícil eu ter.
Mas isso sou eu...

E também falo sempre a verdade,se eu precisar mentir em algo bobo para ter paz, acho que tem algo errado.

(Vai que é por isso meus relacionamentos são tão conturbados, muitas brigas...)

*Bee* on 30 de julho de 2009 11:54 disse...

Não suporto que mintam pra mim, então tb não minto pras pessoas que me importam de verdade. Como foi colocado através do post e de comentários, certas coisas a gente "deixa quieto", como segredos da amiga (e elas nem precisam pedir segredo, é a vioda delas, naum abro a boca. ponto!) e coisinhas da nossa privacidade,m quando vem um reles "conhecido" querendo saber a respeito. Aí, apprendi a dar nó em pingo d'água e sempre tou ótima (mesmo quando quero sumir!!). Já outras coisas, como isso de ir pro shopping jantar com um colega e dizer q tá com uma amiga? Eu contaria, sim!!

Brecho Juci on 30 de julho de 2009 14:53 disse...

Bom diaaa!

Quero avisar que postamos novidade: Colar de perolas, Vestido, blusas, tqc! Tudo pro seu verão!

E fizemos remarcação de alguns preços!
Aproveite as promoções e compre T-U-D-O!!!

Passa lá para conferir:

http://brechojuci.blogspot.com/

Beijos :*

Luana Motta on 30 de julho de 2009 14:57 disse...

Simplesmente demais esse post.

Eu odeio mentiras, mas tem gente que não aguentaria e nem quer ouvir a verdade.

Prefiro a verdade que doa, do que a mentira que mechuca.

SOU SEGUIDORA do blog!!!!

Beijos
Lua

Agrilla Bass on 30 de julho de 2009 15:52 disse...

nenhuma mentira, apenas não contou tudo que fez no dia. eu sempre me ferro nessas, esses tempos encontrei um ex na rua, e ele me convidou pra tomar uma ceva, disse que não podia e fui pra casa. ok, nada demais, pra qe contar pro namorado? meu namorado liga meu pc e salta uma mensagem do cara. EI PQ NAO PAROU PRA TOMAR UMA CEVA? aff... mt azar. mas acho que não precisamos contat tuddooo que acontece, só as vezes, pra evitar a fadiga.

Bel on 30 de julho de 2009 22:40 disse...

Também acho que não precisa contar tudo que acontece, ainda mais segredo de amiga, pelamordedeus!!!...
Isso nem de longe é mentira.

São esses posts que me fazem sentir feiz por estar solteira, hahaha

Shadowcat disse...

Tem que diferenciar mentira de omissão. Mentir não algo legal a se fazer, mas omitir em certos casos é necessário!

Liana on 1 de agosto de 2009 23:10 disse...

adorei o post! e concordo com as 4 situações.

Anônimo disse...

EU ESTOU NUMA SITUAÇÃO MUUUITO CHATA QUE TEM ME CAUSADO UM FORTE PESO NA CONSCIÊNCIA!! SEGUINTE: QUANDO EU E MEU NAMORADO COMEÇAMOS A NAMORAR DECIDIMOS QUE ELE TERIA SÓ MENINAS NO MSN E EU SÓ MENINOS. OK. ENTÃO TERMINAMOS UMA VEZ E LOGO VOLTAMOS, PORÉM TIVEMOS UMA FASE MEIO CHATA NO RELACIONAMENTO E ENTÃO O QUE EU FIZ?? PEDI PRA UMA AMIGA ADD UM CARA QUE EU CONVERSAVA E JÁ GOSTEI DELE NO MSN DELA E CONVERSAMOS UMA VEZ E BEM RÁPIDO. DEPOIS DISSO... ME ARREPENDI TOTALMENTE PQ ME SENTI TRAINDO A CONFIANÇA DELE! PEDI PRA MINHA AMIGA EXCLUIR ELE E TUDO! ENTÃÃO EU SEI QUE SE EU CONTAR PRA ELE, ELE VAI SURTAAAR E NÃO SEI SE ATÉ NÃO TERMINARIA CMG!! MINHAS AMIGAS E MINHA MÃE DIZEM QUE DEVO ESQUECER ISSO E NÃO CONTAR! SÓ QUE TENHO MEDO QUE ELE DESCUBRA DE ALGUM OUTRO JEITO.. SEI LÁ.. TBM CONTEI PRA UMA COLEGA MINHA QUE NÃO SEI SE É 100% CONFIÁVEL... E AGORA? O QUE DEVO FAZER?? O PESO NA CONSCIÊNCIA É GRAANDE! ME ARREPENDI MTO!!

Anônimo disse...

anonimo:

Eu acho que vc naum deve contar naum sabe pq...pq vc se arrependeu e naum levou adiante o papo com o cara...e isso é o q importa...pense q as vezes ele tb pode ter escondido coisas de vc afinal ninguem é perfeito só Deus!!
Muitos relacionamentos acabam por causa disso a gente conta coisas que acha que deveria contar mas q naum tem necessidade..vc naum traiu ele fika sussa amor...ele tb naum contaria pra vc se fosse ele!!
bjus

Anônimo disse...

Eu to preocupada com uma coisa mto boba, eu peguei carona com um colega pq ele trabalha perto de mim e não contei ao meu namorado, to com medo dele descobrir de alguma maneira. Melhor contar? Não aconteceu nada. Só omiti pq seria ciúmes desnecessário.

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino