terça-feira, 30 de junho de 2009

Dear God, please don't fuck me on this one

O título do post de hoje é o refrão de uma letra de música inspiradora para quem já tentou, em vão, nessa vidinha de meo deus achar a alma gêmea (ou algo do tipo) e... nada. Quem é membro fundador da Só me fodo Brasil levanta a mão e chora comigo, porque meu passado me condena. Meu problema, desde nova, foi ser apaixonada pelo amor e não pelo objeto da afeição. Isso aconteceu inúmeras vezes, mas o nível de loucura era tamanho que eu decidia ignorar este fato consumado e seguir em frente. Resultado? Dear God, please don't fuck me on the next one.

E vinha o próximo e a situação se repetia, porque dedinho podre manda no meu coração. Lembro de uma paixão da adolescência que me tirou do sério. Ele era de São Paulo, eu do Rio, nos conhecemos em Minas Gerais. Foi amor adolescente à primeira vista. Abandonei meus dois namorados cariocas (oi, nunca fui santa) e iniciei um relacionamento fadado ao fracasso com o mocinho que pedia para eu repetir "esqueci o isqueiro na esquina da escola" de cinco em cinco minutos. Se eu tivesse mais maturidade, saberia que a melhor atitude a ser tomada seria sair correndo na direção contrária a dele, gritando DANGER! DANGER!, tal qual o robô de Perdidos no Espaço. Mas, eu sou brasileira e não desisto nunca. Permaneci com o babaca.

Após, pasmem, mais de DOIS ANOS de relacionamento à distância, resolvo visitá-lo em um fim de semana qualquer para matar a saudade. Estávamos abraçados vendo televisão, quando ele inicia um carinho em meu rosto. Lembro de ter achado tão bonitinho. Ele acariciava minha face e eu assistia ao Fantástico com emoção nos olhos. De repente, ele parou e disse: "nossa, sua pele é toda molinha, igual a de mamãe, você vai derreter toda, CEDINHO".


Maysa, canta comigo: MEU MUNDO CAIU.

Babaquice emocional, gente. Olha, eu mereço mais nessa vida. Desde então, tem sido assim. Eu conheço alguém, troco uma idéia, gosto do cara, ele demonstra ser o melhor homem do mundo e acaba dizendo que eu vou derreter, como um naco de manteiga sem sal na torrada quente, em pouco tempo.

Por isso, faço das palavras de minha musa inspiradora Devil Doll e peço: DEAR GOD, PLEASE DON'T FUCK ME ON THIS ONE. Porque eu não tenho mais estrutura para me foder, minha gente. Passei da idade. Me deixa ser feliz. Leave Patsy ALOOOONE.



E essa sessão reclamação toda não é culpa minha, não. Inferno astral existe, sou a prova viva disso. Mandem reclamações de volta, sobre o mau humor crônico, para patsy@corporativismofeminino.com. Também ficarei grata se alguém disser que já encontrou muito ogro nessa vida, dividam histórias comigo, me consolem.

E torçam para meu coração permanecer em ordem dessa vez, porque meu nível de descontrole emocional pode abalar minha sanidade mental. Esse é o problema de estar razoavelmente feliz, você começa a surtar com a possibilidade de dar merda.

Besos, besos!

Patsy


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Patsy às 00:13

24 comentários:

leticiapf on 30 de junho de 2009 01:54 disse...

Se te conforta, eu já encontrei muito ogro nessa vida também.

O cara que mais me tratava bem, parecia se importar comigo, era meigo, ligava, mandava sms, dava presente e mimimi, se mostrou um babaca sem tamanho quando sumiu sem nem dar tchau (literalmente), não explicou nada, e passou agir como se não me conhecesse.

Patsy, você não é a única! (Não que isso deva servir de consolo, mas ok)

Que nós tenhamos sorte da próxima vez!

:*

Dama de Cinzas on 30 de junho de 2009 07:40 disse...

Sou eu, querida! Meu dedo é muito podre pra escolher homem, por isso que agora eu mudei, sou a durona que nunca me apaixono e fico com todos, assim não me machuco tanto. Sei que qualquer hora dessa vou cair numa armadilha sentimental novamente, mas rezo pra que seja melhor dessa vez, que pelo menos o homem seja vivido, porque de gente que não viveu a vida eu to cheia... eheheh

Beijocas

Deja disse...

"Em seu primeiro amor, a mulher ama o amante, em todos os outros... somente o amor", Lord Byron.

E boa parte das mulheres escolhem alguém pelos motivos errados, muitas sabem dos defeitos do sujeito, mas idealizam tantas coisas sobre os dois...

E eu também faço isso...

Margarida paxonada disse...

Bom, se serve de consolo eu sofro de uma mal patogênico: amar quem não me ama; a burrice é tamanha que não enxergo ninguém além do dito cujo, dai acabo chorando pelos cantos me sentindo uma super meleca. O último eleito me enrolou (enrolou pq dizia que não estava preparado p/ namorar, tec, etc.) por + - 1 ano, nós saiamos e era tudo lindo e maravilhoso, até debaixo d'água nosso (meu) amor era mais gostoso; dai um belo dia chega em my house e termina tudo; no outro final de semana anuncia no blog dele que está feliz, apaixonado e NAMORANDO...fato confirmado por mim ao presenciar os pombinhos fazendo compras no supermercado. Nem precisa dizer como fiquei, né...

Bel on 30 de junho de 2009 09:30 disse...

Eu já estou vacinada contra os fracassos nesse campo. Fuck you, love.
rs

Deja disse...

Poxa... :´(

A Madrasta Má on 30 de junho de 2009 10:01 disse...

Vai não... pensa positivo! me diverti demais... o derreter foi demais, pq eles abrem a boca!!! Bjinhos da Madrasta!

Ana on 30 de junho de 2009 10:40 disse...

É sempre assim comigo também...
Vai tudo lindo e maravilhoso, até que soltam uma frase fatal.
Pelamor, né, falar uma coisa dessas é sem condições.

Por pior que seja, é preferível amar o amor do que amar o amante... O amor nos decepciona, mas continua sendo amor, enquanto o amante... bem, o amante é apenas mais um.

Liana on 30 de junho de 2009 11:19 disse...

puts, sem comentários.

mas pra animar, achei esse lay out q tá agora lindo demais.

tereSafur on 30 de junho de 2009 11:56 disse...

bah, sei beeeeeeeeem como é patsy, sofro exatamente do mesmo mal... c fica tri feliz, empolgada e dps cai do cavalo... PÉSSIMO...
mas eu inda prefiro manter o pessimismo a quebrar a cara total... fato

bjoks

Zombie Stalk on 30 de junho de 2009 13:59 disse...

Então tá, né? Sorte na próxima!?

Drama Queen on 30 de junho de 2009 13:59 disse...

Essa coca é fanta... falando da pele? falando da mãe? hummm.. sei não viu

Tibes ;* on 30 de junho de 2009 14:22 disse...

Bom, eu tô tão feliz com o relacionamento atual, que prefiro não comentar sobre os ogros da vida.
E qt a estar feliz e pensar na possilidade de dar merda... putzzz, eu sou assim tbm, pessimisto extreme! Uouuuu! ;*

Patsy on 30 de junho de 2009 15:00 disse...

Até o namorado veio postar aqui hahahaha não é uma questão de sorte na próxima, mas de MEO DEUS, QUE DESSA VEZ DÊ CERTO! hahaha vocês sabem como é triste cair do cavalo, né meninas? quero mais isso não. dei início à campanha: me faz feliz ou te mato hahaha

muitas expectativas? eu? MÁGINA.

Happy on 30 de junho de 2009 18:44 disse...

ah, qm disser q algum amor no mundo dá certo é pq está na fase da paixonite aguda e, portanto, está cega para a realidade e, mais cedo ou mais tarde, vai cair da nuvem na qual se encontra...
vai acabar dando errado! sempre dá... antes ou depois do casório...
ñ é q ñ dá certo! dá certo por um tempo... nunca pra sempre!
já dizia Nando Reis na voz da Cássia Eller: "o pra sempre sempre acaba"!!!
Pessimista?!!!! não, REALISTA!
ñ esquenta Patsy, já aconteceu com todo mundo, sempre vai acontecer e todas t entendemos!
qria comandar meus mecanismos de paixonite... pena q ñ dá...

mulherpolvo on 30 de junho de 2009 19:31 disse...

Ai amiga... sempre passo por coisas assim... vc não é a única!! A gente acaba aprendendo- precisa aprender um dia!!
Mas ó: tenho 34 anos e to doida pra ver quem será minha próxima paixão: mais uma roubada? Ou será que dessa vez será diferente?

Rachel disse...

Eu sempre uso as decepções a meu favor! Quando me deparo com um babaca desses penso: "Que bom que a babaquice se revelou logo! Isso é livramento divino. Melhor descobrir agora que depois de um casamento. Imagina?"

E mais: Quem tá perdendo é ele. Tá, podem dizer que é mega clichezão, mas, p/ mim, é 0% forçado. Graças a Deus, essas idéias fluem naturalmente na minha cabeça e rapidamente me levantam. =)

Tentem pensar assim também e verão que, além de ser verdade, só faz bem pro ego e p/ pele!! rs.

Beijos!!

Laritz on 30 de junho de 2009 20:52 disse...

Adorei seu blog! E foi um alívio constatar que eu não sou a única a atrair ogros. Já estava até pensando em mudar meu nome para Fiona, até pq tenho cabelos vermelhos... E vou usar a frase como mantra a partir de agora! Beijos!

Thais on 30 de junho de 2009 20:58 disse...

Bom, eu tô tão feliz com o relacionamento atual, que prefiro não comentar sobre os ogros da vida. [2]

Cris Soleitão on 1 de julho de 2009 14:59 disse...

Bom, se serve de consolo eu sofro de uma mal patogênico: amar quem não me ama; a burrice é tamanha que não enxergo ninguém além do dito cujo, dai acabo chorando pelos cantos me sentindo uma super meleca. [2]

E pior, quando apareceu um aparentemente genuinamente interessado, quem saiu correndo fui eu =/

É sem comentários, né?!

Sinceramente? Eu já desisti mesmo...

Bjos
Cris

Paula on 1 de julho de 2009 23:36 disse...

Eu acabei de descobrir que ele tem 'ela' na vida. E eu não sou ela.

Dói.

Luh Mahé on 10 de julho de 2009 19:14 disse...

VAMOS CANTAR EM CORO??
DEUSSSS ME DEIXA SER FELIZ PORRA!

Luh Mahé on 24 de julho de 2009 14:11 disse...

Eu acabei de descobrir que ele tem 'ela' na vida. E eu não sou ela.

Dói. {2}

LÚ DE NOVO..
OWW..Obrigada, vc me revelou através desse post uma ótima banda.
amei Devil Doll!
beijos

Taci disse...

Eu tenho 20 anos, e já ouvi que qnd for mais velha, vou estar manca da perna (devido a um problema no meu joelho) parecendo um maracujá de gaveta, e cuspindo meu pulmão pra fora (devido ao cigarro). Ouvi isso de um cara 7 anos mais velho, fazendo o DOUTORADO!

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino