segunda-feira, 25 de maio de 2009

Sobreviver não é suficiente


Sempre achei que quando se chega ao fundo do poço, a única opção é subir.

Semana passada recebi a notícia que um colega do tempo do ginásio cometeu suicídio. Ele deixou uma carta onde se lamentava por não ser o mais formidável dos garotos, por não ter um bom emprego, por não conseguir um relacionamento sério etc., but so what? Tanta gente é assim e sobrevive.

Nunca entendi bem o porquê de tanta gente desistir da vida tão fácil. Sei lá, se as coisas não vão bem, joga tudo pro alto, vira hippie! Há tanto mundo e tão pouca vida, que se um aspecto (ou todos) não vai bem, é uma oportunidade de fazer aquilo que não se faria em circunstâncias comuns.

Quem nunca invejou aquele meteorologista do Caçadores de tempestades, ou os mochileiros do Discovery Travel & Living, ou os arqueólogos do Decifrando o Passado, ou os voluntários da Cruz Vermelha, ou aquele jovem corajoso que se jogou numa cidade imensa para correr atrás de um sonho (eu assisto E! Channel, dá licença?!)? Nem que por um instante, todo mundo já quis fazer algo diferente.

Não foram poucos os casos de suicídio que tive conhecimento ultimamente. Isso me assusta. Pelo que andei lendo, não só o número de suicídios aumentou, mas também o número de pessoas jovens (jovens mesmo, que nem chegaram aos 20 ainda) que o cometem.

Quando assisti The Bridge, eu cheguei a pensar ter compreendido o que se passa com as pessoas que chegam ao ponto de se matar. Mas agora vejo que não compreendi, pelo contrário. Ok, todo mundo sabe a dor que carrega consigo, mas creio que nenhuma justificaria desistir de tudo.

Bom, divagações à parte, o fato é que a vida nem sempre colabora com nossos desejos, então só nos resta aproveitar as mínimas oportunidades, e uma delas é quando tudo vai mal. Ao invés de desistir simplesmente, por que não correr atrás de algo novo?

Se um dia eu passar por uma grande adversidade, espero ter forças para recomeçar. Espero que vocês também tenham.

Talvez esse rapaz que foi meu colega tenha cansado de apenas sobreviver. Agora já não há mais como saber... uma pena.



***
UPDATE: People de mi vida, o texto é SÓ uma opinião, não o tomem como verdade universal. A ideia é ser otimista, ver que sempre podemos buscar O Outro Lado. Okay?

dramaqueen@corporativismofeminino.com


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Yasmin às 00:01

0 comentários:

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino