sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sobre Lyla (hey)


para ler ouvindo: http://www.youtube.com/watch?v=oQZQ5MHehes&feature=related
Lyla - Oasis


Nunca fui a maior fã do Oasis, confesso. Conheço algumas músicas, mas enfim, a banda é excelente, eles são tão arrogantes que isso os torna fodões. Mas eu não estou aqui pra falar deles, eu estou aqui pra afogar a Lyla, definitivamente. Eu ia no show deles em 2006, seria meu primeiro show grande. Eu estava com um cara, que, eu tinha certeza que seria meu marido - até terminarmos da pior forma possível (traição, morte, esmagamentos...), e iríamos juntos, e ele gostava muito dessa música e da moça do clipe, e do cabelo da moça do clipe. Estava animada, era Oasis, PORRA! E eu estava com o então amor da minha vida eterno - not.

E então tudo se acabou, meu chão afundou, eu passei a tomar ritalina pra poder respirar na janela e levantar da cama, aprendi a beber, aprendi a trepar, aprendi a dirigir, aprendi a fumar, aprendi a usar salto, aprendi que nenhum homem é impossível, estou aprendendo a ser engenheira, e então em meados desse ano, OASIS NA MINHA CIDADE.

Eu não sabia ao certo porque queria ir, tinha me esquecido da Lyla e da sua franjinha, mas eu queria. Então ontem... Lyla foi a terceira música, e, nenhum dos meus amigos viu, mas eu fiquei realmente emocionada, que até o resto do meu copo de cerveja Sol (5 reais essa porra de cerveja) escorregou da minha mão. E então eu vi que ele tinha morrido dentro de mim e me proibi de pensar nele de novo, de falar dele de novo, e a última vez que falo sobre isso na vida é nesse post. Não quero mais ser perguntada como superei isso, a humilhação, a traição, os 40 cm de cabelos cortados porque tudo que eu queria na vida era ser irreconhecível, a terapia, a ritalina, as 6 mil calorias diárias pra não desmaiar no meio do calçadão de uma fome que eu não sentia, as compras compulsivas e o vazio, e o nada e a avenida de 3 pistas e eu atravessando sem olhar o semáforo, porque simplesmente tenho sorte.

Ouvir Lyla ao vivo, levou o último resto de coisas que eu tinha dele, guardadas em mim. E agora eu não tenho nada.

E agora, quase 4 anos depois, eu estou livre. Meu coração ficou vazio, finalmente.
orkut-me
email-me
CF no orkut
CF na MTV





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Heleninha às 00:01

0 comentários:

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino