quinta-feira, 23 de abril de 2009

Papo sério



Algo nunca nos havia surpreendido tão negativamente como a enquete realizada semana passada. Até hoje, segunda-feira, 20 de abril de 2009, 30,59% dos votos indicam que as moças votantes nunca foram ao ginecologista.
Em reunião com a Zin ontem, ficamos nos questionando o por quê. Seria a idade das meninas que nos acompanham? Será que elas ainda não tem vida sexual ativa? – o que não é desculpa, heim, mesmo que não tenham, tem que ir ao gineco SIM! Ou será que passaram por algum trauma e têm medo de ir ao médico? Tem também a possibilidade dos rapazes burlarem a nossa enquete, mas acho difícil.

Ir ao ginecologista ao menos uma vez por ano é tão fundamental como respirar. Mesmo que você não tenha uma vida sexualmente ativa, a visita ao seu médico ainda se faz necessária. De repente você tem um problema e nem sabe que ele é causado por uma desordem hormonal, por exemplo.
Sofre de cólica e remédio nenhum dá jeito? O gineco pode receitar uma pílula para ordenar seu ciclo menstrual e assim as dores vão embora. Quer saber se está tudo ok com a cor do seu corrimento? O ginecologista responde! E a famosa TPM? O médico também pode te ajudar a livrar-se dela!

Se você já dá mais que chuchu na cerca (“vida sexualmente ativa” é tão politicamente correto) e ainda não procurou um ginecologista, corre menina! Seu médico é seu melhor amigo, não a sua vizinha. Ele poderá lhe indicar a pílula mais correta, explicará os riscos de DST’s, a melhor maneira de evitá-las, a maneira de evitar uma gravidez indesejada, etc.

E, por favor, não me venham com essa de vergonha ou medo de assédio. Vergonha de quê? De um cara ou de uma mulher que passaram 6 anos na universidade e mais outros anos em uma especialização se preparando pra ver uma vagina todo santo dia? Vocês acham mesmo que eles irão analisar a sua depilação e chegar em casa comentando: "Ae, mó legal, amor. Hoje atendi uma com dreads!" Quanto ao medo de assédio, a questão é um pouco mais delicada. Mas acredito que, na maioria dos consultórios, no momento do exame de prevenção, o médico chama a secretária para acompanhar. Assim você fica mais tranquila, já que, com outra pessoa ao lado, as chances de assédio são muito menores.
Caso você não se sinta confortável em abrir as pernas para um homem que não seja o seu, ainda se tem a opção de escolher uma médica. Acredito que certas conversas ficam muito mais fáceis se realizadas entre mulheres.

A gente fala tanto de amor próprio... “se valorize, não vá atrás dele se ele te deu um fora”. Mulher tem um orgulho natural mesmo, uma tendência a se superestimar, algo assim. Isso é bom. E pode ficar melhor. É só parar para pensar e ver que procurar um médico é questão de se amar, de cuidar do se tem de mais importante: a vida!

Se um câncer de mama for detectado no início, há grandes chances de cura. Triste saber que, em 80% dos casos, ele é detectado tardiamente. E por quê? Falta de prevenção!

Fica a dica: se você ainda não foi a um ginecologista, entre em contato com um médico o mais rápido possível.

E você? Conta pra gente, VOCÊ vai ao ginecologista regularmente?

Para me adicionar no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=13527169648018672413
Me mimem com e-mails fofos – eu adoro! analia@corporativismofeminino.com -

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Anália às 00:01

0 comentários:

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino