sexta-feira, 13 de março de 2009

I'm not gonna meet your mother anytime

Ah os amores platônicos... Eu de praxe acabo de me ocupar com um, já que, na faculdade os homens se resumem a:

1) garotinhos fedendo a leite (descartados, se bem que... idade olímpica né, olhar não tira pedaço - embora devesse).

2) veteranos que se acham espertos (descartados).

3) Meia dúzia mais velha e casada (obviamente, descartados, que aqui minha vocação é pra ser primeira-dama, ok?).

4) ELE!

Pois é, não que "ele" não seja casado, porque, apesar de eu não ter notado a presença da aliança, o fato dele ter comentado que seria avô em breve (preciso da fórmula da juventude que ele usa, não dava mais de 40 anos, e, PLU o cara já é avô!) já fez minha cabeça platinada reluzir sobre a hipótese dele ser casadíssimo. Lil Helen tem 18 anos de novo, misturando sua matéria predileta com o professor elegante, sempre de terno, camisa azul, três dobras na manga em dias de calor, o crachá verde dentro do bolso, as piadas extremamente sem graça, mas que a tonta aqui ri.

Às vezes me sinto uma mistura de Elle Woods com boneca inflável, meu caderno tem cheirinho, folhas decoradas, sempre tento ser participativa embora já tenha acontecido de eu esquecer de fazer uns exercícios... o fato é que já tive que faltar uma aula da minha mátéria mais que adorada (foi importante e necessário eu faltar, eu juro!) e, enquanto eu lambuzava meu rosto de maquiagem pesada, pensava na leitura da apostila e na cor da camisa que ele estaria usando, é eu sou terrivelmente aplicada ahaha.

O título do post, claro, se refere que, as chances da minha relação de um lado só dar certo é tipo, de zero a dez, três negativo. Ele é profissional, sequer dá abertura pra nada, e eu de monga tenho a cara, o jeito de andar e a timidez, FATO! Jamais vou chegar chegando... a gente ainda tem a idéia de que professores são outro tipo de seres, intocáveis, que jamais se derreteriam com um sorriso (tente sorrir pra garotada de idade olímpica e veja a diferença), sem contar a idade, claro, isso é um fator relevante sim. Nenhum homem do porte dele olharia pra uma boneca inflável disfarçada de adolescente no meio das outras menininhas.

O fato é que nem fico triste, acho até interessante. A última vez que vivi algo assim eu tinha 14 anos, é incrível o que a idealização de uma pessoa representa! Certeza que ele deve ter mil defeitos, mas na nossa cabeça "procuro um príncipe encantado que vai me tirar dessa vida de bueiro e baygon" o máximo de defeito que ele tem é um dedo do pé torto e olhe lá. Idealizar é fantástico e muitas vezes, salva meu dia. Só uma coisa me incomoda: e se ele usa bermuda e regata quando não tem ninguém olhando??????????

O.o

Sim, de volta ao assunto que todo mundo mais adora! HOMEM E O MUNDO MARAVILHOSO DO SILICONE *By Heleninha. Muitos dramas e cortes de cabelo mal feitos ainda virão, vocês não perdem por esperar!

dúvidas, sugestões, como estou dirigindo? CLICA AQUI:

heleninha@corporativismofeminino.com

quer me mandar um buddypoke?

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=11331418238189250417

=> gente, amo o carinho de todos, tanto no e-mail quanto no orkut. Agradeço de coração os elogios e comentários de vocês. Sei que as vezes dou uma de chata não respondendo os comentários aqui (a facul nova tá me matando, sério) mas leio tudo e fico muito contente mesmo.

Participe da nossa comunidade no orkut:

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=64194269

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Heleninha às 00:01

0 comentários:

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino