quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Céus, tô grávida !?!

Vamos abrir espaço para um relato da nossa amiga Mula Neurótica hoje:


Quando a Anália fez esse post sobre aborto, eu coloquei minha posição favorável. Apesar de ser a favor, na ocasião, eu sinceramente não tinha uma opinião formada sobre se eu seria capaz de abortar ou não, até porque, sempre fui xiita com essa história de sexo desprotegido, sempre achei uns absurdos adolescentes de 15 anos engravidando, e mesmo nunca tendo me colocado nessa situação, já era a favor da legalização.

Mas já diria Josef Climber: A vida é uma caixinha de surpresas, e belo dia, eu me vi em uma situação que me fez pensar nisso.

Não era pra ter sido um sexo desprotegido, mas eu não tomava anticoncepcional, e a impressão que tive foi que o dito cujo tirou a camisinha antes terminar o serviço – eu só percebi isso depois.

O dito disse que não gozou dentro, mas sabemos, que ainda assim há uma probabilidade de engravidar. Minha ficha caiu 24 horas depois, quando saí desesperada atrás de uma pílula do dia seguinte durante a madrugada. Tomei a PDS, e fiquei tranqüila por uns dias.
A próxima menstruação após PDS adiantou muito, veio 5 dias depois de tomar a pílula, um fluxo bem menor e bem diferente do normal, sem as cólicas que normalmente sinto.

Não me preocupei, pois isso é normal depois de tomar uma bomba de hormônios. Pensei, daí recomeça meu ciclo, e daqui no máximo 26 dias devo menstruar novamente (Meu ciclo é sempre adiantado).

Passado os tais dias, nada na monstra aparecer. Comecei a pesquisar e vi que tem casos de mulheres que mesmo grávidas ainda menstruam por uns meses. Entrei em pânico completo. Minha menstruação não só estava atrasada, como não dava nenhum sinal de que estava por vir (inchaço, seios doloridos, NADA, nenhum sinal da monstra chegando).

Nas inúmeras pesquisas que fiz, li que é normal o ciclo menstrual ficar desregulado após tomar a PDS devido a alta quantidade de hormônios contida nela, fazendo com que as próximas menstruações adiantem ou atrasem. Mas não adiantava ler nada disso, eu estava grávida, só a menstruação me tiraria desse pânico.

Não pensei duas vezes em comprar um teste de farmácia, fiz o teste e deu negativo. Isso me deixou tranqüila por...umas duas horas, haha.

A única coisa que consegui pensar foi em ter saído de todas essas estatísticas.

* Céus, faço parte dos 10% que engravidam mesmo quando não tem gozo dentro, dos 10% que toma pílula do dia seguinte e mesmo assim engravidam, do 1% de mulheres que menstruam mesmo estando grávidas, e do 1% de mulheres que tem falso-negativo no teste de gravidez. Cara, se for menina vai se chamar Vitória!

Lendo tudo isso hoje, me parece um absurdo ter me preocupado com gravidez mesmo com todas essas condições estatísticas. Mas na ocasião, não me parecia nada absurdo. Fui completamente dominada pelo medo.

No fim, essa história toda me fez pensar muito sobre toda essa situação de gravidez indesejada, imaginei minha vida desestrutura de todas as formas possíveis. Caiu-me a ficha que por mais que tenha cuidado, às vezes acontece, e a gravidez pode chegar como uma bomba na vida de qualquer uma. (Claro, esses casos são minoria, na maioria das vezes o que vemos é imprudência mesmo).

E com tudo isso, cheguei à conclusão, que mesmo sendo a favor, EU não faria um aborto nas condições existentes hoje no Brasil.
Não pela ética, pela consciência ou pela vida do feto (ok, me chamem de insensível) . Mas afinal, com toda essa quebra de estatísticas que teriam acontecido se eu realmente estivesse grávida, provavelmente eu também fugiria das estatísticas dos abortos bem sucedidos, morreria de hemorragia ou algo do tipo.

Mas sim, se fosse legalizado, se instituições confiáveis realizassem esse tipo de procedimento, eu o faria.

E não, eu não estava grávida. E digo com propriedade, nunca mais quero saber de sexo sem anticoncepcional. Não quero um filho. Não quero ficar a mercê de uma camisinha estourada. Quero me poupar da remota possibilidade de passar por isso novamente. É uma situação que não desejo pra ninguém.

Usem camisinha, tomem anticoncepcionais e se possível coloquem um DIU simultaneamente. (tá, exagerei).


* algumas dessas estatísticas foram chutadas


Ass. Mula Neurótica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por CF às 11:43

4 comentários:

Desdhemona on 21 de julho de 2009 20:55 disse...

Eu me apavoro só de pensar.
Sou sim à favor do aborto, quem sabe eu faria ou não... Mas não é por que se é a favor, que temos a obrigação de fazer um aborto caso ocorra a legalização rs rs

Anônimo disse...

Eu sou contra o aborto.
pois em um aborto vc esta cometendo um assasinato muito cruel, pois essa criança nao tem culpa da irresponsabilidade de seus pais e porque elaé quem deve pagarpor isso. ela nao tem como se defender por isso sej qual for a circunstanca jamais pense em aborto. deixe essa criança nascer pois no futuro é ela quem cuidara de vc!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
ABORTO TAMBEM É CRIME E UM DE QUEM NAO PODE SE DEFENDER

Anônimo disse...

Bom acho q to meio atrasada mas fui pesquisar sobre o assunto e vi sua postagem e super interessante, aconteceu a mesmíssima coisa comigu,a única diferença é que transei com camisinha e como o seguro morreu de velho, tomei tbm a bendita "pílula do dia seguinte", depois de uns 5 dias fiquei menstruada mas aquele fluxo nada normal, bom pensei: "é por causa da pílula" mas lendo várias reportagens vi que pessoas grávidas menstruam e etc, ou seja, entrei em pãnico tbm!! depois disso voltei a tomar meu anticoncepcional e ainda não chegou o dia da verdade (vou ficar menstruada novamente ou não?!) mas confesso que estou mais tranquila em saber que vc passou pelo mesmo problema e tbm estou me achando uma MULA NEURÓTICA!!hahahaha mas acho q é com essas coisas que agente aprende na vida!!
sexo agora só com muita prevenção, camisinha, anticoncepcional e se pá um DIU (não acho nada exagero na sua parte)hehehe

Anônimo disse...

Passei exatamente pela mesma situação e ainda estou na fase MULA NEURÓTICA!
Usei camisinha mas encuquei que ela tinha furado (isso mesmo, um furinho - não sei de onde tirei isso). Na época estava sem usar anticoncepcional e por isso resolvi tomar a PDS. Cinco dias depois, sanguei, varios dias, muito intenso....
Mesmo assim não estava convencida... voltei a usar o AC e no mês seguinte menstruei de novo só que MUITO POUCO (e aí achei que estava na estatistica das mulheres que menstruam grávidas!)
Depois de uns dias, fiz 3 testes de farmácia em 3 dias consecutivos e todos deram negativos (aí eu entrei na nóia que os testes falha e que os 3 podiam estar errados). Minha gineco havia me pedido pra fazer uma Ultra de rotina meses atrás e eu pensei: "vou fazer agora, porque se tiver grávida, a ultra não mente!) Fiz a ultra e levei pra minha gineco. Na data da ultrasson, caso eu tivesse engravidado, estaria com 7 semanas de gestação e apareceia no mínimo o saco gestacional dentro do útero. Expliquei toda essa história pra minha gineco e ela disse: TU NAO TÁ GRÁVIDA! (me exlicou que pelo tempo, se estivesse gravida meu endometrio estaria super espesso e apareceria no mínimo o saco gestacional e possivelmente os batimentos cardíacos do bebê - por fim me disse pra ir pra terapia porque poderia se tornar uma gravidez psicológica). Depois disso tive uma outra menstruação, ha poucos dias, essa com um fluxo um pouco maior mas também de 3 dias (meu normal sempre foi 4 ou 5). Acreditam que ainda não estou 100% segura? sou a maior MULA NEURÓTICA do planeta!!!!!
O que vcs acham???

 

Corporativismo Feminino Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez Edited by Blog Feminino